Connect with us

Bico do Papagaio

Fiocruz traz recomendações aos prefeitos eleitos para enfrentamento da Covid-19

Publicado

em

Quando um gestor é eleito, a população espera que ele saiba administrar da melhor forma os problemas do município. Mas em tempos de pandemia, esse desafio é ainda maior. 

Por isso, a Fundação Oswaldo Cruz lançou um novo Boletim do Observatório Covid-19, que traz recomendações aos prefeitos eleitos e reeleitos para enfrentamento da doença, nos municípios brasileiros. As orientações têm como foco a organização de ações de saúde, e de outros setores, a partir de uma abordagem populacional, territorial e comunitária. 

O pesquisador da Fiocruz, Carlos Machado, afirma que estamos num período de sincronização da pandemia, no qual os casos vêm crescendo tanto nas capitais, quanto no interior. No entanto, a maior parte dos leitos de UTI Covid estão nas capitais e nas grandes cidades, o que sobrecarrega a capacidade. Carlos Machado fala sobre a orientação da Fiocruz para esse cenário.

“É possível reduzir os casos com medidas preventivas, uso de máscaras em larga escala e higienização das mãos – como campanhas. Mas também com medidas concretas para reduzir a circulação e aglomeração de pessoas em alguns lugares, principalmente nas áreas centrais da cidade, shoppings, festas. Isso vale também para o interior”, detalha.

A segunda recomendação é evitar que mais casos cheguem em uma situação grave. O pesquisador aborda sobre importância do trabalho da Atenção Primária à Saúde, nos municípios.

“Por ser territorializada nos bairros, nas comunidades, a Atenção Primária à Saúde tem um papel importante na identificação de casos ou de suspeitos; no isolamento desses casos e nas medidas da quarentena. Para que as pessoas tenham apoio – isoladas em casa – existem estratégias, por exemplo, do teleatendimento, do acompanhamento pelos agentes comunitários de saúde, para ver como está a situação de saúde dessa pessoa, evitando que ela chegue a uma situação mais crítica”, destaca.

O terceiro ponto das orientações é o papel dos municípios quanto ao armazenamento e aplicação da vacina contra a Covid-19. 

“Os municípios, na prática, serão responsáveis pela vacinação. Então: salas de vacinação, qualificação e treinamento de pessoal, rede de frio para armazenamento da vacina, monitoramento de eventos adversos. Os municípios têm que começar a pensar nisso já”, ressalta.

Confira abaixo um trecho da entrevista com o pesquisador da Fiocruz, Carlos Machado.

Arte - Brasil 61

Entre as propostas também está a realização de campanhas de prevenção de riscos, para conter o avanço de casos e de óbitos. O pesquisador ressalta a importância da divulgação das campanhas nos meios de comunicação, principalmente nas cidades do interior. 

“Primeiro: campanhas de educação em saúde envolvendo os agentes comunitários e os agentes de endemia. Segundo: no interior, tem bicicleta e moto com som; na igreja pode colar cartazes com informações. Campanhas através das rádios e panfletos são possíveis e devem ser realizadas pelas prefeituras”.

O Boletim Observatório Covid-19, da Fiocruz, sinaliza o expressivo aumento no número de casos e de óbitos, entre 22 de novembro e 5 de dezembro. No período, foram reportados 286.905 casos e 4.067 óbitos por Covid-19 – valores que, segundo os pesquisadores, se aproximam dos verificados em maio, quando teve início a pior fase da pandemia no Brasil. 

O epidemiologista e professor da Universidade de Brasília (UnB), Wildo Navegantes, recomenda o esforço dos prefeitos eleitos e reeleitos, para não enviar os pacientes com Covid-19 para as regiões metropolitanas.

“É interessante que o prefeito ou a prefeita, que agora entre, tenha clareza que não adianta simplesmente mandar pacientes mais graves para capital, mas fazer o esforço de regionalizar a atenção, com UTIs, equipamentos, testes. Toda a parte de exames complementares e de imagens são pactuadas com orçamentos municipais”, explicou.

O Boletim do Observatório Covid-19 da Fiocruz é realizado por uma equipe multidisciplinar de pesquisadores, voltado para o estudo do novo coronavírus, em diferentes áreas. A pesquisa apresenta, quinzenalmente, um panorama geral do cenário epidemiológico da pandemia, com indicadores-chave, como taxa de ocupação de leitos de UTI, hospitalização e óbitos, entre outros. (Brasil 61)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

SÃO MIGUEL: Caminhonete cai no Rio Tocantins e motorista morre

Publicado

em

O empresário imperatrizense, Gilvan Cardoso, morreu na tarde deste domingo, 16, no Rio Tocantins, quando iria fazer a travessia em uma balsa, do povoado Bela Vista, município de São Miguel, no Bico do Papagaio para Imperatriz, no sul do Maranhão.

O motivo do fato ainda não foi esclarecido. O que se sabe, é que a empresário entrou na balsa com seu veículo e logo depois o automóvel se moveu e caiu no rio, afundando.

Pessoas que estavam na balsa, ainda tentaram prestar socorro, mas o veículo submergiu.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e conseguiu encontrar o corpo do empresário já no período noturno.

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Representantes da UNIRG estarão esta semana na cidade tratando sobre curso de Medicina

Publicado

em

Representantes da Universidade de Gurupi (UNIRG), estarão na tarde desta quarta, 18, na cidade de Araguatins, Bico do Papagaio, para se reunir com autoridades municipais e discutir a viabilidade de instalação de um campus da instituição.

A meta é a implantação do curso de Medicina, assim como ocorreu em Paraíso, no centro do estado.

A expectativa de implantação é ainda para 2021.

Continue lendo

Bico do Papagaio

PALMEIRAS: Saiu de Pedrinhas para Dia das Mães e foi pego roubando comércio

Publicado

em

Um homem de 25 anos, foi preso na manhã desta sexta-feira, 14, por volta das 10h, após uma tentativa de roubo em um estabelecimento comercial em Palmeiras do Tocantins.

A guarnição da Polícia Militar, foi acionada, via Central de Atendimento, para averiguar uma possível tentativa de roubo. No local, após constatar a veracidade dos fatos, a PM colheu informações de testemunhas que relataram que o acusado portava uma arma de fogo quando anunciou o assalto.


Durante o episódio, segundo relatos, o indivíduo chegou a efetuar disparos com a referida arma, vindo a atingir o vidro traseiro de uma caminhonete, porém ninguém ficou ferido.Não obtendo êxito, o indivíduo tentou empreender fuga, ocasião em que tentou roubar uma moto que estava estacionada em frente ao estabelecimento, momento em que foi contido por terceiros até a chegada da Polícia Militar. Com o indivíduo foi localizada uma arma de fogo, marca Taurus, calibre .38, uma munição deflagrada e, outras oito munições intactas.

Diante dos fatos, recebeu Ordem de Prisão e foi encaminhado, juntamente com todo o material apreendido, até a Delegacia de Polícia Civil, em Tocantinópolis, para as demais providências.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze