Connect with us

Tocantins

Festa dos 31 anos do TO agrada com shows e oportunidade de bons negócios

Publicado

em

Segundo dados da Polícia Militar, mais de 50 mil pessoas marcaram presença na Praça dos Girassóis, para festejar os 31 anos do Tocantins, Meu Melhor Estado – Foto: Carlos Eller

Mais de 50 mil pessoas, segundo dados da Polícia Militar, marcaram presença na ala norte da Praça dos Girassóis na tarde e noite deste sábado, 05, para comemorar, com muita música, os 31 anos do Tocantins, Meu Melhor Estado, que contou também com a presença do governador Mauro Carlesse, da primeira dama, Fernanda Carlesse, vice-governador Wanderlei Barbosa, membros das bancadas federal e estadual entre outras autoridades. Juliana Moraes e Amanda Sousa chegaram cedo à Praça dos Girassóis, no coração de Palmas, às 15 horas, e logo se posicionaram na grade diante do palco montado para a festa. As moradoras da Capital contaram que o esforço tinha um único nome, Solange Almeida. A espera foi recompensada com uma grande apresentação de forró da cantora baiana que revelou sua alegria em fazer parte desta comemoração. Já o casal Irakitan Zago e Jéssica Marques acompanhou os shows desde a abertura com a dupla Nalberth e Murilo. “Viemos por todas as atrações”, disse Irakitan Zago, confirmando que foi uma noite para ficar na lembrança.

O clima ameno e a iluminação do Palácio Araguaia, em homenagem à campanha Outubro Rosa completaram os esforços da organização do evento, promovido pelo Governo do Estado, por meio da Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), com realização do Instituto Cidadania Amazônia e recursos de emendas parlamentares dos deputados Ricardo Ayres, Cláudia Lélis, Eduardo Siqueira Campos, Amália Santana, Leo Barbosa e Vanda Monteiro. Quando uma das atrações mais aguardadas, a dupla Maiara e Maraísa, que subiu ao palco após Taíse Marques, iniciou o seu show, a praça já estava totalmente tomada. “Que show incrível, valeu a viagem”, comemorou a gurupiense Dayse Assis, que estava com a família e amigos da Capital. Já a dupla fez questão de lembrar o início da carreira em Araguaína e enfatizar o sentimento de pertencer ao Tocantins, tão comum aos moradores do Estado, mesmo os não nascidos aqui. A noite musical ainda contou com a participação especial de Genésio Tocantins, que ao lado do cantor Lucimar Pereira Santos, mais conhecido como Lucimar, e do sanfoneiro Manoel Cerqueira cantou a canção símbolo do estado, o Hino do Tocantins, e a música Parabéns Pra Você acompanhado de uma queima de fogos. Antes de Solange Almeida subir ao palco, o público vibrou com a apresentação animada da Banda Sanfônica da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc). A programação invadiu a madrugada com a dupla Cleiton e Camargo.

Bons negócios

A festa popular também abriu espaço para os empreendedores. Na tenda que reuniu cinco artesãos era possível adquirir peças em madeira, capim dourado e artesanato indígena. Txibie Karajá e Bikunaki Karajá trocaram a Aldeia JK, na Ilha do Bananal, pela Capital tocantinense para comercializar sua produção de forma direta ao público. Assim como na festa deste sábado, 5, a dupla tem participado de todas as edições da Sexta Cultural, sempre fazendo bons negócios. “Estamos muito satisfeitos”, contou Bikunaki Karaja.

A Adetuc também abriu espaço para a atuação de 20 ambulantes, além de 15 barracas de alimentação e oito food trucks que foram selecionados pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). A veterana Maria Ribeiro levou 20 sabores de pastéis, com destaque para o “Cangaço do Norte”, receita recentemente lançada, que leva carne de sol, banana da terra, purê de mandioca com leite de coco babaçu, entre outros ingredientes. “Os shows sempre dão bom retorno”, comemorou. Por outro lado, um jovem de 18 anos fazia sua estreia em um evento público. Graças a sua vontade de empreender, João Pedro Santos ganhou apoio da irmã, Laylla Domingues, e juntos desenvolveram mais de 20 receitas de brigadeiro. O nome, Vovó Preta, é uma homenagem a avó. “Agora estou me aperfeiçoando em um curso de confeitaria”, contou. Já para Flávia Gonçalves, o food truck surgiu como alternativa à falta de vagas como auxiliar de enfermagem. Há menos de dois anos ela abriu o próprio negócio, onde trabalha sozinha, oferecendo um cardápio variado. “Esta é a oportunidade de formar minhas filhas”, contou com orgulho, lembrando que chegou ao Estado com a família há 31 anos, passando por Arraias, Miracema e Palmas. “Eu já estava aqui na inauguração da pedra fundamental de Palmas”, contou.

