Connect with us

Bastidores

Governadoria reduz em R$ 1,8 milhão por mês gasto com pessoal

Publicado

em

A reforma administrativa realizada pelo Governo do Tocantins no início deste ano já mostra seus resultados positivos. Na Secretaria-Executiva da Governadoria, pasta responsável pela parte administrativa do Palácio Araguaia, Gabinete do Governador e do Vice-Governador, manutenção da Praça dos Girassóis e das sedes do Governo no Hangar (aeroporto de Palmas), Parque Estadual do Cantão (PEC) e Parque Estadual do Jalapão (PEJ), foi registrado uma redução de 763 servidores e uma economia de mais de R$ 1,8 milhão em salários por mês.

No comparativo com o mês de março do ano passado, quando o governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, assumiu interinamente o Executivo Estadual, a então Secretaria-Geral de Governo (Segov) mantinha em seu quadro de pessoal o total de 1.019 servidores, com um custo mensal de R$ 2.610.921,74.

Já os dados de julho deste ano, seis meses após a reforma administrativa, mostram que a pasta funciona atualmente com apenas 256 servidores a um custo de R$ 791.039,99.

De acordo com o governador Mauro Carlesse, sua gestão preza pelo compromisso com o zelo da máquina pública e com a política de equilíbrio das contas do Estado, visando mais investimentos em obras e ações voltadas para a geração de emprego e renda da população e atraindo novas empresas e indústrias para fomentar a economia.

Redução no Gasto com a Folha de Pagamento

Os resultados das ações executadas pelo Governo do Tocantins já mostram seus primeiros sinais. A folha de pagamento está sendo equilibrada em torno dos R$ 300 milhões/mês, e os dados da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) mostram que o Estado teve uma queda de 2,54% no índice de gastos, representando uma economia de cerca de R$ 160 milhões com despesas de pessoal (dados do 1º quadrimestre de 2019).

Redução com Gastos de Custeio da Máquina Pública

O Governo do Tocantins também divulgou recentemente que conseguiu economizar R$ 125,4 milhões com despesas de custeio da máquina pública nos seis primeiros meses de 2019 (janeiro a junho), em comparação ao mesmo período do ano passado, que representa uma redução de 17,2% desses gastos no Governo do Tocantins.

Reforma Administrativa

Em 1º de fevereiro deste ano, o Governo do Tocantins anunciou uma grande reforma administrativa que reduziu entre outros, o número de secretários e cargos em comissão, além de contratos e funções de confiança.

A estrutura organizacional que possuía 1.851 cargos, a partir da reforma administrativa, passou a ter 1.567, uma redução de 15,34%. Referente aos cargos de assessoramento especial, que eram 1.751, caiu para 1.066, diminuindo em 39,12%. Nos contratos temporários de pessoal, houve o maior corte, o número que era de 24.322 passou para 12.161, uma redução de 50%. A nova estrutura do Governo passou a contar com 11 secretarias setoriais de Estado e a Governadoria. Até 2018, eram 23 secretarias. (Jesuino Santana Jr./Antônio Gonçalves)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bastidores

Em Palmas, Luana Ribeiro declara apoio à candidatura de Vanda Monteiro

Publicado

em

Durante coletiva de imprensa realizada na tarde desta segunda-feira, 26, na sede do Partido Social Liberal (PSL), em Palmas, a deputada estadual Luana Ribeiro (PSDB) declarou o seu apoio à candidatura de Vanda Monteiro (PSL) e Gerson Alves, na disputa pela prefeitura de Palmas. 

Na ocasião, Luana Ribeiro argumentou que foi uma decisão difícil, mas bem avaliada, e destacou o potencial e a disposição de Vanda Monteiro para trabalhar. “Temos vários candidatos à prefeitura de Palmas, mas eu entendi que o nome da Vanda e do Gerson têm despontado na cidade. A Vanda é minha colega na Assembleia Legislativa, além de ser uma mulher muito batalhadora, com potencial e disposição para trabalhar. Eu acredito muito na sua eleição”, disse. 

Para Vanda Monteiro, o apoio de Luana Ribeiro soma forças à sua candidatura. “Para mim é uma enorme satisfação receber o apoio dessa grande deputada que já tem quatro mandatos e faz um trabalho brilhante no Tocantins. Fico muito feliz em contar com seu apoio aqui na capital, pois soma conosco uma deputada muito atuante, além de determinada”, destacou. 

Durante a coletiva, a deputada estadual Luana Ribeiro também destacou a necessidade de unir pessoas, candidaturas e a oposição em prol de uma Palmas melhor. “Eu vim somar na candidatura da Vanda com o que eu sei fazer de melhor: o meu  trabalho”, acrescentou. 

Continue lendo

Bastidores

Barbiero lamenta suposto “rolo” no PSB e diz que denúncia de candidata contra Amastha deve ser investigada

Publicado

em

Candidato a prefeito pelo Podemos, Alan Barbiero lamentou, nesta segunda-feira, 26 de outubro, as graves denúncias feitas pela candidata a vereadora Giovanna Nazareno, do PSB, sobre a má condução e possível desvio de finalidade do dinheiro do fundo partidário destinado às candidaturas femininas da sigla socialista. “Eu que já presidi o partido em Palmas e ajudei a construir uma base para o PSB aqui na Capital, vejo com tristeza esses relatos tão graves. Os órgãos competentes precisam investigar a situação e punir caso encontrem mesmo essas irregularidades”, ressaltou.

Para Alan Barbiero, o candidato a prefeito Tiago Andrino (PSB) deve explicações públicas urgentes à sociedade. “Como que ele faz todo um discurso de nova política, de defesa da moral, de fim de privilégios e o partido dele tem uma situação constrangedora dessas vindo a público? Caso isso tenha mesmo ocorrido, é uma prática da política mais arcaica e antiga, aquela do cabresto, com partidos que não têm dirigentes, mas sim donos”, frisou Alan Barbiero.

Segundo Giovanna, por ordem do ex-prefeito Carlos Amastha (PSB), o dinheiro igualitário de 30% da chapa proporcional do PSB que deveria ser distribuído para as candidatas a vereadora, não foi distribuído assim e os repasses ficaram menores e desiguais. Além disso, ela acusa a atual direção do PSB da Capital de ter informado às candidatas valores muito acima do que realmente estariam sendo pagos pelos serviços jurídicos e de contabilidade na campanha.

Continue lendo

Bastidores

Candidata a vereadora denuncia suposto desvio de finalidade de recurso eleitoral por Amastha

Publicado

em

Continue lendo
publicidade Bronze