Connect with us

Tocantins

Filhote de ariranha é resgatado no Rio Tocantins

Publicado

em

Um filhote de ariranha foi resgatado por um pescador no Rio Tocantins, no município de Peixe, região sul do Estado. Após o resgate, o animal foi levado a uma clínica veterinária parceira do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), em Gurupi, pelo Batalhão da Polícia Militar Ambiental (BPMA). Após o atendimento médico veterinário, o filhote foi encaminhado para o Centro de Fauna do Tocantins (Cefau), do Naturatins, em Palmas.

O filhote possui cerca de duas semanas a um mês de vida. Da cabeça a ponta da cauda, mede 52 cm e o seu peso é de 1,200 kg. Os animais recebidos no Cefau recebem um nano chip, um procedimento padrão realizado em todos os animais que passam pela unidade. “É uma marcação individual, um número único que o identifica. Com o auxílio do leitor de microchip esse animal poderá ser identificado ao longo da sua vida para que as informações não sejam perdidas, como sua origem, idade, sexo, problemas de saúde, gestações, entre outros aspectos”, informou a médica veterinária do Naturatins, Grasiela Pacheco.

Nesta terça-feira, 29, o filhote foi recebido no Parque Zoobotânico Vale (PSV) Carajás, em Parauapebas, no Pará. A viagem ocorreu com o monitoramento da bióloga do Naturatins, Samara Almeida, integrante do Projeto Ariranhas, uma Organização Não Governamental (ONG) formada por pesquisadores que trabalham ativamente em projetos voltados para a preservação da espécie no Brasil. O PSV, novo lar do filhotinho, é mantido e administrado pela Vale, e abriga exclusivamente espécies nativas da fauna e flora amazônicas. O parque está localizado dentro da Floresta Nacional de Carajás, em uma Unidade de Conservação Federal, e ocupa uma área de 30 hectares preservados.

Resgate e atendimento

Os primeiros atendimentos são um dos fatores determinantes para o sucesso de um resgate, já que filhotes de mamíferos nascem desprovidos de defesa e são dependentes de cuidados parentais por longos períodos. “Assim, os detalhes nos cuidados com a acomodação que deve ser limpa, quente, ventilada, escura, os cuidados com a amamentação com baixa quantidade, alta frequência e com temperatura ideal do leite indicado e em posição anatômica correta e a aferição dos parâmetros fisiológicos para o monitoramento e intervenção médica veterinária, quando necessária, formam os pilares da tríade ambiente, nutrição e saúde que resultam em qualidade de vida”, enfatizou Grasiela Pacheco.

Para a médica veterinária, não se trata de manter o animal vivo e sim de criar condições semelhantes às in natura para se tornar um indivíduo qualificado, equilibrado que mantenha as características naturais da espécie, esclareceu.

Pesquisa

A bióloga Samara Almeida realiza pesquisa sobre ariranhas, desde 2013, quando iniciou seu mestrado em Ciências Biológicas – Biologia e Comportamento Animal (Zoologia), na Universidade de Juiz de Fora (UFJF). É licenciada em Biologia pelo Centro Universitário Luterano de Palmas (Ceulp/Ulbra), de Palmas. A pesquisa sobre o desenvolvimento da comunicação acústica de ariranhas analisa o comportamento da espécie no Parque Estadual do Cantão, localizado nos municípios de Caseara e Pium, e no Ribeirão Santa Luzia, no município de Porto Nacional.

O Naturatins é parceiro da pesquisadora, auxilia com a logística de transporte (empréstimo de embarcação, motor de popa e motor elétrico) além de alojamento. Seu doutorado em Psicobiologia foi iniciado em 2018, na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). “Ariranhas são animais sociais que vivem em grupos de dois a 16 indivíduos. No Tocantins, temos populações de ariranhas viáveis no rio Tocantins e seus afluentes e também no Parque Estadual do Cantão”, explicou Samara Almeida.

