Connect with us

Pará

Exploração ilegal de madeira em Brasil Novo, Medicilândia e Uruará é alvo da PF

Publicado

em

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta, 29, a Operação Carranca, para reprimir a exploração ilegal de madeira na região de Brasil Novo, Medicilândia e Uruará, no estado do Pará.

Estão sendo cumpridas, ao todo, 60 medidas cautelares, sendo 14 mandados de medidas cautelares diversas da prisão, 7 mandados de afastamento do emprego ou função pública, 4 mandados de suspensão da atividade de natureza econômica, 7 mandados de sequestro de bens e 28 mandados de busca e apreensão.

A investigação policial teve início no primeiro semestre de 2016, a partir de denúncias da extração ilegal de madeira no município de Brasil Novo/PA. Com o avanço da investigação, foi possível identificar grupos que atuavam em todas as etapas da cadeia produtiva da madeira: extração, serragem, falsificação de documentos, fiscalização, transporte e compra da madeira ilegal.

Esses grupos criminosos foram divididos em 4 núcleos, conforme sua atuação no esquema criminoso. O primeiro núcleo se refere aos madeireiros de pouco poder econômico, que atuam na linha de frente da extração ilegal de madeira nos municípios mencionados. O segundo núcleo é dos madeireiros de grande poder econômico, que financiam uma grande cadeia de extração, serragem e distribuição de madeira ilegal, inclusive realizando a manipulação de créditos florestais e falsificação de documentos.

Já, o terceiro núcleo está ligado aos servidores públicos das Secretarias municipais de Meio Ambiente, advogados, engenheiros florestais e outros ligados a esses, que utilizam sua função pública para favorecer e acobertar os crimes ambientais, além de, em alguns casos, participarem do comércio de madeira ilegal.

O quarto núcleo, cuja identificação foi feita com o apoio da Polícia Rodoviária Federal, é composto por servidores policiais que realizavam fiscalização ilegal na rodovia Transamazônica, cobrando vantagem indevida dos caminhoneiros como condição para prosseguirem viagem ou passando informações de fiscalização rodoviária. Dentre eles há um servidor público federal e outros do estado do Pará, além de batedores caminhoneiros que repassavam informações.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

MARABÁ: Brigadistas já atenderam mais de 160 ocorrências de queimadas

Publicado

em

O combate às queimadas continua intenso em Marabá. Os brigadistas da Defesa Civil Municipal em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), Ministério Público, Exército Brasileiro e Corpo de Bombeiros já atenderam 161 ocorrências desde que as operações iniciaram no dia primeiro de julho.

“Esse mês de agosto, historicamente, há um maior número de registros. É o pico do verão, onde muitos donos de terrenos aproveitam pra fazer a limpeza e, portanto, a queimada”,  observa Arilson Santos, técnico de Defesa Civil.

Somente esta semana, entre os dias 27 a 30 de julho, os brigadistas atenderam 22 ocorrências. Segundo Arilson, a maioria dos casos, 60% deles são no núcleo da Nova Marabá. Em cerca de 10% dos casos, os infratores estão no local. Em todos os casos a Secretaria Municipal de Meio Ambiente é acionada para as devidas autuações.

Neste período, a recomendação é que as pessoas não toquem fogo na vegetação ou no lixo retirado dos quintais, para evitar degradação ambiental e problemas respiratórios, bem como penalidades por conta de crime ambiental.

No período do verão, as condições climáticas, estiagem com altas temperaturas e baixa umidade do ar, contribuem para aumento de focos de incêndio no município.

O coordenador da Defesa Civil municipal, Jairo Milhomem, aconselha a população a não realizar queimadas. “Esse ato de colocar fogo, prejudica muito a saúde das pessoas, principalmente de crianças, por questões respiratórias, a autoestima da cidade vai lá para baixo, com muita fumaça por todo canto, o que prejudica também o motorista no seu deslocamento, e mais uma série de fatores”, elencou Jairo Milhomem, destacando que trata-se de crime passível de multa e detenção, dependendo gravidade do incêndio, destacando o intenso trabalho dos brigadistas.

A Brigada de Incêndio da Defesa Civil atualmente conta 20 brigadistas.  Por dia, 10 deles atuam na zona urbana da cidade. Para combater os incêndios, além de todos os Equipamentos de Proteção Individual, as equipes utilizam mochilas costais, carro-pipa com 20 mil litros de água, rastelo e abafador. (Leydiane Silva)

Continue lendo

Pará

Setran assinará na sexta-feira, Ordem de Serviço para recuperação da PA-275, entre Eldorado dos Carajás e Parauapebas

Publicado

em

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Transportes (Setran) assinará até a próxima sexta-feira (7) a Ordem de Serviço (OS) para a recuperação da PA-275, rodovia estadual que liga os municípios de Eldorado dos Carajás, Curionópolis até Parauapebas, no sudeste do Pará.

