Connect with us

Bico do Papagaio

Hidrelétricas no Rio Tocantins são tema de palestra em Universidade do MA

Publicado

em

Convidado pela coordenação da VII Semana de Geografia: Os Impactos dos novos capitais na região Sul Maranhense, o jornalista e ambientalista Domingos Cezar participou como palestrante da mesa redonda discorrendo sobre o tema “A construção de hidrelétricas no rio Tocantins e seus impactos ambientais”.

A VII Semana de Geografia, foi promovida pelos acadêmicos de Geografia, do Centro de Estudos Superiores de Imperatriz, da Universidade Estadual do Maranhão (CESI/UEMA), na semana passada. O evento, que contou com a efetiva participação de alunos do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA) foi encerrado pelo diretor da UEMA, Expedito Barroso.

O tema “Planejamento territorial nas hidrelétricas do rio Tocantins” teve ainda como palestrante o professor Carlos Leen Santiago e como mediador o professor José Cláudio Monteiro Macena. Temas como “Os impactos dos novos capitais”, “Gestão Ambiental”, “A produção do espaço nas cidades da Amazônia Oriental”, “Novo Código Florestal” e “Ensino, Pesquisa e Extensão na Universidade” também foram amplamente debatidos.

Domingos Cezar explicou que, no seu ponto de vista, a única usina hidrelétrica – embora sem um bom planejamento – de extrema necessidade em face ao déficit de energia na região foi a UHE Tucuruí. “Muito embora esta UHE seja a segunda maior do Brasil, suas eclusas só foram construídas 25 anos depois, o que ocasionou um colapso no sistema de hidrovia no Baixo Tocantins”.

O ambientalista afirmou que o país perdeu milhões de dólares em não aproveitar para sua comercialização infinita quantidade de árvores nobres que poderiam ser aproveitadas pelas indústrias madeireiras. “Toda essa riqueza sucumbiu junto com a cidade de Jacundá e seu distrito Jatobal nas profundezas das águas, no enorme reservatório do lago de Tucuruí”, afirmou Cezar.

Domingos Cezar criticou mais uma vez a hidrelétrica de Estreito a qual, para ele, foi construída sobre pressão política ignorando o laudo inicial do Ibama, que reprovava o EIA/RIMA (Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental) apresentado pela empresa. “Com a pressão de influentes políticos, o EIA/Rima foi aprovado na segunda apresentação e o resultado é esse que conhecemos”.

Entre as mazelas que vão desde a inundação de propriedades rurais, a ilha de São José, considerada a maior do rio Tocantins, a sítios arqueológicos, o ambientalista citou a matança de cerca de 35 toneladas de peixe, mortos por ocasião do funcionamento da primeira turbina da usina. “O evento se constituiu no maior desastre ambiental ocorrido em toda a história do rio Tocantins”, frisou Cezar.

“Como se não bastasse, o governo federal projeta, por intermédio do Ministério das Minas e Energia, a construção da usina hidrelétrica de Serra Quebrada, a menos de 100 quilômetros de Estreito e a 15 de distância de Imperatriz”, lembra Cezar, acrescentando que a implantação desse projeto viria causar enorme impacto ambiental e prejuízos para moradores de Imperatriz, Governador Edison Lobão, Ribamar Fiquene, Campestre, além de São Miguel e Itaguatins, no estado do Tocantins.

O ambientalista frisou que a UHE Marabá só ainda não foi construída porque as águas atingirão parte da ferrovia de Carajás, o que contraria interesses financeiros da toda poderosa Vale S/A. Domingos Cezar, que é diretor-conselheiro da Fundação Rio Tocantins e conselheiro municipal e estadual de Meio Ambiente, conclui afirmando que a redenção da economia da região se dará com a implantação do projeto de hidrovia da bacia Araguaia/Tocantins.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Veículo invade cais e quase bate em mureta

Publicado

em

Um incidente na noite deste sábado, 22, na cidade de Araguatins, no Bico do Papagaio, deixou danos matérias após um veículo descontrolado invadir a área de passeio do cais do porto, que fica na Avenida Beira Rio Pedro Ludovico.

O carro não chegou a atingir pessoas, mas destruiu um banco e por pouco não se chocou contra a mureta de proteção do cais.

A Polícia ainda não confirmou as circunstâncias do incidente.

Continue lendo

Bico do Papagaio

TOCANTINÓPOLIS: Fabion pede urgência à SES na disponibilização de testes Covid para socorrer município

Publicado

em

Por conta do aumento significativo de casos de Covid-19 em Tocantinópolis, o deputado Fabion solicitou, com urgência, ao Governo do Estado, através da Secretaria Estadual da Saúde, a disponibilização de testes rápidos para aferição dos casos suspeitos de coronavírus no município.

De acordo com último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, na noite desta sexta-feira, 21, o município, que possui quase 23 mil habitantes, está com 183 casos ativos de coronavírus. Desde o início da pandemia, 3.298 pessoas foram contaminadas pelo vírus; 57 vieram a óbito por consequências da doença.

Fabion disse que existe a preocupação de que estes casos ativos sejam multiplicados, uma vez que existem pacientes assintomáticos, que apesar de não sentirem os efeitos da infecção, são potenciais transmissores.

“Nossa intenção, ao solicitar ao governo do estado a disponibilização de testes para Tocantinópolis, é que consigamos fazer o mais breve possível a testagem e identificar os infectados para que possam ser isolados, para assim, controlar a disseminação”, pontou Fabion.

O parlamentar frisou a necessidade de unir forças “para que esses testes sejam disponibilizados para a população de Tocantinópolis, como também para os demais municípios da região do Bico do Papagaio. Acredito que nosso pedido será de imediato atendido, pois o governador Wanderlei Barbosa tem mostrado sensibilidade em atender as demandas, principalmente as que são de urgência, como esta”, ressaltou o deputado. (Com informações de Dirceu Leno)

Continue lendo

Bico do Papagaio

TOCANTINÓPOLIS: Casos de Covid-19 explodem, faltam testes e prefeito tira férias no nordeste

Publicado

em

Em Tocantinópolis, município do Bico do Papagaio, um outro problema além da cheia do Rio Tocantins, passou a preocupar a cidade. É a explosão de casos de Covid-19, que mais que dobraram nas últimas 48 horas.

Segundo o Boletim Epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde, divulgado nesta sexta-feira, 21, Tocantinópolis tem oficialmente 183 pessoas com a doença. Comparado com o boletim anterior, divulgado na quarta, 19, eram 90 infectados ativos, no anterior eram apenas 33.

Entre esse total, 3 pacientes tiveram de ser transferidos para internação em unidades de saúde fora do município.

A cidade passa por outro problema, este denunciado pelo vereador Roberlan Cokim, que é a falta de teste. O parlamentar esteve na UPA 24 Horas e na Secretaria Municipal de Saúde, que confirmaram a informação.

Paralelo a explosão de casos, o vereador ainda denuncia, que o prefeito do município, Paulo Gomes (PSD), resolveu tirar férias e viajou para o nordeste, aproveitar o litoral.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze