Connect with us

Tocantins

Governo do TO estuda aumentar custo do plano de saúde para servidores públicos

Publicado

em

O governo do estado fechou um novo acordo com os prestadores de serviço do Plansaúde, plano de saúde dos servidores públicos, para evitar uma nova suspensão dos serviços. O acordo foi feito nesta terça-feira (21) durante reunião e parte da dívida foi paga. Além de um novo prazo para pagamento, o governo estuda a possibilidade de aumentar a contribuição mensal paga pelos servidores.

Os atendimentos do Plansaúde ficaram suspensos por mais de duas semanas em outubro, quando o sindicato dos prestadores de serviço cobrava uma dívida de R$ 73 milhões. Agora, o plano alega que o governo está devendo cerca de R$ 100 milhões.

“Um prejuízo muito grande para os prestadores de serviço que vêm atendendo os usuários do Plansaúde com esmero e acabam não recebendo no tempo hábil”, disse Maria Lúcia, presidente do Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Tocantins (Sindessto).

A Maria Eunice Costa foi uma das usuárias prejudicadas com a última paralisação. O marido dela é servidor público há 28 anos e paga quase R$ 700 todo mês no plano, que tem ela e os dois filhos como dependentes. Mesmo com os descontos sendo feitos todos os meses, ela precisou de uma consulta com um cardiologista, mas não conseguiu o atendimento.

“Estava tudo marcado, mas uns dois dias antes a secretária me liga dizendo que não ia atender porque o médico não estava atendendo o plano”, lamentou a dona de casa Maria Eunice Costa.

Com a nova negociação, o governo afirma que grande parte da dívida deve ser paga até janeiro. “Até dia 30 de dezembro a gente deve fazer o pagamento de R$ 45 milhões e até dia 10 [de janeiro de 2018] esse montante deve chegar a R$ 59 milhões”, afirmou o secretário de administração Geferson Barros.

O Estado também avalia a possibilidade de aumentar o percentual de contribuição dos servidores. Mesmo sem divulgar o valor exato desse reajuste, adiantou que os principais impactados devem ser aqueles que ganham mais de três salários mínimos.

O secretário de administração afirma que a dívida do Plansaúde não é a causa do aumento. “A gente não vai retroagir no aumento. Ninguém vai pagar essa dívida existente. É uma dívida do governo que será paga”, disse o secretário. (G1)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

ARAGUAÍNA: Evento vai discutir Educação Empreendedora

Publicado

em

Saúde mental da comunidade educacional em tempos de pandemia. Este, é o tema do Seminário de Educação Empreendedora de Araguaína que acontece nesta quarta-feira, 25, às 14 horas. O objetivo do evento é promover o desenvolvimento contínuo dos participantes, além de estabelecer uma rede de relacionamento e troca de experiências. Este ano, o encontro acontece de forma online e gratuita, e será transmitido pelo canal do YouTube do Sebrae Tocantins. 

A palestra será ministrada pelo escritor e psicólogo clínico, Rossandro Klinjey, e agregará toda a comunidade educacional, sendo eles, alunos, professores e pais/responsáveis, uma vez que, a escola foi para dentro do lar em 2020, fazendo com que todos se incluam na temática.

O Seminário de Educação Empreendedora de Araguaína, é uma realização do Sebrae Tocantins junto à União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime). As inscrições, e todas as informações sobre o evento, podem ser acessadas aqui.

Para a Diretora Técnica do Sebrae Tocantins, Eliana Castro, a temática do evento é indispensável neste momento de insegurança causado pela pandemia do coronavírus. “Sabemos que a saúde mental se esvai em momento atípicos, e para a classe educacional as coisas são ainda piores, pois, sem os encontros presenciais, afeta o trabalho do docente e o aprendizado do discente. Estamos promovendo este seminário para auxiliar os mesmos, em manter a boa saúde do corpo e da mente na atual conjuntura”, destacou.

Sobre o Palestrante

Rossandro Klinjey é palestrante, escritor e Psicólogo clínico. Fenômeno nas redes sociais, seus vídeos já alcançaram a marca de mais de cem milhões de visualizações. Autor vários de livros, sendo os mais recentes: As cinco faces do Perdão, Help: me eduque! e Eu escolho ser feliz. É consultor da Rede Globo em temas relacionado a comportamento, educação e família, no programa Fátima Bernardes, além de colunista da Rádios CBN. Foi professor universitário por mais de dez anos, quando passou a se dedicar à atividade de palestrante, no Brasil, na Europa e nos Estados Unidos.

Continue lendo

Tocantins

Tocantins atinge 79.612 casos confirmados de Covid-19

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que nesta segunda-feira, 23 de novembro, foram contabilizados 100 novos casos confirmados para Covid-19.

Deste total, 37 foram registrados nas últimas 24 horas e o restante por exames coletados em dias anteriores e que tiveram seus resultados liberados na data de ontem.

Desta forma, hoje o Tocantins registra um total de 250.785pessoas notificadas com a Covid-19 e acumula 79.612 casos confirmados da doença. Destes, 72.208 pacientes estão recuperados e 6.256 estão ainda ativos (em isolamento domiciliar ou hospitalar), além de 1.148 óbitos.

Clique AQUI e veja o boletim completo.

Continue lendo

Tocantins

ARAGUAÍNA: Ronaldo Dimas paga primeira parcela do 13º salário ao funcionalismo municipal

Publicado

em

A Prefeitura de Araguaína pagou, nesta sexta-feira, 20 de novembro, para todos os servidores municipais a primeira parcela do décimo terceiro salário. A medida beneficia aproximadamente 2.150 pessoas e deve movimentar a economia local com um montante de mais de R$ 2,4 milhões.
 
Os demais 2.681 servidores já haviam recebido o adiantamento de 50% do décimo terceiro em meses anteriores, seja por requerimento próprio ou em decorrência do mês de aniversário, conforme Decreto Municipal nº 067, de março de 2018.
 
Para o prefeito Ronaldo Dimas, a medida busca dar tranquilidade aos servidores que são chefes de família, neste momento de combate à pandemia da covid-19.
 
“Sempre que as finanças permitem, esse pagamento é antecipado, e este ano não foi diferente. Além de honrar esse compromisso com o nosso servidor, a proposta é movimentar o comércio e a economia local neste momento tão difícil de combate à covid-19 que estamos vivendo”, explicou o prefeito.
 
Aquecendo o fim de ano

A estimativa é de que, em dezembro, o Município injetará aproximadamente R$ 41,6 milhões na economia local, por meio da quitação do salário de novembro, dezembro, segunda parcela do 13º e proporcional de férias, segundo dados da Secretaria da Fazenda do Município. (Thatiane Cunha / Foto: Marcos Sandes)

Continue lendo
publicidade Bronze