Connect with us

Bico do Papagaio

Guerrilha do Araguaia: encontrada fossa séptica

Publicado

em

guerrilhaEstojos de munição, frascos de inseticidas e remédiossão alguns dos objetos encontrados naquilo que seria uma fossa séptica usada por oficiais e soldados do Exército Brasileiro na base de Xambioá, no estado do Tocantins, por ocasião do episódio conhecido como Guerrilha do Araguaia (1972 a 1974).

Os objetos foram encontrados no início da tarde de domingo, 4, por técnicos do Grupo de Trabalho Tocantins (GTT), força tarefa composta pela Polícia Federal; peritos forenses do Ministério da Defesa; governo do Pará, representado por Paulo Fonteles Filho; Exército Brasileiro; além de parentes de guerrilheiros mortos e desaparecidos durante a guerrilha. Até o momento, é o que se pode considerar de um resultado bastante produtivo, considerando que em outras 13 expedições realizadas com o intuito de localizar restos, ou vestígios de guerrilheiros mortos na região do Araguaia os resultados foram tímidos.

As buscas do GTT ontem se concentraram em dois pontos: um local denominado de “Pimenteira”, em São Geraldo do Araguaia, e outro local onde funcionava a base do Exército em Xambioá, à margem esquerda do rio Araguaia.

Seria neste local onde o corpo do guerrilheiro Osvaldo Orlando da Costa, o “Osvaldão” teria sido sepultado. Ele, de acordo com o livro “Bacaba”, teria sido executado no dia 7 de fevereiro de 1974 em função de uma “tocaia”, tendo como atirador o mateiro Arlindo Vieira da Silva.

Um dos ex-guerrilheiros, Josias Gonçalves, que na época usava o codinome “Jonas” foi quem sepultou o que restou do guerrilheiro. Ele disse que enterrou “Osvaldão”, numa sepultura de sete palmos, atrás de onde funcionava uma enfermaria, tendo como referência uma pista de pouso usada pelos militares. “Jonas” tinha como referência uma cisterna, que atualmente está aterrada e dentro dela nasceu uma árvore. Quem ajuda nas buscas na antiga base são dois ex-soldados, Raimundo Pereira de Melo e Antonio Adalberto Fonseca, este chamado de Raul.

Ambos colaboraram com informações que levaram até o local da antiga base. “Raul”, por exemplo, citou que havia a fossa onde ele, por diversas vezes jogou objetos dentro.

“Fico feliz por ter contribuído e percebo que as buscas estão tendo algum resultado, pois encontramos alguns objetos que os militares usavam naquela época como os inseticidas”. O registro dos produtos data de outubro e agosto de 1967 e 1968, respectivamente.

“Jonas” tem certeza, “como dois e dois são quatro” que “Osvaldão” foi sepultado às proximidades dessa cisterna. “Foi eu que enterrei o corpo dele, inclusive estava fedendo bastante, o que indica que havia sido morto há dois dias. Lembro como se fosse hoje. Chegaram com o corpo dele no final da tarde e no dia seguinte o ‘Doutor João’ pegou na minha orelha e disse: ‘vai enterrar o teu irmão’, lembra.

Segundo Antônio Adalberto Fonseca, na antiga base de Xambioá, seguramente foram enterrados os corpos dos guerrilheiros “Peri” e “Batista”. “Vi estes dois guerrilheiros chegarem aqui e foram mortos e enterrados nos fundos da enfermaria”. O fato de os peritos localizarem a fossa séptica indica que ele estava certo ao apontar o local onde os guerrilheiros foram mortos. “Lembro perfeitamente, aí no fundo era o local onde se praticava tiros, daí a quantidade de estojos. Do lado tinha uma quadra de voleibol e aqui (aponta em direção a uma demarcação) havia a fossa que, graças a Deus, foi encontrada”.

Assim, acredita que as sepulturas dos guerrilheiros estão localizadas no quadrante, onde ele, o Pereira e o Jonas indicaram. Raul, emocionado contou que se sentia aliviado, pois de todas as excursões esta tem maiores chances de se localizar restos mortais de guerrilheiros. Entre as histórias de execuções de guerrilheiros o ex-soldado Pereira de Melo, que tirou serviço na base durante dois meses, uma chamou muita a atenção e ainda hoje lhe causa indignação que é a execução da guerrilheira conhecida por Lia. Esta mulher foi capturada no dia 7 de setembro de 1974, mesmo dia em que ele chegou na base e no dia seguinte foi morta. As buscas continuam hoje, uma vez que restam quatro pontos a serem escavados na antiga base militar e está previsto para esta terça-feira, escavações na base de selva Cabo Rosa em Marabá. (Diário do Pará)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
2 Comments

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Motoqueiro bate em bicicleta na Vila Miranda

Publicado

em

Nesta manhã de quarta, 12, um segundo acidente de trânsito envolvendo motocicleta foi registrado na cidade de Araguatins, no Bico do Papagaio.

