Connect with us

Pará

Homenagem no Pará marca os 29 anos da morte de Paulo Fonteles

Publicado

em

Paulo Fonteles, ex-deputado estadual, sindicalista e advogado da Comissão Pastoral da Terra

Paulo Fonteles, ex-deputado estadual, sindicalista e advogado da Comissão Pastoral da Terra

Com o plenário Newton Miranda lotado, a Assembleia Legislativa do Estado do Pará realizou, nesta quinta-feira (09), Sessão Especial para lembrar os 29 anos do assassinato de Paulo Fonteles, ex-deputado estadual, sindicalista e advogado da Comissão Pastoral da Terra (CPT) . Proposta pelo deputado Lélio Costa, a sessão foi conduzida pelo presidente da Alepa, deputado Márcio Miranda e contou com representantes de movimentos sociais, da OAB-PA, estudantes e lideranças políticas.

Em seu pronunciamento, o presidente Márcio Miranda enfatizou o protagonismo e a coragem de Paulo Fonteles na luta pelos direitos humanos e sua importância para o Parlamento.“ Esse momento é um forma de reconhecer e relembrar a atitude de um homem que, em meio a ditadura, teve a coragem de se posicionar em favor dos trabalhadores que lutavam por um pedaço de terra e estava sempre atento aos direitos dos menos favorecidos”, esclareceu. Miranda ressaltou ainda a atuação do deputado Paulo Fonteles. “Foi um deputado atuante, trazendo sempre para a Casa os clamores do povo e nós temos essa característica de reconhecer a sua história, as suas lutas. Ele tem o nosso respeito e faz parte dessa história”, observou.

O evento foi marcado por saudosismo e emoção. No ambiente, foram afixados faixas e cartazes e algumas pessoas compareceram vestidas com camisetas que exaltavam a memória de Paulo Fonteles. Políticos, amigos e familiares foram à tribuna homenagear a história de lutas do deputado e sindicalista. Todos foram unânimes em afirmar que a morte prematura de Fonteles, aos 38 anos de idade, não foi em vão e que as causas defendidas por ele continuam firmes pelos que acreditam no ideal de uma vida melhor para os trabalhadores do campo.

Para o autor da proposição que requereu a sessão, deputado Lélio Costa, Fonteles era um deputado destemido e suas lutas servem de exemplo aos parlamentares. “Era um deputado de muita coragem que lutava pela democracia e reforma agrária. Ele representa a luta, a verdade e justiça e esse legado deixado por ele nos traz a responsabilidade para continuar a defender essas causas no Parlamento, que é a Casa do Povo”, destacou.

Um dos momentos marcantes da homenagem foi o depoimento do filho, Paulo Fonteles Filho. Ele relembrou fatos dolorosos que presenciou quando criança ao ver seus pais sendo torturados pelo regime da ditadura. E afirmou que seu pai defendia os direitos iguais para os homens e mulheres das florestas, como reforma agrária, melhores condições de trabalho, justiça e democracia. “Essa sessão é importante para registrar um momento da história política do Pará e do Brasil. Ele foi um líder que lutou pelos movimentos da redemocratização e pelos direitos humanos e nos ensinou a seguir adiante”.

A Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor – instituída na Assembleia Legislativa – foi criada por Paulo Fonteles. A esfera possui a função de acompanhar e fiscalizar o que fere à competência dos direitos humanos, envolvendo órgãos públicos e sociedade em geral, propondo alternativas para os problemas encontrados.

Por meio do Projeto de Resolução (PR) 32/2015, de autoria do deputado Carlos Bordalo, a sala da comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Casa, passou a ser denominada de Deputado Paulo Fonteles”. A proposta foi provada no último dia 08, durante Sessão Ordinária. “Essa é uma forma de prestar nossas homenagens a este homem que nos ensinou a lutar de cabeça erguida diante de injustiças, mostrando que é possível construir uma sociedade mais justa e igualitária”, disse Bordalo.

Para o deputado federal Edmilson Rodrigues, a vida de Fonteles, deve ser lembrada para exemplificar a luta pela inclusão dos excluídos. “Ele era um combatente e foi vítima do próprio sistema que combatia. E hoje estamos aqui não para comemorar a sua morte, mas relembrar a morte de alguém que merece ser lembrado eternamente por suas lutas e histórias que nos inspiram a continuar lutando contra a ditadura e o sistema de violência e impunidade”, justificou.

Ainda durante a sessão, foi feita a exibição de um vídeo com depoimentos de Paulo Fonteles e também a apresentação do site do Instituto Paulo Fonteles de Direitos Humanos, que será lançado em breve.

Trajetória

Paulo Fonteles era formado em Direito pela UFPa e, a convite do Poeta Rui Barata, passou a defender os camponeses. Fundou o Partido Comunista do Brasil (PCdoB) e foi eleito o primeiro presidente da Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos (SDDH). Em 1978 começou a advogar para Comissão Pastoral da Terra (CPT) com trabalhos voltados à defesa dos camponeses do Sul do Pará. Criou o Centro de Apoio ao Trabalhador Rural e Urbano (CEATRU) e, em 1982, foi eleito deputado estadual. Na tribuna, passou a denunciar as ameaças de morte que vinha sofrendo e elas se concretizaram, sendo assassinado no dia 11 de Junho de 1987 à mando da União Democrática Ruralista (UDR) na Região Metropolitana de Belém.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

PARAUAPEBAS: Pequenas empresas já podem acessar link para pedir crédito especial ao Banco do Povo

Publicado

em

As pequenas empresas, associações e cooperativas de serviço e de trabalho de Parauapebas já podem solicitar empréstimo especial ao Banco do Povo, no valor de até R$ 10 mil, a partir desta segunda-feira, 19.