Novo lar

A opção pelo deslocamento ao estado do Pará ocorre porque não seria possível devolver o animal sozinho à natureza, já que é um animal de grupo e a saída desta espécie da natureza é muito rara, por isso a opção de destinação ao cativeiro. “Não sabemos quais foram os motivos desse filhote ter sido separado da sua família. As ariranhas vivem em grupos que cuidam e protegem os filhotes com excelência. A saída abrupta de um recém-nascido com os olhos fechados da toca e perda dos cuidados da mãe é gravíssima e o filhote poderá ter diversas patologias e vir a óbito”, explicou a veterinária Grasiela Pacheco.

Segundo a veterinária por essa razão a preocupação em providenciar as condições adequadas para seu desenvolvimento saudável. “Os primeiros cuidados foram realizados e após estabilizar o filhote, providenciamos o transporte com acompanhamento técnico e para nossa felicidade este lindo filhote encontra-se hígido, forte, mamando muito bem, vocalizando e sem outras alterações”, detalhou.

Sobre a espécie

São animais considerados bioindicadores ambientais, ou seja, vivem em locais preservados. Com a perda de qualidade e das condições ótimas do ambiente não sobrevivem. Precisam de água limpa com fartura de peixes, abundância de vegetação ciliar para proteger suas tocas. Ariranhas é uma espécie ameaçada de extinção.

Possuem um corpo longo e pelagem densa, cauda robusta e achatada, que a auxilia na natação. Assim como a cauda, outras características auxiliam na natação, como as membranas interdigitais entre os dedos. Habitam ambientes de água doce, como rios, lagos e suas margens. Possuem hábitos diurnos e a dieta alimentar é carnívora: além de peixes, comem crustáceos, moluscos e pequenos vertebrados, como alguns mamíferos, aves e répteis. (Lidiane Moreira)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

Avião cai e mata 6 no Tocantins

Publicado

em

Um avião com parte da equipe do Palmas Futebol e Regatas, time da Série D, caiu na manhã deste domingo (24), pouco após decolar, no distrito de Luzimangues, em Porto Nacional (TO). Quatro jogadores, o presidente da agremiação, Lucas Meira, e o piloto da aeronave morreram.

Os atletas que morreram são Lucas Praxedes, Guilherme Noé, Ranule e Marcus Molinari. O piloto foi identificado como Comandante Wagner.

A equipe enfrentaria o Vila Nova pela Copa Verde em Goiânia. A partida estava programada para esta segunda-feira (25). O Vila Nova emitiu nota lamentando o acidente e informando que vai colaborar para o adiamento da partida.

Imagens feitas no local mostram que a aeronave ficou completamente destruída com o choque. Além do IML e dos Bombeiros, equipes da Polícia Militar estão no local prestando apoio.

O presidente do time, Lucas Meira, chegou a ser candidato a vice-prefeito de Palmas na chapa da vencedora das eleições Cinthia Ribeiro (PSDB). Ele acabou deixando a coligação alegando motivos pessoais. (G1)

Continue lendo

Tocantins

Inscrições para o concurso da PM do Tocantins encerram neste sábado, 23

Publicado

em

O certame para ingresso na Polícia Militar do Tocantins encerra suas inscrições neste sábado, 23, às 18 horas, horário oficial de Brasília/DF. Conforme o edital divulgado em dezembro do ano passado, os candidatos devem realizar o pagamento da taxa de inscrição até o dia 09 de fevereiro deste ano. São ofertadas 1.000 vagas para praças, sendo 950 vagas para o quadro operacional QPPM, 25 vagas para o quadro de músicos (QPE-Músicos); e 25 vagas para o quadro da saúde (QPS) distribuídas em 20 para técnico em enfermagem e cinco para técnico em Saúde Bucal.

As inscrições estão abertas desde o dia 4 de janeiro e o valor da inscrição é de R$ 80,00. O concurso público visa atender à demanda de reposição de efetivo da Polícia Militar após a anulação do concurso realizado em 2018, além de suprir às novas demandas surgidas devido à pandemia da Covid-19.

