Connect with us

Tocantins

Grupo de marginais que exploravo sexualmente crianças de 11 e 15 anos é presa no TO

Publicado

em

A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da 66ª Delegacia de Polícia Civil de Miranorte, concluiu no final do mês de outubro/2019  investigações pertinentes às práticas dos crimes de estupro de vulnerável, favorecimento da prostituição de adolescente e fornecimento de bebida alcoólica a criança/adolescente, envolvendo duas menores de 11 e 15 anos de idade, fatos ocorridos nesta naquele município, entre os meses de junho e setembro de 2019.

Após as apurações iniciais e realização de exames nas vítimas, apontou-se que uma mulher de iniciais K. S. S., 25 anos estaria submetendo as enteadas dela à atividade de prostituição, oferecendo favores sexuais das menores a outros homens, sempre mediante compensação financeira, em  valores entre R$ 100,00 (cem reais) e R$ 150,00 (cento e cinquenta reais). Apurou-se também que, antes dos programas sexuais, a investigada fornecia bebida alcoólica às vítimas.

No decorrer das investigações, houve a necessidade de aprofundamento das investigações e a existência de riscos iminentes à coleta probatória, representou-se inicialmente pela decretação da prisão temporária de K. S. S., sendo esta deferida pelo Judiciário e devidamente cumprida pelos agentes de polícia da 66ª DPC, no início do mês de outubro deste ano.

Após a prisão da investigada, procedeu-se à identificação de sete indivíduos que se beneficiaram sexualmente da prostituição das menores, convergindo-se para as figuras dos nacionais L. J. C. L. (34 anos), J. P. C. (58 anos) – indiciados pelos crimes de estupro de vulnerável e de favorecimento à prostituição de adolescente –, A. A. S. (71 anos), R. L. M. (41 anos), L. F. G. (90 anos), F. C. S. (44 anos) e D. L. T. S (35 anos) – indiciados por estupro de vulnerável –, todos devidamente interrogados nesta delegacia.

Visando resguardar a ordem pública e a instrução criminal, ingressou-se com nova representação junto ao Poder Judiciário, desta feita para conversão da custódia temporária de K. S. S. em prisão preventiva, pretensão novamente acolhida judicialmente e efetivada no dia 02/11/2019.

Desse modo, K. S. S. foi indiciada pela prática dos delitos de estupro de vulnerável e favorecimento à prostituição, majorados (tratando-se a autora de pessoa com autoridade sobre as vítimas), bem como de fornecimento de bebida alcoólica a menores, tendo sido recolhida junto à Cadeia Pública de Lajeado, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário. O inquérito policial foi remetido ao Poder Judiciário para a adoção das providências pertinentes.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

Tocantins chega nesta sexta dia 29 a 70 mortes e 1.129 pacientes com Covid-19 recuperados

Publicado

em

A atualização do Boletim Epidemiológico da Secretaria de Saúde do Estado (SES), divulgado no começa da tarde desta sexta, 29, mostra que no Tocantins, até este momento são 3.611 pessoas que contraíram a Covid-19.

O total de curados é 1.129 pacientes, representando 31,2% do total. 70 pacientes foram a óbito. O índice de letalidade da doença no Tocantins sé de 1,9%.

Araguaína segue liderando os casos por municípios, com 1.517. Palmas vem em seguida com 532 e Xambioá em terceiro com 128.

Continue lendo

Tocantins

Agrotins 2020 100% Digital encerra programação nesta sexta, 29. Assista AQUI

Publicado

em

Continue lendo

Tocantins

Carlesse prorroga suspensão das aulas e jornada reduzida para servidores no Tocantins

Publicado

em

As atividades educacionais na forma presencial permanecerão suspensas em todo o Tocantins até dia 30 de junho, assim como a manutenção da jornada de trabalho de 6 horas para os servidores públicos. A prorrogação do prazo consta no Decreto 6.099, assinado pelo governador do Tocantins Mauro Carlesse, que será publicado na edição do Diário Oficial do Estado (DOE), desta quinta-feira, 28.

“Estamos vivendo um momento sem precedentes. Um vírus muito dinâmico que requer a revisão de nossas ações quase que diariamente. Nossa preocupação maior é com a população, no sentido de evitar aglomerações para que esse vírus não se propague ainda mais, levando mais pessoas a adoecerem e aí colapsar a rede de saúde”, afirma o governador Mauro Carlesse.

A suspensão das aulas na forma presencial abrange tantas instituições da rede pública quanto privada, da educação básica ao ensino superior.

Continua fixado, o horário das 8 às 14 horas, ou seja, 6 horas diárias, a jornada de trabalho nas unidades da administração pública direta e indireta do Poder Executivo Estadual. Cabendo aos dirigentes dos órgãos públicos organizar jornada laboral alternativa, no turno da tarde, das 14 às 20 horas, a fim de se evitar a aglomeração de pessoas.

O trabalho home office é assegurado aos seguintes servidores: idosos com idade igual ou superior a 60 anos; gestantes e lactantes; aqueles que mantenham sob sua guarda criança menor de um ano; portadores de doenças respiratórias crônicas, cardiopatias, diabetes, hipertensão ou outras afecções que deprimam o sistema imunológico.

O governador Mauro Carlesse reforça a necessidade de cada pessoa adotar medidas de prevenção à Covid-19. “Enquanto ente público, nós adotamos medidas como a desinfecção de locais públicos onde tem maior aglomeração em várias cidades para dar uma segurança maior à população. Mas o uso de máscaras é indispensável para qualquer pessoa quando for sair à rua, lavar bem as mãos com frequência, quando não for possível, usar o álcool em gel. É importante ter esse cuidado consigo mesmo e com seus familiares, e se tiver qualquer sintoma procure o serviço de saúde para o devido acompanhamento”, conclui.  (Vania Machado)

Continue lendo
publicidade