Connect with us

Pará

Força-tarefa vai agir em bares que não respeitam os horários para fechar em Marabá

Publicado

em

Um Projeto de Lei busca – pela segunda vez – disciplinar o horário de funcionamento de bares e casas noturnas de Marabá. Para tanto, antes de ir ao Plenário da Câmara, ele está sendo amplamente discutido entre vereadores e autoridades da área de segurança com atuação no município.

Na última semana, delegados das polícias Civil, Federal, oficiais da Polícia Militar, coordenador do Disque Denúncia e ainda representante do Conselho Tutelar passaram mais de duas horas discutindo o Projeto de Lei, de autoria do vereador Antônio Ferreira de Araújo, o Coronel Araújo (PROS).

O coronel explicou que solicitou a reunião para pedir apoio e sugestões em relação ao horário de funcionamento de bares para as autoridades, porque vem recebendo denúncias de várias partes da cidade, especialmente em relação à Danceteria Absolute, localizada na Folha 11, Nova Marabá. Ela estaria funcionando por força de uma liminar judicial, mas exagera e fica aberta e tocando música alta até o amanhecer e os vizinhos estão incomodados ao extremo.

O vereador informou que em Diadema, São Paulo, bares fecham às 23 horas e isso ajudou a reduzir em até 85% o índice de criminalidade. “Precisamos de instrumento para colocar ordem. Estou certo de que vamos conseguir diminuir a criminalidade e violência na cidade com essa lei”, sustentou coronel Araújo. Ele disse que para regulamentar os horários, a Justiça avisou que será necessária uma lei municipal disciplinando até quando os bares poderão ficar abertos durante a semana e também aos finais de semana.

Durante a reunião, Igor Guedes, coordenador do Disque Denúncia de Marabá, ressaltou que a entidade reconhece a segurança como responsabilidade de todos. “Recebemos ultimamente mais de mil denúncias sobre barulho, sendo a danceteria Absolute, a líder neste segmento. Uma pessoa ligou para nosso serviço e disse que não aguentava mais e ameaçava se suicidar. Isso acontece porque a pessoa que está ali em casa está angustiada”, disse Guedes.

O coordenador do Disque Denúncia revelou, também, que há muitas denúncias contra uma lanchonete localizada em um posto de combustível na saída da cidade, em direção a Itupiranga. Ali estaria ocorrendo prostituição infantil, venda de drogas para menores, entre outras ocorrências. “Tudo que não presta acontece ali”, sustentou Guedes, informando que vai ajudar com estatísticas sobre barulho e ainda apresentar dados em relação à violência doméstica. Percebe que final de semana acontecem denúncias com mais frequência e agressor está sob efeito de álcool.

O Disque Denúncia, segundo ele, trata de 161 tipos de irregularidades e o barulho é apenas um deles. Trata-se de uma modalidade de problema que o órgão não consegue resolver, porque o efetivo da Semma (Secretaria Municipal de Meio Ambiente), para quem são encaminhadas as queixas dessa natureza, é muito pequeno.

O delegado Antônio Carlos Cunha, da Polícia Federal elogiou a iniciativa de reunir os órgãos de segurança pública para discutir problemas que atormentam a todos e sugeriu que haja mais reuniões para que os órgãos afinem os ponteiros e atuem de forma conjunta em algumas circunstâncias. “Claro que segurança pública é atribuição do Estado, mas é de raiz, passa pelo interesse do município. Se fizermos uma força-tarefa, a PF vai ajudar fiscalizando a segurança privada, que é da nossa competência e toda casa noturna precisa ter uma”.

Para ele, os donos das casas precisam estar cientes das regras que precisam cumprir. Caso não o façam, ele sugere fechar a casa noturna ou bar. “Nós precisamos intensificar a fiscalização. Temos apenas 40 agentes para atender 22 municípios, mas mesmo assim acho que podemos atuar em força-tarefa e a PF vai fazer autuações em relação à segurança privada”.

Polícia Civil

A delegada Bruna Pallouci, superintendente de Polícia Civil do Sudeste Paraense, também reconhece a necessidade de regulamentar um horário para funcionamento de bares e sustentou que além da Polícia Civil, a Semma e o Corpo de bombeiros também expedem alvará de funcionamento aos bares e uma reunião entre os órgãos ficou definido que a Polícia Civil seguiria o horário estipulado pela Semma para os estabelecimentos funcionarem.

A delegada avalia que o Projeto de Lei vai ajudar o trabalho das polícias Civil e Militar. Em relação à demanda de fiscalização, ela avalia que é preciso realizar ações mais assíduas em bares. “É preciso diferenciar os estabelecimentos por sua localização, se têm acústica ou não e ainda fazer a medição de decibéis em cada um”, sugeriu. (Paulo Costa)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

Leitos de UTIs para Covid-19 são ampliados no Pará

Publicado

em

O Pará está ampliando leitos de UTIs em todas as regiões, especialmente no Baixo Amazonas e Tapajós (no oeste e sudoeste do território paraense) a partir deste sábado (16).

