Connect with us

Tocantins

Hospital Municipal de Araguaína-TO passará por reforma para instalação de UTI Pediátrica

Publicado

em

d8d5abef-9c9a-4ee0-a9e6-f63e8c38e7c9

Para a implantação da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica em Araguaína, duas salas do Hospital Municipal de Araguaína (HMA) passarão por reestruturação e reforma nos próximos meses. O anúncio da reforma para atender a necessidade de atendimento das crianças da cidade e região ocorreu durante reunião nesta quarta-feira, 3, no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Araguaína, cidade administrada pelo Partido da República (PR).

Durante a reunião, o secretário da Saúde do Município, Jean Luís Coutinho, ressaltou que o HMA já possui uma estrutura física adequada para que seja implantada a UTI. “Já temos seis leitos; analisamos e vimos a necessidade de aumentar essa quantidade para dez, visando melhorar o atendimento para a sociedade. O prazo para reforma e ampliação será de aproximadamente cinco meses; e o Estado irá adequar com os equipamentos”, explicou o secretário.

Na reunião, Coutinho apresentou o projeto da UTI Pediátrica, que traz layout moderno, com paredes brancas e decoração que no tratamento humanizado. De acordo com o Ministério da Saúde (MS), esse layout colabora com a recuperação.

O secretário estadual da Saúde, Marcos Musafir, disse que o principal objetivo da reunião é acelerar o processo de implantação da UTI pediátrica, embora exista um processo burocrático dentro da legislação para a aquisição de equipamentos, reforma e treinamento de pessoas para atuar no local. “Mas a proposta que estamos apresentando é para viabilizar o andamento das etapas. A UTI beneficiará a população do Estado e especialmente as crianças de Araguaína. O prazo de todo o processo será de um ano e meio aproximadamente”, informou.

Após a instalação da UTI Pediátrica, o custeio com manutenção terá contrapartida de 50% do Ministério da Saúde (MS), 25% do Estado e 25% do Município.

AMA

Estiveram presentes na reunião representantes da Associação Mães que Amam (AMA) que lutam pela implantação da UTI. “As mães que já perderam filhos estão abaladas. E nós lutamos para que outras mães não venham a ter a mesma dor. Somos em torno de 250 mães no movimento e sabemos que juntas podemos mais. Vemos que a necessidade não é só pra Araguaína, visto que 72 municípios circunvizinhos são atendidos aqui”, destacou uma das representantes, Renata Leal.

Também participaram da reunião representantes da OAB, Associação Comercial e Industrial de Araguaína (Aciara), Polícia Civil, Hospital de Doenças Tropicais (HDT/EBSERH), Ministério Público Estadual (MPE/TO) e outros segmentos.

Hospital Municipal

O Hospital Municipal, onde será instalada a UTI Pediátrica, é referência em pediatria e oftalmologia na cidade e possui 55 leitos, 10 deles cirúrgicos e 45 pediátricos, recebendo encaminhamentos apenas da Unidade de Pronto Atendimento (UPA/24 horas) do Araguaína Sul e de outras cidades pactuadas com o município.

Saúde Municipal

Na saúde, a gestão do PR reestruturou a Atenção Básica com a entrega de cinco novas unidades básicas de saúde (UBS), uma totalmente reconstruída e mais nove estão em construção, além do Centro de Especialidades em Reabilitação (CER). Foram entregues ainda mais sete UBS reformadas e o Centro Municipal de Fisioterapia Rivaldo Miranda, no Bairro São João.

Todas as UBS foram informatizadas e o 0800 da Saúde para agendamento de consultas por telefone foi implantado, além da entrega de 700 tablets para os agentes de saúde. Após 13 anos de espera, os agentes de saúde da zona rural tiveram uma ajuda de custo para locomoção.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) recebeu três motolâncias e uma unidade móvel avançada. Os agentes de combate a endemias contam agora com 10 motos para agilizar o trabalho a campo.

A saúde em Araguaína ainda tem destaque nacional em diversos programas e no combate ao mosquito Aedes Aegypti.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

Tocantins decreta ponto facultativo nos dias 22 e 23 de abril

Publicado

em

O governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, decidiu decretar ponto facultativo nos dias 22 e 23 de abril de 2021 (quinta e sexta-feira), considerando os dados constantes do 401º Boletim Epidemiológico da Covid-19 no Tocantins, desta terça-feira, 20, que, mesmo indicando a tendência de redução, ainda apresenta número elevado de casos confirmados da doença. A medida foi publicada na edição de hoje (20) do Diário Oficial (DOE).

A decisão foi tomada em razão do feriado de Tiradentes celebrado nesta quarta-feira, 21. Conforme o Decreto, cabe aos dirigentes dos órgãos e entidades a preservação e o funcionamento dos serviços essenciais relativos às respectivas áreas de competência.

“Precisamos controlar a circulação de pessoas nas ruas e para isso nós estamos colocando em prática mais essa medida que visa conter o coronavírus. Pedimos que as pessoas que puderem fiquem em casa e se protejam. Essa doença é grave, os hospitais estão com muitos pacientes internados e o nosso país tem registrado um grande número de mortos por causa desse vírus. Vamos nos proteger e proteger também quem a gente gosta”, destacou o governador Mauro Carlesse.

Continue lendo

Tocantins

ARAGUAÍNA: Inquérito vai acompanhar nomeações de comissionados em lugar de aprovados em concurso

Publicado

em

O Ministério Público do Tocantins (MPTO) vem acompanhando, por meio de inquérito civil público, as nomeações de servidores comissionados no município de Araguaína, visando apurar possíveis irregularidades, em razão de existir um concurso público em vigência para provimento de cargos efetivos do Poder Executivo.

Para evitar eventual violação ao princípio do concurso público, uma recomendação foi expedida anteriormente para que o município se abstivesse de celebrar contratos temporários para o exercício de funções com atribuição idêntica ou assemelhada às dos cargos para os quais existem candidatos aprovados no concurso público. Na recomendação, foi destacado que as contratações temporárias dessa natureza só poderiam ser cogitadas após a nomeação de todos os candidatos aprovados no concurso, inclusive daqueles que compõem o cadastro reserva.

Em resposta, o Município informou, com documentos comprobatórios, ter efetuado a nomeação e posse da quase totalidade dos candidatos que foram aprovados, inclusive além da quantidade de vagas estabelecida no edital. Dessa forma, teria atendido à recomendação do MPTO e obedecido ao princípio do concurso público.

O MPTO, por meio da 6ª Promotoria de Justiça de Araguaína, continuará vigilante quanto às contratações temporárias, sendo que, no momento, não existem indicativos de irregularidades, haja vista que as contratações temporárias vêm sendo realizadas para o desempenho de atividades diversas dos cargos efetivos ofertados no último concurso público, de acordo com as informações prestadas. Também é considerado o fato de que, dentro do prazo de validade do concurso, a administração deve escolher o melhor momento para novas nomeações, notadamente no que se refere aos aprovados fora do número de vagas do edital.

Continue lendo

Tocantins

ARAGUAÍNA: Homem se entrega e afirma que não conseguia conviver com culpa por feminicídio

Publicado

em

A 2ª Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (2ª DHPP) da Policia Civil, em Araguaína, cumpriu nesta segunda-feira, 19, mandado de prisão em desfavor de um homem, de 33 anos, que está sendo investigado pelo crime de feminicídio praticado contra a companheira dele, senhora Shirly Rodrigues Segurado na noite do último sábado, 17. Ao se entregar para a Polícia Civil, o homem confessou as agressões praticadas contra sua companheira e disse que não estava conseguindo conviver com o sentimento de culpa pelo que tinha ocorrido.

O caso da senhora Shirly soou um alerta dentro da 2ª DHPP. Segundo o delegado-chefe da unidade, Guilherme Torres Coutinho, o feminicídio contra ela foi o terceiro deste ano, tendo como característica comum o fato de que nenhuma das vítimas, mesmo possuindo histórico de violência doméstica, jamais ter registrado boletim de ocorrência sobre as agressões sofridas.

Whatsapp para denúncias

A delegada regional da Polícia Civil, em Araguaína, Ana Maria Varjal afirma que para evitar ser alvo de reiteradas formas de violência doméstica e de feminicídio é preciso que a mulher denuncie o agressor. “A denúncia, diz ela, é essencial para que a Polícia Civil possa agir”. Daí porque, além dos canais já existentes e em razão dos três feminicídios já registrados neste ano em Araguaína contra um em todo o ano passado, a Delegacia Regional da Polícia Civil destinou para a 3ª Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (3ª DEAM) um número de whatsapp (63) 3411-7310 para facilitar o recebimento de denúncias. (Shirley Cruz)

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze