Connect with us

Tocantins

Governo investiga se tendas usadas no HGP foram pagas sem licitação

Publicado

em

O Governo do Tocantins abriu uma investigação para saber se as tendas utilizadas para abrigar pacientes do Hospital Geral de Palmas durante as obras de expansão da unidade foram pagas sem licitação. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), a empresa responsável pelas tendas continuou recebendo pelo serviço mesmo após o fim do contrato.

A sindicância criada pela Sesau quer saber quem são os responsáveis pelo contrato e pelo pagamento de pouco mais de R$ 250 mil. Os valores foram repassados após o fim da validade da licitação, que cobri apenas o período entre 11 de novembro de 2014 e 11 de maio de 2015.

A empresa responsável pelo material, a V3 Estruturas Especiais, Locações e Eventos, tem sedes no Distrito Federal e em Palmas. O G1 tentou entrar em contato com a empresa, mas as ligações não foram atendidas. A comissão que foi criada para investigar o caso deve apresentar um relatório em 30 dias.

A estrutura em questão foi retirada do hospital em março de 2017, após mais de dois anos no local. Durante o tempo em que foi usada, a tenda foi alvo de críticas até do Conselho Regional de Medicina, enfrentou um surto de superbactéria e chegou a ser interditada eticamente pelo CRM. A Obra no HGP começou em 2013 e foi entregue parcialmente apenas quatro anos depois.

A tenda era uma solução paliativa para a superlotação do HGP enquanto as obras não ficavam prontas. O anexo improvisado foi montado em uma área de estacionamento e abrigava pacientes de menor gravidade. (G1)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

ARAGUAÍNA: Pesquisa Vetor mostra Vagner liderando com 45% seguido de Elenil com 24%

Publicado

em

Foi publicada no site www.fieto.com.br a pesquisa de intenção de votos nas eleições de 2020 para o cargo de prefeito no município de Araguaína, no norte do Tocantins, encomendada ao Instituto Vetor, pela Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (FIETO) e TV Jovem/Record Tocantins.

As entrevistas foram realizadas de 13 a 15 de outubro com intervalo de confiança de 95% e margem de erro estimada em 4,4 pontos percentuais. O registro da pesquisa foi feito no Tribunal Regional Eleitoral (TO – 03533/2020 – Prefeito).

Continue lendo

Tocantins

Tocantins tem 7 novas mortes por Covid-19 oficializadas nesta terça

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que nesta terça-feira, 20 de outubro, foram contabilizados 365 novos casos confirmados para Covid-19.

Deste total, 118 foram registrados nas últimas 24 horas e o restante por exames coletados em dias anteriores e que tiveram seus resultados liberados na data de ontem.

Desta forma, hoje o Tocantins registra um total de 224.311 pessoas notificadas com a Covid-19 e acumula 73.065 casos confirmados da doença. Destes 59.719 pacientes estão recuperados e 12.291 estão ainda ativos (em isolamento domiciliar ou hospitalar), além de 1.055 óbitos.

Clique AQUI e veja o boletim completo.

Continue lendo

Tocantins

Servidor do Detran no Tocantins é preso por cobrar para agilizar processos

Publicado

em

A 1ª Central de Flagrantes da Polícia Civil do Tocantins lavrou na segunda-feira, 19, um Auto de Prisão em Flagrante (APF) de um servidor contratado do Departamento Estadual de Trânsito do Tocantins (Detran-TO) pela prática de corrupção passiva. O servidor em questão foi conduzido pela equipe do Núcleo de Inteligência do Detran-TO até à Central, onde foi lavrado o APF depois de cobrar vantagens indevidas para iniciar processos no setor de veículos do Detran.

Conforme apurado, a corrupção por parte do servidor foi descoberta porque um agente do Núcleo de Inteligência presenciou o momento em que um homem, ao sair de perto de outros, um que estava em pé e o outro sentado, disse que não pagaria nada a nenhum “malandro” para ter suas questões no Detran-TO resolvidas. Ao ouvir isso, o agente se aproximou dos outros dois homens e percebeu que o que estava em pé pegou uma pasta das mãos do que estava sentado. Ao perceber do que se tratava e que o homem em pé era servidor do órgão, o agente deu voz de prisão a ele.

No desenrolar dos fatos, o subornado relatou que estava na fila quando o homem, que ele não sabia ser servidor do órgão, se aproximou e disse que poderia agilizar a transferência que ele precisava desde que ele pagasse a quantia de R$ 50,00. Assegurou ainda que seria mais em conta dos que os despachantes cobram e que seria bem mais rápido também.

Alerta

O Detran-TO alerta aos usuários que ato suspeito ou criminoso deve ser reportado para que as devidas providências sejam tomadas. A atual gestão reafirma não compactuar com tais práticas criminosas e tem o compromisso de seguir as normas e leis estabelecidas.

Continue lendo
publicidade Bronze