Connect with us

Tocantins

Governo do Tocantins e Banco da Amazônia assinam Protocolo de Intenções, que destina cerca de R$ 2 bilhões para investimentos

Publicado

em

O governador do Tocantins, Mauro Carlesse, assinou, na manhã desta terça-feira, 9, um Protocolo de Intenções com o Banco da Amazônia (Basa), por meio do qual o Banco disponibiliza R$ 1,9 bilhão para investimento nos setores produtivos do Estado. A assinatura do Protocolo ocorreu de maneira virtual, respeitando o que preconiza as entidades de saúde para o combate ao novo Coronavírus e contou com a presença do presidente do Banco da Amazônia, Valdecir Tose.

O governador Mauro Carlesse ressaltou a importância da parceria implementada entre o Estado e o Banco da Amazônia e falou em ampliar as ações. “O agronegócio do Tocantins anda de mãos dadas com o Banco da Amazônia. Nós sempre somos atendidos nos nossos pedidos ao Basa, mas queremos ampliar nossas ações, principalmente as voltadas ao pequeno empreendedor rural, para que ele possa vir a ser um médio e quem sabe um grande produtor no futuro”, destacou.

O vice-governador Wanderlei Barbosa, que também participou do evento, reforçou a intenção do Estado em viabilizar novas ações de desenvolvimento. “No que depender do Governo, nós vamos estar junto com o Basa, para que esse dinheiro que está sendo disponibilizado seja, o mais rápido possível, aplicado em projetos e ações de desenvolvimento sustentável no nosso Estado”.

Neste ano, a novidade será nas linhas de crédito voltadas para a sustentabilidade – o FNO Amazônia Rural Verde – cujos objetivos são estimular e diferenciar a finalidade de crédito para fomentar a economia e, ao mesmo tempo, reforçar o compromisso socioambiental da região. O presidente do Banco da Amazônia, Valdecir Tose, falou sobre os novos desafios. “Não queremos apenas um protocolo de papel, mas sim um protocolo prático, que ajude os produtores. Queremos que a população perceba seus benefícios e, para alcançarmos esse objetivo, nós teremos três desafios: reduzir as taxas de desmatamento (produzir mais em um espaço menor investindo em tecnologia); estimular as atividades sustentáveis e apoiar os empreendimentos verdes”, ressaltou o presidente do Basa.

Durante o encontro, o governador Mauro Carlesse ainda solicitou que a instituição leve em consideração as dificuldades causadas pela pandemia e estenda os prazos para pagamento dos empréstimos feitos pelos produtores. O governador Mauro Carlesse solicitou também ajuda ao banco para aquisição de insumos hospitalares para o combate à pandemia da Covid-19.

Mais benefícios

Pelo menos duas ações conduzidas pelo Governo do Tocantins foram motivo de elogio por parte do presidente do Basa. A primeira com o próprio banco diz respeito à regularização fundiária de várias propriedades rurais do Tocantins. Já a outra, é a elaboração da lei que visa desburocratizar a liberação das licenças ambientais no Estado e que já se encontra na Assembleia Legislativa para apreciação. “Nós não podemos investir em piscicultura, por exemplo, sem falar em outorga de água, sem falar em assistência técnica pública e tudo isso passa por essa segurança jurídica e fundiária que o Governo do Tocantins está conduzindo”, afirmou Valdecir Tose.

Balanço 2020

Segundo dados apresentados pelo Banco da Amazônia, no ano de 2020, a disponibilidade de crédito para todos os setores produtivos do Estado somou um total de R$ 2,2 bilhões, valor maior que o esperado para o ano que foi de R$ 1,7 bilhão. Segundo o superintendente do Banco da Amazônia no Tocantins, Marivaldo Melo, a expectativa para 2021 é superar o ano anterior. “Em 2020, grande parte dos recursos foi aplicada nos setores de agropecuária e agricultura familiar, o que gerou mais de 253 mil empregos diretos e indiretos. Para este ano, nossa expectativa é que o montante aplicado chegue a R$ 2,5 bilhões”, afirmou.

Participaram do evento on-line o vice-governador, Wanderlei Barbosa; o secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Aquicultura, Jaime Café; o secretário de Estado da Indústria, Comércio e Serviços, Tom Lyra; o secretário de Estado da Fazenda, Sandro Henrique; e o secretário-chefe da Casa Civil, Rolf Vidal. (Laiane Vilanova)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

Carlesse sanciona Lei que cria o Parque Agrotecnológico do Tocantins

Publicado

em

O Governo do Tocantins publicou nessa sexta-feira, 30, no Diário Oficial do Estado, a Lei nº 3.803 que cria o Parque Agrotecnológico do Tocantins. Com o ato, o governador Mauro Carlesse oficializa a criação de um espaço exclusivamente destinado a desenvolver atividades relacionadas ao agronegócio, pesquisas agrotecnológicas, feiras, exposições, eventos e outras atividades similares. O Parque foi criado no mesmo local onde tradicionalmente, há mais de 20 anos, é realizada a Feira Agrotecnológica do Tocantins (Agrotins), que é considerada uma das maiores feiras agropecuárias do país.

A Lei sancionada pelo governador Mauro Carlesse autoriza a efetivação de parcerias público-privadas para a gestão e o desenvolvimento de ações no Parque Agrotecnológico, que ampliam as possibilidades de fomentar a economia do Estado, com a geração de empregos e a formalização de negócios lucrativos.

“Trata-se de um espaço que tem grande potencial, mas que vem sendo subutilizado. Não podemos nos contentar em ter uma área como aquela, para realizar apenas um evento por ano. O Tocantins é um Estado vocacionado para o agronegócio e pode ir muito além da Agrotins”, explica Claudinei Quaresemin, secretário de Parcerias e Investimentos do Tocantins.