Serão restaurados mais de 60 Km da rodovia, que ganhará acostamento. O investimento do Governo será de quase R$ 60 milhões, recursos oriundos do Tesouro Estadual.

Em 29 de julho de 2020,  o Diário Oficial do Estado (DOE) publicou a licitação para a contratação de empresas para construir a primeira etapa de obras na rodovia. 

Primeiro será recuperado o trecho entre Eldorado até Curionópolis, com cerca de 30 quilômetros de extensão. Em seguida, será realizada a restauração de mais 30 quilômetros da rodovia, que tem pouco mais de 100 quilômetros de extensão. O trecho de cerca de 40 quilômetros que não passará por restauração, receberá obras de conservação e manutenção.

Segundo o titular da Setran, Pádua Andrade, as obras podem começar no final da primeira quinzena deste mês. “Por determinação do governador Helder Barbalho, fizemos esse projeto que contempla a restauração e implantação de acostamentos na rodovia, e já se espera que ainda este mês inicie a mobilização da empresa para fazer os 30 primeiros quilômetros da rodovia”, disse Pádua.

A via é importante rota de escoamento da produção agropastoril e mineral do Pará. Segundo dados do Sindicato das Indústrias Minerais do Pará (Simineral) e da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), cerca de 90% dos produtos exportados pelo Estado, em 2019, foram oriundos da indústria extrativa mineral, com destaque para o minério de ferro, com uma produção aproximada de 180 milhões de toneladas.

A PA-275 é uma das principais rodovias do sul e sudeste do estado. Com 100 quilômetros de extensão, a rodovia estadual passa por três municípios e duas rodovias de acesso: a BR-155, que dá acesso ao município de Marabá, principal cidade do sul e sudeste do Pará; e a PA-160, dando acesso à cidade de Canaã dos Carajás. (Kátia Aguiar)

Continue lendo

Pará

Remo vence Águia de Marabá e garante classificação

Publicado

em

O Remo assegurou a classificação às semifinais do Campeonato Paraense neste domingo (2). No Baenão, o Leão sofreu, mas venceu o Águia por 4 a 2. Os azulinos perdiam a partida por 2 a 1 até aos 35 minutos do segundo tempo, mas conseguiram a virada. Com o resultado, o time da casa chegou a 20 pontos e continua na 2° colocação na competição. Já o Azulão desperdiçou a chance de entrar no g-4 e ainda perdeu uma posição. Agora, está no 6° lugar.

O Águia abriu o placar com Carlos Neto, logo aos 11 minutos, após o centroavante aproveitar rebote do goleiro Vinícius. O Remo teve chance para empatar o jogo 20 minutos mais tarde, no entanto, Bruno Collaço, com os pés, defendeu o pênalti sofrido e cobrado por Eduardo Ramos. Na sequência, o atacante Ermel aproveitou cochilo da zaga e empatou. Os marabaenses voltaram a ficar na frente em golaço de falta marcado pelo lateral-direito Bruno Oliveira, aos 43.

O Remo tentou esboçar uma pressão no segundo tempo, mas só conseguiu fazê-la de forma efetiva na reta final. Eduardo Ramos se redimiu do pênalti perdido e virou para o Leão com gols aos 35 e 46 minutos da segunda etapa. E, aos 52 minutos, no último lance da partida, Douglas Packer concluiu o placar. Os azulinos venceram o 10° confronto direto seguido frente ao Águia, que viu ser interrompida a sequência de duas vitórias no Campeonato Paraense.

Artilheiro

Com os dois gols marcados, o meio-campista Eduardo Ramos chegou a três na temporada e é o vice-artilheiro do time no ano. Ele fica atrás apenas de atacante Jackson, com cinco gols. No entanto, o centroavante deixou o Remo durante a paralisação da temporada. Ermel chegou ao segundo gol em 2020, enquanto que Douglas Packer fez o primeiro.

Igualdade

O Águia chegou a 11 gols no Campeonato Paraense e todos marcados por jogadores diferentes: Guilherme, Wellington, Marcos Paulo, Matheus Paixão, Maranhão, Veraldo, Edicleber, Ari, Sandro, Carlos Neto e Bruno Oliveira são os artilheiros do time na competição.

Última rodada 

O Remo ainda busca a liderança e, para isso, precisa vencer o Tapajós na última rodada. O jogo ocorre nesta quarta-feira (5), assim como o Águia, que precisa ganhar o confronto direto frente ao Bragantino para avançar às semifinais. A Federação Paraense de Futebol (FPF) ainda não definiu local e horários das partidas. (Portal Cultura)

Continue lendo
publicidade