A promotoria de Justiça de Goianésia instaurou procedimento administrativo para acompanhar a efetiva implantação e funcionamento, no município, do Órgão Municipal de Trânsito, responsabilidade dos Poderes Executivo e Legislativo.

O MPPA irá oficiar os poderes Executivo e Legislativo requisitando informações e documentos que se mostrarem necessários à instrução do procedimento preparatório.

O procedimento, instaurado pelo promotor Francisco Charles Pacheco Teixeira, destaca que é pública e notória a desorganização do trânsito no município expondo tanto pedestres quanto os próprios motoristas a todos os tipos de riscos.

Um dos agravantes dos perigos no trânsito é a Rodovia PA-150 que passa por dentro da cidade aumentando, com isso, o trânsito de veículos, sobretudo caminhões.

O município de Goianésia não possui agência do Detran-PA e nem órgão municipal de trânsito, de modo que os condutores trafegam sem qualquer fiscalização. Nas ruas do município é comum flagrar motociclistas sem capacete ou trafegando com um número excessivo de passageiros numa moto. Motoristas dirigem sem habilitação, carros estacionados em locais proibidos, entre outras irregularidades

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.