“Tivemos uma festa maravilhosa. Quando podemos oferecer a população shows de alto nível de forma gratuita e damos aos nossos empreendedores a oportunidade de geração de renda é possível afirmar que o Governo do Estado cumpriu sua missão”, resumiu o presidente da Adetuc, Tom Lyra. (Seleucia Fontes)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

PF desarticula associação criminosa envolvida em tráfico de entorpecentes no Tocantins e Goiás

Publicado

em

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (04), a “Operação Breaking” visando desarticular associação criminosa envolvida em tráfico de drogas nos Estados de Goiás e Tocantins.

Cerca de 30 Policiais cumprem 12 mandados de prisão preventiva, com apoio da Polícia Militar do Estado de Goiás. Os mandados foram expedidos pelo Juízo Criminal da 1ª Vara Criminal da Comarca de Colinas do Tocantins.

A Polícia Federal encontrou indícios de que os investigados têm relação com facção criminosa e praticavam diversos outros crimes, como roubos e homicídios, além do tráfico de drogas.

Os investigados poderão responder pelos crimes de roubo, homicídio e tráfico de entorpecentes, cujas penas somadas podem ultrapassar 40 anos de reclusão.

O nome da operação simboliza a “quebra”, a “ruptura” dos crimes praticados pela organização criminosa. (Ascom)

Continue lendo

Tocantins

ARAGUAÍNA: Comércio será reaberto com restrições na segunda, 8

Publicado

em

default

Diante do cenário da economia araguainense e com os novos casos tendo como fonte as relações entre familiares, dentro de casa, o prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas, emitirá novo decreto autorizando que parte do comércio local retorne com restrições para evitar a propagação da covid-19. O documento deve ser publicado no Diário Oficial do Município nesta sexta-feira, 5, com medidas que valerão a partir da segunda-feira, 8.

“É preciso colocar na conta que boa parte do comércio estava em funcionamento. Hoje, a transmissão está muito familiar e não há justificativa para que os comerciantes sejam os vilões desta situação”, afirmou o prefeito.

Dimas ainda acrescenta que todos devem cumprir sua parte. “Mesmo os comerciantes já tem seus comércios abertos terão que preencher um formulário e um termo de responsabilidade de cumprir as restrições sob pena de interdição”.

Para evitar aglomeração, uma das mudanças que está sendo discutida junto com a Associação Comércio e Industrial de Araguaína (Aciara) é para que os seguimentos adotem horários de atendimento presencial alternados.

Ainda continua determinado que serão adotadas todas as medidas restritivas impostas, ou as que venham a ser, pelo Governo Federal e pelo Governo do Estado do Tocantins.

Responsabilidade compartilhada
A partir de quinta-feira, 4, o formulário pode ser acessado no site da Prefeitura ou diretamente pelo link http://araguaina.to.gov.br/flexibilizacao/. Lá, o comerciante deverá colocar dados da empresa, proprietários e informações do local, como quantidade de metros quadrados na área de vendas, máxima de pessoas por área de vendas e quantidade de funcionários.

As medidas exigidas são as mesmas adotadas anteriormente, quando era possível manter o estabelecimento aberto. Entre as principais estão disponibilizar álcool 70 graus INPM líquido ou em gel para funcionários e clientes, evitar superlotação do espaço físico interno, manter distanciamento, divulgar informações sobre a prevenção e permitir entrada somente de pessoas com máscara.

Abertura parcial
Com o fim do lockdown estadual, Araguaína já havia retornado ao Decreto Municipal 223/20 que autorizava o funcionamento do comércio para recebimento de vendas a crédito, vendas digitais ou por telefones para entrega ou retirada do produto. À época, a presidente da Aciara, Hélida Dantas, pediu o retorno das vendas presenciais, no modelo previsto do Decreto 222/20.