Em Itaituba, hoje com 30 leitos de UTI e 54 clínicos, estarão disponíveis 60 leitos de UTI e 24 clínicos; Santarém passará de 16 leitos para 20 leitos de UTI, e cinco leitos clínicos exclusivos no Hospital Regional do Baixo Amazonas, enquanto Juruti terá mais 10 leitos de UTI e cinco leitos clínicos.

O governador Helder Barbalho (MBD), fez um alerta aos prefeitos que administram hospitais municipais. “Acompanhem de perto, façam um planejamento em relação ao oxigênio. Estamos vendo o drama que está em Manaus (AM). Não esperem para correr o risco de colapso e sermos surpreendidos”, enfatizou.

Continue lendo

Pará

Remo está na final da Série C. Paysandu não consegue acesso

Publicado

em

Londrina vence o Remo e garante o acesso à Série B 2021

O Londrina venceu o Clube do Remo por 1 a 0 na tarde-noite deste sábado, no Estádio Mangueirão, em Belém, e garantiu o acesso à Série B do Brasileiro 2021. Antes do confronto iniciar, o Tubarão tinha a missão mais difícil do quadrangular da Terceirona. Só a vitória interessava e ainda teria que torcer por um tropeço do Paysandu contra o Ypiranga-RS. E deu tudo certo. Com gol contra de Gilberto Alemão, aos 42 minutos do segundo tempo, os paranaenses fizeram o resultado na capital paraense e contaram com a vitória do Canarinho gaúcho pelo mesmo resultado diante do Papão. O Leão Azul, mesmo derrotado em casa – já havia conquistado a vaga na Segundona com uma rodada de antecedência – está na final da competição nacional, aguardando as definições do Grupo C, neste domingo, para saber qual será o adversário.

Classificação final do quadrangular

O Remo terminou na liderança do Grupo D com 10 pontos em seis jogos, seguido pelo Londrina, com nove, fechando o G2 do acesso. O Ypiranga-RS ficou na terceira posição com sete, enquanto que o Paysandu se despediu do torneio na última colocação com os mesmos sete pontos, mas perdeu nos critérios de desempate: saldo de gol -2 contra -1 dos gaúchos.

Partidas da final da Série C

O Londrina, agora, irá se preparar para as competições de 2021, entre elas a Série B. O Clube do Remo ainda terá mais dois jogos pela frente na final da Série C, marcados para os dias 24 e 31 deste mês, dois domingos. O adversário ficará entre Brusque e Vila Nova, que jogam neste domingo, dia 17. Somente o Brusque poderia tirar a possibilidade de vantagem azulina de decidir a competição em casa. Se os catarinenses vencerem o Santa Cruz no Recife, se igualam aos paraenses em pontos (41), vitórias (11), mas teriam que tirar uma vantagem no saldo de gols que hoje é de 12 para o Remo contra apenas 2.

Paysandu fora

Em campo, o Papão jogou melhor o primeiro tempo, sofreu gol logo no início do segundo e viu o time Canarinho segurar o resultado. A vitória do Ypiranga garantia o clube na Segundona até os 42 minutos da etapa final, quando, no Pará, o Londrina abriu o placar sobre o Leão, mexendo em toda a tabela. Jogadores bicolores ficaram desolados em campo após o apito final, enquanto o time gaúcho esteve apreensivo até o término da partida em Belém. No fim, os dois clubes foram eliminados no Colosso da Lagoa.

O Paysandu dependia apenas de si para voltar à Série B. Bastava a difícil tarefa de vencer o Ypiranga-RS no Colosso da Lago. O Papão teve mais posse de bola, mas levou pouco perigo ao gol adversário. Deivity fez três defesa ao longo de toda partida. A derrota mantém o bicolor paraense por mais uma temporada na Série C, que disputa desde 2019. (Com informações GR / Foto: Silvio Garrido)

Continue lendo

Pará

PARAUAPEBAS: Marginais roubam ótica dentro do Partage Shopping

Publicado

em

Dois bandidos aproveitaram o final de expediente da loja Ótica Maia, dentro do Partage Shopping, na cidade de Parauapebas, na região de Carajás, no estado do Pará, para realizar um roubo.

O registro feito por câmeras de segurança mostra a ação dos assaltantes.

Após o assalto os bandidos saíram em retirada sem serem notados pela Segurança do shopping. A Polícia Militar foi acionada mas os criminosos não foram localizados.

Continue lendo
publicidade Bronze