Para o secretário, a expertise e o dinamismo da iniciativa privada garantirão investimentos e um melhor aproveitamento do espaço. “A parceria com a iniciativa privada vai garantir diversos ganhos para o Governo e a população tocantinense, como a economia dos recursos públicos que são gastos na gestão e conservação do espaço; a realização de investimentos privados na modernização e ampliação da infraestrutura do Parque; e a promoção de diversos eventos ao longo do ano, fortalecendo o agronegócio e o setor de turismo, gerando centenas de novos empregos”, detalha.

O gestor esclarece, ainda, que mesmo que as parcerias com a iniciativa privada sejam efetivadas, a propriedade do Parque será sempre do Governo do Tocantins, e que todas as benfeitorias e os investimentos serão revertidos para o Estado.

 Próximo passo

O Projeto de concessão faz parte do Programa de Parcerias e Investimentos do Tocantins – Tocantins-PPI, qualificado pelo Conselho do Programa e com a autorização do Governador para entrar na fase de estudos de modelagem. A próxima etapa do Governo é avaliar o modelo para realização dos estudos, se por contratação direta ou através de Manifestação de Interesse Privado (MIP), na qual a empresa interessada realiza os estudos por sua conta e risco, de forma exclusiva.

Após essa fase, o projeto será apresentado à população e aos setores que serão impactados de forma direta e indireta, garantindo a ampla participação social de forma democrática. (Adrielly Cavalini)

Continue lendo

Tocantins

ARAGUAÍNA: Saúde realiza dia vacinação em idosos da Universidade da Maturidade

Publicado

em

Mais de 75 idosos da Universidade da Maturidade foram beneficiados nessa quinta-feira, 29, com a vacinação contra a Pneumo 13. A ação foi resultado da parceria entre a instituição e as secretarias municipais da Educação e Saúde.  A vacinação ocorreu no Setor Araguaína Sul 2, na Praça CEU (Centro de Arte e Esportes Unificados).  

A secretária municipal da Educação, Elizângela Moura, enfatizou que o trabalho só foi possível graças à colaboração de todos, saúde, educação e UMA. “Estamos muito ansiosos para retornar as atividades normais”.

Para a professora da UMA Deusivânia Carlos, a parceria com o município de Araguaína proporciona inclusão. “Esta união prefeitura e UMA além de proporcionar educação e inclusão social para os nossos velhos, também está proporcionando saúde, nós da UMA agradecemos”.

A diretora de Imunização do município, Samilla Braga, disse que a vacina é muito importante para prevenção de doenças graves, hospitalizações e agravamentos por pneumonia, principalmente nos idosos.

A dona de casa Francisca Targino Alves, de 58 anos, disse que estava muito ansiosa e foi a primeira chegar. “Quando soube que ia me vacinar fiquei muito feliz, agradeço a UMA, é uma benção na minha vida”.

A idosa com maior idade a ser imunizada foi a aposentada Feliciana Maria do Carmo, de 97 anos.

Sobre a vacina

A vacinação com pneumocócica 13 previne múltiplas infecções, que variam desde otite (inflamação no ouvido) até mais severas e invasivas, como pneumonia bacteriana, sepse e meningite. A pneumonia que é provocada pela bactéria pneumococo é mais comum no inverno e quando associada à gripe, fica ainda mais grave.

Em pessoas com idade a partir de 60 anos, a vacina deve ser aplicada como medida de rotina. A pneumonia pneumocócica é a causa comum de internação e morte em idosos

Até quando a vacina está disponível

O Programa Nacional de Imunizações (PNI) estará disponibilizando temporariamente até agosto de 2021 a vacina pneumocócica 13-valente para indivíduos que não receberam uma vacina pneumocócica conjugada previamente, com as seguintes indicações: imunodeprimidos por doença de base e terapêutica, asplenia anatômica e funcional, pneumopatas, cardiopatas e portadores de implante coclear.

A medida tem por finalidade otimizar o uso das doses de vacina Pneumocócica Conjugada 13-valente disponíveis, cuja validade expira em fevereiro de 2022.

Continue lendo

Tocantins

Municípios do norte do Tocantins aderem ao Cidade Empreendedora

Publicado

em

Ao todo, sete prefeitos da região norte do estado assinaram termo de adesão ao Cidade Empreendedora esta semana. O Programa usa estratégias para direcionar e acelerar o processo de desenvolvimento socioeconômico local. Na manhã desta quinta-feira, 30, gestores dos municípios de Araguaína, Santa Fé, Piraquê, Filadélfia, Wanderlândia, Muricilândia e Babaçulândia participaram de reunião, que marca o  início das atividades.

O Programa Cidade Empreendedora tem como objetivo a implantação de políticas de desenvolvimento em eixos estratégicos como lideranças locais, desburocratização, compras governamentais, inovação e sustentabilidade, cooperativismo e crédito, entre outras. É uma solução ideal para municípios interessados em transformar a situação em que se encontram, permitindo o aprimoramento do Ambiente de Negócios.

A diretora do Sebrae, Eliana Castro, afirmou que a instituição atua em parceria com as prefeituras, levando uma visão empreendedora da gestão pública. “Vamos trabalhar junto aos gestores na promoção do desenvolvimento econômico, além do fomento na geração de emprego e renda através dos pequenos negócios”.

Força Mulher
Durante o evento, foi apresentado também o projeto Força Mulher, que será realizado em parceria com os CRAS do município, consultorias, capacitações e oficinas de empreendedorismo, para apoiar as mulheres empreendedoras, que abrem os negócios, e às vezes não tem a oportunidade de capacitação. (Assessoria de Imprensa do Sebrae Tocantins)

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze