Connect with us

Bastidores

Grupo de filiados do NOVO desafia políticos ao afirmar que João Amoêdo vai ser um dos mais votado no TO

Publicado

em

Um grupo de filiados do NOVO que organiza a formação do partido no Tocantins desafia a política tradicional ao lançar a campanha do candidato à presidente João Amoêdo no Estado e afirma que ele será um dos mais votados, mesmo sem tempo de TV e sem usar dinheiro público do fundo eleitoral e partidário.

Os apoiadores pretendem trazer o candidato ao Estado e aguardam a definição da agenda. A campanha é feita por voluntários que fazem vaquinha para imprimir o material de divulgação.

Já fizeram adesivaço em Palmas e um panfletaço está planejado para esta semana. A principal aposta é nas redes sociais e o partido já é um dos que tem mais seguidores no Tocantins e já incomoda ao superar os grandes partidos.

A meta do grupo é fazer panfletaço e adesivaço em Palmas, Araguaína e Gurupi, cidades em que se formaram grupo de voluntários que se mobilizam pelas redes sociais, principalmente pelo Whatsapp.

Ainda essa semana será lançado um Workshop pela internet com fins educativos para conscientizar o cidadão sobre os valores do partido e a importância de se filiar e participar.

Um dos apoiadores e filiado do partido no Tocantins é o procurador federal Cleiton Bandeira, que diz enxergar no NOVO uma plataforma de gestão pública.

“Eu também estava sem esperança com a política, pois não via uma saída para a grave crise moral e ética que assola o Brasil. Mas resolvi sair da indignação e partir para a ação. O NOVO não é um partido político, apenas, ele é uma poderosa plataforma de intervenção ética na gestão pública. Temos apenas de divulgar essas ideias e atingir um determinado número de filiados para o partido disputar as eleições de 2020 no Tocantins. O NOVO é tudo que o eleitor consciente sonhava na política. Tenho certeza que a esperança vai vencer a indiferença”.

O partido é o único que não usa dinheiro público e por isso para funcionar precisa ter filiados em número suficiente contribuindo para se manter.

O NOVO faz processo seletivo de seus candidatos, não usar dinheiro público, seleciona os dirigentes partidários com critérios técnicos, separa a gestão do partido da gestão pública, obriga na prática os políticos eleitos a cortarem as mordomias e os gastos e já deu o exemplo com os vereadores eleitos em 2016.

Breve histórico do NOVO

Com o registro devidamente autorizado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) desde o dia 15 de setembro de 2015, o NOVO é um partido político alinhado aos ideais do liberalismo econômico e é fundado por pessoas sem carreira política em todo o Brasil que contribuem mensalmente para a manutenção do partido, o único partido a não usar dinheiro público.

As eleições de 2016 foram as primeiras do partido NOVO, que tem como bandeiras a defesa do livre mercado e a redução do papel do Estado na vida do cidadão.

Em seu primeiro teste nas urnas, o NOVO elegeu quatro candidatos em quatro capitais. Os quatro eleitos são: Mateus Simões em Belo Horizonte; Leandro Lyra como vereador no Rio; Janaina Lima em São Paulo; e Felipe Camozzato em Porto Alegre.

O NOVO exige de seus filiados, caso eleitos, que dispensem carros oficiais e cortem o número de assessores e a verba de gabinete. Também estão proibidos de tentar se reeleger mais de uma vez e de abandonar seus mandatos para concorrer a outros cargos.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bastidores

Em encontro de mulheres, Wagner se emociona e fala da parceria com Dimas em Araguaína

Publicado

em

No Encontro Mulher que Transforma, promovido pela coligação A Transformação Continua, em frente ao comitê central, na noite desse sábado, 24, o candidato a prefeito Wagner Rodrigues (Solidariedade) se emocionou ao falar da parceria firmada com o prefeito Ronaldo Dimas (Podemos). Em frente a centenas de mulheres, Wagner agradeceu com a voz embargada a confiança de Dimas.

“Quero agradecer ao prefeito Ronaldo Dimas pelo trabalho realizado na cidade e é assim que queremos continuar e com o Dimas só não aprende quem não quer. Tenho andando lado a lado e agradeço muito a Deus por ter colocado na minha vida um visionário como Ronaldo e tornaremos Araguaína a melhor cidade do Norte-Nordeste para se viver”, afirmou.

Wagner ainda agradeceu às mulheres que têm feito a campanha com muita responsabilidade. “Vocês têm responsabilidade pelo futuro de Araguaína, não tenho dúvida disso. Agora eu e Marcus não será nada diferente do que já foi feito e esse processo de transformação não pode parar”, concluiu.

Durante o encontro, o prefeito Ronaldo Dimas falou que as mulheres da Prefeitura estão conduzindo muitos trabalhos em sua gestão em cinco secretarias e que acredita em uma maior representatividade feminina também na Câmara Municipal.

“As mulheres hoje são a maioria na gestão do Município. A mulher é muito importante na nossa vida, tenho convicção que a Câmara Municipal está precisando de mais mulheres, de uma força feminina e um olhar diferenciado. E tenho convicção que pelo movimento que estou vendo nas ruas é que teremos muitas mulheres na Câmara”, destacou Dimas.

Mulher que transforma

O candidato a vice-prefeito Marcus Marcelo (PL) reforçou para as mulheres que a sua gestão com Wagner será de resultados. “É preciso trabalhar firme, sabemos que seremos atacados, mas vamos levar o 77 para todos porque a política de resultados está aqui. Estamos aqui por acreditar no projeto de Ronaldo Dimas”, declarou.

A esposa de Wagner, Ana Paula Lopes, disse que a gestão de Dimas já implementou muitos serviços para as mulheres. “Vi a transformação da cidade e tudo que a mulher toca, ela pode transformar. Dimas já trouxe a Clínica Especializada da Mulher e teremos muito mais ações voltadas para a gente”, informou.

Ana Paula ainda contou sua história de vida e enfatizou a força da mulher. “Temos uma força impressionante, quero contribuir e trabalhar junto com vocês. O nosso agir modifica o nosso meio, vamos juntos nessa caminhada e dar continuidade a esse projeto. O Wagner é competente e quando ele diz que vai fazer, ele faz. Ele tem responsabilidade e tenho certeza que assim como Ronaldo, Wagner será um dos melhores prefeitos”, finalizou.

Continue lendo

Bastidores

Justiça Eleitoral determina ao Twitter que apague fake news contra Cinthia

Publicado

em

A prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro (PSDB), foi alvo de fake news articulada pelos candidatos adversários, o perfil no Twitter @eitadenize publicou uma mensagem afirmando que candidata à reeleição teve divulgação de pesquisa eleitoral tirada do ar por ser falsa, fato que nunca existiu. A Justiça Eleitoral informou que não há comprovação da veracidade da afirmação feita contra Cinthia e por isso determinou ao Twitter que remova a mensagem em um prazo de 12 horas, sob pena de multa diária de R$ 5 mil.

Na decisão liminar, o juiz eleitoral Lauro Augusto Moreira Maia, da 29ª Zona Eleitoral, também determinou ao Twitter que forneça todas as informações confidenciais e dados técnicos necessários à identificação do responsável pela criação e administração do perfil @eitadenize.

Continue lendo

Bastidores

Em Palmas, bolsonarista consegue na Justiça, retirar do ar programa eleitoral de petista com participação de Lula

Publicado

em

Departamento jurídico da coligação do candidato a prefeito de Palmas, Gil Barison (Republicanos), conseguiu na Justiça a retirada do ar programa eleitoral de Vilela (PT) que dava protagonismo ao ex-presidente Lula (PT). A Justiça Eleitoral acatou a representação da Coligação Aliança por Palmas e na decisão publicada neste sábado, 24, suspendeu a veiculação do vídeo de 30 segundos do candidato do Partido dos Trabalhadores por não respeitar o percentual máximo para a aparição de apoiadores.

Na decisão, o juiz eleitoral Lauro Augusto Moreira Maia argumenta que a legislação prevê que a participação de apoiadores está limitada a 25% do tempo total dos programas e inserções de rádio e de televisão. “Analisando o conteúdo da mídia (ID 19747846), verifico que ela possui 30 (trinta) segundos, e Luiz Inácio Lula da Silva aparece em quase sua totalidade, ou seja, 20 segundos”, apontou o magistrado.

O Justiça Eleitoral fixou multa de R$ 5 mil por inserção que descumpra a decisão judicial.

Continue lendo
publicidade Bronze