Desta vez, o fato foi registrado na Vila Miranda, na Rua Antônio Fernandes. Um motociclista atingiu um vendedor de lanches que estava em uma bicicleta cargueira. Populares relataram que o condutor da motocicleta aparentava sinais de embriagues.

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Dupla invade casa no Centro do Jacob e furta idoso

Publicado

em

A Polícia Militar (PM) prendeu na manhã de terça-feira, 11, um indivíduo de 19 anos e apreendeu um menor de 17 anos, acusados de invadirem a residência de um homem de 61 anos, e furtarem uma mala contendo dinheiro, roupas, perfumes, dentre outros objetos, localizada no povoado Centro do Jacob, em Araguatins, no Bico do Papagaio.

Equipe de policiais militares foi chamada para ir até ao local após o recebimento de denúncia formulada por um parente da vítima, dando conta de que os suspeitos haviam arrebentado a janela da casa e subtraído uma mala do idoso contendo vários objetos, entre eles, dinheiro.


De imediato a PM fechou o cerco e conseguiu localizar o primeiro suspeito, o adolescente de 17 anos. O menor infrator estava em sua residência quando foi apreendido pela guarnição e acabou confessando o furto aos policiais militares. Em poder do menor a PM localizou uma quantia de R$ 1.000,00 reais em espécie escondida no bolso do seu short.

O menor ainda declarou a PM que havia repassado uma quantia de R$ 182,00 reais em espécie para o comparsa da ação criminosa, o suspeito de 19 anos, que também acabou sendo preso pelos policiais militares teve o dinheiro apreendido.

O autor declarou a PM que parte dos objetos furtados havia sido dispersos nas proximidades de um matagal que dava acesso ao povoado Centro do Jacob. Os policiais encontraram R$ 17,60 em moedas, além da mala baú, contendo os objetos. Os envolvidos foram apresentados juntamente com os materiais na Delegacia de Polícia para os demais procedimentos cabíveis.

Continue lendo

Bico do Papagaio

Gestores do Bico recebem orientações para Conferências de Assistência Social 2021

Publicado

em

O Conselho Estadual de Assistência Social (Ceas) realizou na manhã desta terça-feira, 11, uma reunião de orientação sobre as temáticas e organizações para as Conferências Municipais de 2021. As orientações são direcionadas aos conselheiros e secretários executivos dos Conselhos Municipais de Assistência Social (CMAS) de municípios do Bico e outras regiões do estado. tocantinenses.

O encontro tratou dos procedimentos necessários para a realização das conferências a serem realizadas em cada localidade, destacando a metodologia e os instrumentais que devem ser utilizados antes, durante e após as conferências municipais. São conhecimentos necessários para a elaboração dos relatórios e regimentos internos das conferências.


As datas para a realização das conferências nos municípios vai até 30 de julho, e as conferências estaduais devem acontecer de 2 de agosto até 30 de outubro.

O tema para as conferencias 2021 é “Assistência Social: Direito do povo e dever do Estado, com financiamento público, para enfrentar as desigualdades e garantir proteção social”.

Dentro dessa temática principal serão discutidos cinco eixos, com o propósito de construir propostas aos municípios, ao Estado e à União. O Plano de Assistência Social toma por base, entre outros instrumentais, as deliberações postas nas conferências, e são essas propostas que norteiam os gestores municipais, estaduais e do Governo Federal em seus planejamentos e nas tomadas de decisões.

s conferências de assistência social são instâncias de caráter deliberativo e têm como maior finalidade avaliar e concretizar os avanços conquistados na política pública de assistência social, e também apresentar orientações, definindo diretrizes e aprimoramentos do SUAS. As conferências acontecem a cada quatro anos de forma ordinária e extraordinariamente a cada dois anos.

A Conferência de Assistência Social envolve três etapas. As conferências municipais, as estaduais e a nacional. A Nacional está prevista para dezembro. As deliberações da Conferência Municipal são enviadas para os Estados e as deliberações das Conferências Estaduais são enviadas para a Conferência Nacional. Os delegados que participarão da Conferência Nacional são escolhidos na Conferência Estadual. Por esses passos democráticos a Conferência Nacional é um momento único com vários representantes e atores de todos os lugares do Brasil. (Com informações de Cláudio Duarte)

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze