O Governo do Pará deve enviar, já na próxima semana, à Assembleia Legislativa do Estado (Alepa) um plano de investimentos em logística e infraestrutura atrelado a uma operação de crédito de cerca de R$ 800 milhões. O anúncio foi feito pelo governador Helder Barbalho em uma reunião com o vice-governador Lúcio Vale, secretários de Estado e deputados estaduais, na tarde desta terça-feira (24), na sede do governo estadual, em Belém.

Durante a audiência, os parlamentares sugeriram ao governo, com base em suas próprias áreas de atuação, as cidades, localidades e demandas que devem ser priorizadas no planejamento. O projeto de lei a ser enviado ao Legislativo solicita empréstimo no valor de R$ 694 milhões, com vistas ao financiamento internacional, e R$ 106 milhões a serem pagos pelo Estado, como contrapartida.

De acordo com o governador, a união com o parlamento garante que todas as regiões sejam atendidas nesse trabalho. “Peço que vocês elejam as áreas prioritárias para que a Setran (Secretaria de Estado de Transportes) e a Seplan (Secretaria de Estado de Planejamento) possam criar dotação orçamentária, licitar. Precisamos partir do princípio de que, se o orçamento é limitado, não temos a opção de errar”, afirmou. “Precisamos garantir que a tomada de decisões seja a mais qualificada possível, e também por isso agradeço a relação política que tenho com vocês, e a construção que todos fazem juntos aqui em favor do Pará”, reiterou Helder Barbalho aos deputados.

Relações harmônicas – O presidente da Alepa, deputado Daniel Santos, reforçou a importância de antecipar ao Legislativo os planejamentos voltados ao desenvolvimento das regiões paraenses. “É um debate muito importante, do qual nós precisamos participar, e um momento em que podemos sensibilizar o Executivo, mudar de acordo com a ordem de prioridades. No fim das contas, todos trabalhamos para melhorar a vida das pessoas, e por meio de relações harmônicas”, acrescentou.

Presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Alepa, o deputado Ozório Juvenil citou um balanço feito entre os poderes sobre o trabalho nesses nove meses de governo. “Em seguida, nos foi apresentada a proposta de empréstimo voltado à logística de todo o Estado, envolvendo as rodovias do Xingu, Caeté, de todas as regiões, totalmente voltado ao desenvolvimento de benefícios à população”, ressaltou.

Para Junior Hage, parlamentar que preside a Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária (CFFO) da Assembleia Legislativa, esse modelo de trabalho conjunto atende a uma demanda da própria Casa. “A gente parabeniza o governo do Estado por entender a necessidade desse diálogo mais estreito antes do encaminhamento de projetos estruturantes”, declarou.

Durante a audiência, os deputados assistiram a uma apresentação do mapa das obras que estarão incluídas no empréstimo, e foram informados que as regiões menos alcançadas por esses valores serão cobertas com recursos do próprio Tesouro estadual. “Sabemos que o cobertor é curto, que não tem recurso para asfaltar tudo. Então, está se priorizando o debate com o Executivo para firmar o entendimento de que as principais serão contempladas, e com a opinião dos parlamentares que representam essas áreas”, destacou Junior Hage. (Carol Meneze/Foto: Márcio Santos)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.