“É uma volta com muita segurança e muito compromisso. Nós estamos conscientizando os empresários, principalmente os mais novos, de que somos parceiros nessa flexibilização, que não é uma responsabilidade só do poder público”, declarou a presidente. Ela também contou que está preparando um material educacional para os colaboradores. “É um treinamento de como se comportar em casa e é preciso evitar as festinhas. É momento de trabalhar, nós precisamos”.

Menos recursos
O fechamento de alguns comércios e o funcionamento parcial de outros afetaram a economia como um todo, inclusive na arrecadação de recursos que são destinados para benfeitorias no Município. 

“A pandemia desacelerou a economia. Até o final de maio, arrecadamos menos R$ 7 milhões em relação ao mesmo período do ano passado, considerando tributos como IPTU, ITBI, FPM, IPVA e taxas”, explicou o secretário municipal da Fazenda, Fabiano Souza. (Marcelo Martin/Foto: Marcos Sandes)

Continue lendo

Tocantins

Governo do Tocantins pediu que órgãos fiscalizadores apurassem sobrepreço na venda de máscaras

Publicado

em

Secretário de Estado da Saúde, Dr. Edgar Tollini, lembra que no Tocantins, como em todo o mundo, a chegada do novo Coronavírus pressionou o preço de itens de higiene e produtos hospitalares

Para evitar que empresas pratiquem sobrepreço e se aproveitem do momento de dificuldade mundial provocado pela pandemia do novo Coronavírus, o Governo do Tocantins tem se utilizado de todos os mecanismos legais, bem como buscado o apoio de órgãos competentes, de controle e fiscalização, para que auxiliem o Estado a impedir a ocorrência desta prática.

O secretário de Estado da Saúde, Dr. Edgar Tollini, lembra que no Tocantins, como em todo o mundo, a chegada do novo Coronavírus pressionou o preço de itens de higiene e produtos hospitalares e aumentou a procura por artigos como álcool em gel e máscaras de proteção, principalmente para uso dos profissionais de saúde que estão na linha de frente nos hospitais.

“O cenário é igual para todo o mundo: de muita dificuldade, de grande procura e pouca oferta. Mas mesmo diante disso não nos furtamos em tomar as medidas cabíveis e necessárias para manter a proteção dos nossos profissionais de saúde. No dia 16 de março, a empresa com a qual a Secretaria da Saúde mantinha contrato para fornecimento de máscaras solicitou o cancelamento de saldo de atas alegando que em virtude do cenário e a alta do consumo de materiais, principalmente os descartáveis, não lhe restaria outra opção senão o cancelamento do item. Desta forma, com a necessidade urgente de aquisição dos equipamentos, fez-se necessária a dispensa de licitação”, explica o secretário de Saúde, Dr. Edgar Tollini.

Dada a urgente necessidade e sob pena de haver risco à segurança do manejo clínico de pacientes, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) adquiriu os equipamentos necessários com o valor encontrado no mercado e imediatamente representou  no Ministério Público Federal (MPF) para que investigasse a possibilidade de ter havido sobrepreço e possível crime contra economia popular.

O superintendente Jurídico da SES, Marcus Senna, reforça que a Gestão Estadual vem evitando ao máximo a realização de dispensas de licitação, mas que o Tocantins não poderia deixar de contar com os itens adquiridos. “A aquisição foi feita diante de uma urgente necessidade, mas como o preço encontrado no mercado chamou a atenção do Governo imediatamente provocamos os órgãos de controle para que fosse feita uma investigação”, explica.

Videoconferência com de órgãos de controle

Como mais uma ação para evitar práticas ilegais e definir ações coordenadas para o combate à prática de sobrepreço, ainda no mês de abril a Secretaria de Saúde realizou uma videoconferência com representantes de órgãos de controle estadual e federal.

O objetivo foi buscar o apoio dos órgãos para uma atuação conjunta de forma a garantir o melhor emprego possível do recurso público, evitando possíveis danos ao erário.

A reunião contou com a participação de representantes dos seguintes órgãos de controle: Ministério Público Estadual (MPTO), Ministério Público Federal (MPF), Tribunal de Contas do Estado (TCE), Defensoria Pública do Estado (DPE), Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), Procon, Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) e Procuradoria Geral do Estado (PGE). (Sara Cardoso/Foto: Erlane Miranda)

Continue lendo
publicidade