Para realizar a inscrição, o candidato pode acessar o banner do concurso no site da Polícia Militar (https://www.pm.to.gov.br/) e, clicando no link da vaga de interesse, ser redirecionado para a página da Cebraspe. O edital do concurso, com todas as informações sobre o certame, pode ser acessado no endereço: https://www.cebraspe.org.br/concursos/PM_TO_20_QPPM

O chefe do Estado-Maior da Polícia Militar e presidente da Comissão de Organização do Concurso, coronel Márcio Antônio Barbosa, reforçou que o atual concurso está sendo realizado com toda segurança e seguindo conforme o planejamento. “É uma oportunidade única para àqueles que sonham em ingressar na gloriosa e iniciar uma carreira de sucesso na Polícia Militar do Tocantins”, afirmou o coronel Barbosa.

Para o comandante-geral da corporação, coronel Jaizon Veras Barbosa, o concurso atende aos anseios de toda tropa e da sociedade. “Temos um efetivo que naturalmente tem sido reduzido no decorrer dos anos, devido à conclusão do tempo de serviço dos policiais que ingressaram no início dos anos 90. O esforço empreendido pelo Governo do Tocantins, em prover a Polícia Militar com os recursos necessários para a realização desse certame, é uma prova de responsabilidade com toda sociedade e do cuidado que a Polícia Militar tem recebido em todo esse tempo”, destacou o coronel Jaizon Veras Barbosa.

Inscrição

A inscrição no concurso para soldado tem como pré-requisito o ensino médio completo, idade mínima de 18 anos no ato da inclusão na corporação e idade máxima de 32 anos no ato da inscrição no concurso.

Para concorrer às vagas destinadas ao quadro da saúde, os candidatos devem, além dos requisitos gerais, possuir os cursos de Técnico em Enfermagem ou Técnico em Saúde Bucal. Já para o quadro de músicos, não há necessidade de ser portador de certificado de cursos na área, porém o candidato será submetido a uma prova prática instrumental como etapa do certame.

A carreira

Os candidatos aprovados no concurso ingressarão na Polícia Militar para realização dos cursos de formação de praças na graduação de Aluno-Soldado. Ao término do curso, receberão a graduação de Soldado 2ª Classe, nova graduação criada recentemente pela Lei n° 3.731, de 16 de dezembro de 2020. Os salários iniciais, após os cursos de formação, são de R$ 3.330,99 devendo o militar ficar no mínimo 36 meses na graduação. 

Continue lendo

Tocantins

Avião com pacientes Covid de Manaus faz pouso técnico em Palmas

Publicado

em

Um grupo de pessoas, que estava internado na rede estadual daquele Estado, foi removido na tarde desta quinta-feira, 21, para continuar o tratamento na capital do Espírito Santo, Vitória

O Governo do Amazonas informou, na sexta-feira, 15, que devido ao colapso do sistema de saúde pública, pacientes com Covid-19, seriam transferidos da rede pública hospitalar do Estado para outros sete entes federativos, como também, para o Distrito Federal durante os dias conseguintes. Um grupo de pessoas, que estava internado na rede estadual daquele Estado, foi removido na tarde desta quinta-feira, 21, para continuar o tratamento na capital do Espírito Santo, Vitória.

Neste grupo de pacientes, cujo voo teve um pouso técnico previsto em Palmas, embarcaram 18 pacientes, dois médicos e quatro enfermeiros. O Governo do Tocantins, em conjunto com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), mobilizou uma equipe especializada com UTI terrestre, que foi encaminhada para o aeroporto, visando oferecer suporte técnico e apoio médico, caso houvesse intercorrências.

A Operação Vida faz parte de uma força-tarefa realizada pelo Governo do Amazonas, por meio do Ministério da Saúde, para melhorar o fluxo de atendimento na rede pública de saúde. (George Gomes / Foto: André Araújo)

Continue lendo
publicidade Bronze