Basta acessar o site da prefeitura no endereço parauapebas.pa.gov.br e clicar no banner de cadastro do Banco do Povo.

O cadastro ficará disponível pela prefeitura até o valor total dos pedidos alcançar R$ 10 milhões.

Conforme o Decreto Municipal nº 1.189/21, publicado na última sexta-feira, 17, para ter direito ao benefício as empresas devem estar instaladas há pelo menos um ano em Parauapebas. Já as associações e cooperativas precisam comprovar que estão em atividade há mais de seis meses no município e que têm pelo menos 70% do quadro social composto de micro e pequenos empresários.

Continue lendo

Pará

PARAUAPEBAS: Campanha de doação de sangue tem resultados positivos

Publicado

em

No último final de semana, 17 e 18 (sábado e domingo), foi realizada a campanha de doação de sangue, com tema: “Em tempos de pandemia, distribua amor, doe sangue”.

A campanha foi destinada aos doadores com fator Rh tipo “O” por ser o mais escasso durante esse período de pandemia da covid-19, que levou à queda no número de doações de sangue. Por essa razão, diversos hemocentros operam em estado crítico. Diversas medidas foram adotadas para diminuir o risco de contágio pelo coronavírus, todos os voluntários foram previamente agendados, dessa forma evitando aglomerações.

A campanha foi promovida no município pela Prefeitura Municipal de Parauapebas, através da Secretaria Municipal da Saúde (Semsa), em parceria com o Hemocentro de Marabá.

De acordo com a organizadora da campanha no município, Aline Ferreira, Coordenadora da Agência Transfusional de Parauapebas, as doações foram bem significativas. “Conseguimos coletar 175 bolsas de sangue durante o fim de semana, ultrapassamos a meta que estava proposta para 160 bolsas. Esse número é muito importante, pois nos estimula a trabalhar ainda mais e criar novas campanhas no município”, comemora.

Segundo o secretário de saúde, Gilberto Laranjeiras, mesmo em período de pandemia as doações não podem parar. “Em tempos de pandemia os bancos de sangue estão sendo monitorados e já apresentam uma diminuição nos estoques de bolsas. O Ministério da Saúde orienta que as doações não devem parar. Segundo a Colsan (Associação Beneficente de Coleta de Sangue), os postos de coleta de sangue já tiveram uma queda de 30%, e com esta preocupação organizamos está campanha seguindo todas as orientações da OMS (Organização Mundial de Saúde), para garantir segurança de quem gentilmente doou sangue nesse final de semana. Quero agradecer a parceria dos munícipes da nossa cidade que com a ajuda deles ultrapassamos a meta de doações”.

Entenda um pouco mais sobre a doação de sangue

Doação de sangue é o processo pelo qual um doador voluntário tem seu sangue coletado para armazenamento em um banco de sangue ou hemocentro para uso subsequente em transfusões de sangue.

O sangue é um composto de células que cumprem funções como levar oxigênio a cada parte do nosso corpo, defender nosso organismo contra infecções e participar na coagulação. Não existe nada que substitua o sangue.

A quantidade de sangue retirada não afeta a sua saúde porque a recuperação é imediata após a doação. Uma pessoa adulta tem em média cinco litros de sangue e em uma doação são coletados no máximo 450 ml de sangue. É pouco para você e muito para quem precisa! Você passará por uma entrevista que tem o objetivo de dar maior segurança para você e aos pacientes que receberão o seu sangue. Seja sincero ao responder as perguntas!

Todo sangue doado é separado em diferentes componentes (hemácias, plaquetas e plasma) e assim poderá beneficiar mais de um paciente com apenas uma unidade coletada. Os componentes são distribuídos para os hospitais para atender aos casos de emergência e aos pacientes internados.

“Não existe nada que substitua o sangue. A doação é um ato de solidariedade que ajuda a salvar vidas. Por isso, seja um doador frequente. Essa corrente precisa de você”, enfatiza o Secretário adjunto de saúde, Paulo Vilarinhos. (Nívea Lima / Foto: Renato Resende)

Continue lendo

Pará

PARAUAPEBAS: Defesa Civil alerta para chuvas nas próximas 24 horas

Publicado

em

A  Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec) segue monitorando as áreas de risco e com atenção redobrada devido às chuvas que ocorrem em Parauapebas desde a madrugada desta segunda-feira,19.

Um aviso meteorológico moderado foi emitido pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemadem) com previsão de chuva para as próximas 24 horas.

Ainda na madrugada, a Defesa Civil emitiu um alerta para a população informando sobre risco de desastres nas  áreas monitoradas e atendeu chamados de residências afetadas por enxurradas.

Um deslizamento foi registrado no bairro Nova Vida e equipes do setor de monitoramento da Defesa Civil estiveram no local durante a manhã. “Estamos acompanhando o local e avaliando as possibilidades de novos deslizamentos, além de prestar atendimento à família que foi atingida”, explica Jailson Souza, gestor da Comdec.

 A Defesa Civil recomenda que as famílias, que moram em áreas de risco, busquem abrigos seguros e, em caso de necessidade, liguem para o 199 para comunicar situações de risco ou emergência. (Édila Nunes / Fotos: Elienai Araújo)

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze