Connect with us

Maranhão

Executor de funcionários da Cemar por corte de energia é condenado

Publicado

em

Pablo Martins da Silva, acusado de ter assassinado dois funcionários terceirizados da Companhia Energética do Maranhão (Cemar), foi condenado a 25 anos e nove meses de prisão. O acusado foi julgado nesta quinta-feira (3) na 2ª Vara de Paço do Lumiar, localizada na Região Metropolitana de São Luís.

A decisão do juiz Carlos Roberto de Oliveira Paula determina que o acusado cumpra a pena inicialmente em regime fechado. Desde sua prisão, Pablo Martins está preso no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, na capital.

Cinco testemunhas foram ouvidas durante o julgamento, dentre elas, o irmão do acusado que também participou do assassinato. O adolescente teria disparado duas vezes contra uma das vítimas, a pedido do irmão. O menor continua preso em uma Unidade de Ressocialização em São Luís.

Nos depoimentos de Pablo e do adolescente, ambos afirmaram que a arma usada durante o crime pertencia a eles. Essa versão, foi atestada já que anteriormente, ambos afirmaram em depoimento que eles conseguiram na casa do líder de uma facção criminosa que atua na área do Sítio Natureza, região onde o crime ocorreu.

Entenda o caso

Pablo Martins da Silva se apresentou na SHPP e confessou ter matado dois terceirizados da Cemar

Os prestadores de serviço da Cemar João Victor Melo e Francivaldo Carvalho da Silva foram assassinados após terem realizado a interrupção de energia elétrica em uma residência no bairro Sítio Natureza, em Paço do Lumiar.

Segundo as investigações, os funcionários teriam sido ameaçados por Pablo Martins Silva e seu irmão menor de idade. Os dois foram surpreendidos por vários disparos de arma de fogo quando já estavam no veículo da empresa.

De acordo com a denúncia do Ministério Público do Maranhão (MPMA), Pablo Martins teria conseguido a arma com o chefe da facção da qual era integrante e que atua na região do Sítio Natureza. Após disparar em Francivaldo, o acusado teria entregue a arma para o irmão adolescente que atirou duas vezes em João Victor. Os dois funcionários não resistiram aos ferimentos e morreram no local.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Maranhão

IMPERATRIZ: Covid-19 tem letalidade de 4,6%. Cerca de 2.406 pacientes já tiveram a doença

Publicado

em

Com 152 novas notificações registradas neste quinta-feira, 04 de junho de 2020, Imperatriz atualiza para 2.406 casos confirmados em laboratório. O número representa 5.5% do total de casos registrados no estado (43.313). Desses 26.589 casos que continuam ativos, 459 estão em Imperatriz, o que representa 1.7% dos casos ativos em todo o Maranhão.

Desde o início da pandemia, a cidade registrou um total de 113 óbitos. Sendo 13 foram registrados nos sistemas de informação oficiais da Secretaria de Estado da Saúde nas últimas 48h. 

Ocupação de leitos
Até às 18h de hoje, a ocupação de leitos no Macro Regional era:

  • Leitos Clínicos: 8ocupados – 92,12% de ocupação;
  • Leitos de UTI: 14 ocupados –  75,93% de ocupação;

No Hospital Regional Materno Infantil:

  • Não disponibilizou boletim no dia 04/06/2020.

No Hospital Municipal de Campanha Covid-19:

  • Leitos Clínicos: 25 ocupados – 51% de ocupação;
  • Leitos de UTI: 8 ocupados – 80% de ocupação. 

Na esfera privada, a ocupação de leitos no ​​​​​​Hospital Unimed é:

  • Leitos Clínicos: 23 ocupados – 58.9% de ocupação;
  • Leitos de UTI: 14 ocupados – 100% de ocupação. 

No Hospital Santa Mônica:

  • Leitos Clínicos: 18 ocupados – 78.2% de ocupação;
  • Leitos de UTI: 10 ocupados – 83% de ocupação. 
Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Porta de comércio é cravejada de balas durante madrugada

Publicado

em

No início da madrugada desta sexta, 5, populares ouviram uma série de disparos de arma de fogo em uma via no bairro Mercadinho, na cidade de Imperatriz, no sul no Maranhão.

A Polícia foi acionada e esteve no local, constatando que os disparos foram efetuados contra as portas de um comércio. Foram pelo menos 17 tiros.

Nenhum suspeito foi preso até o momento. (Imagem ITZ em Foco)

Continue lendo

Maranhão

Youtube tira Live do “Caneta Azul” do ar e cantor faz apelo

Publicado

em

Depois do sucesso estrondoso, em sua live, com 2,5 milhões de visualizações, o cantor e compositor maranhense, Manoel Gomes, dono do hit viral ‘Caneta Azul’, teve sua apresentação retirada do ar pela plataforma do Youtube.

O cantor ainda alega, que sua live que aconteceu no domingo, 31, não foi monetizada. Ele gravou um vídeo explicando a situação e pedindo ajuda.

O número de reproduções da performance virtual superou a de grandes nomes da música brasileira, como Claudia Leitte, Paula Fernandes, Anavitória, Capital Inicial e Alcione.

Continue lendo
publicidade