Connect with us

Tocantins

IBGE estima que 142 mil tocantinenses tem alguma deficiência

Publicado

em

A Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) 2019 – Ciclos de Vida estima que no Tocantins, 142 mil pessoas com dois anos ou mais de idade (9,3% dessa população) tinham alguma deficiência (visual, auditiva, motora de membros superiores ou inferiores e mental ou intelectual), e cerca de 72 mil — mais da metade (50,7%) — era idosa. Considerando a população total por grupos etários, 30,8% dos tocantinenses com 60 anos ou mais de idade tinham algum tipo de deficiência. Os dados da PNS foram divulgados nesta quinta-feira, 26, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

“Tendo como referência a Convenção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, assim como a Lei Brasileira de Inclusão, entendemos que a deficiência é um conceito em evolução e é composta pela interação de três dimensões principais: os impedimentos, as barreiras e as restrições de participação dessas pessoas quando comparamos com o restante da população. E à medida que a população vai envelhecendo, impedimentos vão surgindo, como, por exemplo, menor acuidade visual, auditiva ou motora. Isso explica o alto percentual de idosos com deficiência”, afirmou a analista da pesquisa Maíra Lenzi.

De acordo com a pesquisa, cerca de 71,9% dos tocantinenses de 18 anos ou mais de idade com deficiência (97 mil pessoas) não tinham instrução ou tinham somente o fundamental incompleto, 10% (14 mil) tinham completado o ensino fundamental ou tinham o médio incompleto, 13,3% (18 mil) tinham o ensino médio completo ou superior incompleto e apenas 4,5% (6 mil) concluíram o nível superior.

“Há estudos que mostram a dificuldade que essas pessoas têm no acesso à educação desde o início de seu percurso acadêmico, seja pela falta de acessibilidade ou de tecnologias assistivas, seja pela falta de preparo das escolas para lidar com a diversidade em salas de aula. A educação é um direito da pessoa com deficiência. Daí a importância desses dados para contribuir para formação de políticas públicas adequadas para as pessoas com deficiência”, ressaltou a analista.

A inclusão no mercado de trabalho também é diferente para pessoas com deficiência. Da população com deficiência em idade de trabalhar, cerca de 137 mil, apenas 31,4% (ou 43 mil) estava ocupada em 2019, no estado. A pesquisa apontou que o baixo nível de ocupação dessa população pode estar relacionado à menor participação na força de trabalho. Somente 33,6% dos deficientes com idade acima de 14 anos estavam ocupados ou desocupados, mas procurando trabalho. Já 65,7% (90 mil) estavam fora da força de trabalho.

PaternidadeA PNS 2019 – Ciclos de Vida pela primeira vez apresentou indicadores sobre a fecundidade dos homens. No Tocantins, 64,5% dos homens com 15 anos ou mais de idade já tinham pelo menos um filho. A paternidade varia conforme o grupo etário do homem. Entre os jovens tocantinenses de 15 a 29 anos, 23,4% eram pais; enquanto na faixa de 30 a 39 anos esse percentual era de 70,4%; entre 40 a 59 anos era 85,8% e com 60 anos ou mais alcançou 91,1%.
O número médio de filhos também foi alvo da pesquisa. No Tocantins, os homens acima de 15 anos tinham em média 2,1 filhos – número acima do índice nacional, que registrou média de 1,7, e o maior da Região Norte. As unidades da federação em que homens tinham em média mais filhos foram Alagoas e Maranhão, as duas com índice de 2,2. O Tocantins ficou na terceira posição, empatado com Piauí e Bahia.

Outro ponto observado em relação à paternidade foi a idade média do homem no momento do nascimento de seu primeiro filho. Considerando todas as faixas etárias, os homens tocantinenses tinham, em média, 24,4 anos quando foram pais pela primeira vez. No Norte, os homens, em média, tiveram o primeiro filho mais cedo (24,3 anos), enquanto no Sudeste, a média de idade foi a mais elevada (26,6 anos).

Saúde da mulherNeste volume, a PNS também investigou aspectos específicos da saúde da mulher. Conforme a pesquisa, estima-se que 75,4% das mulheres tocantinenses entre 25 e 64 anos realizaram o exame preventivo para câncer de colo de útero, também conhecido como Papanicolau, há menos de três anos da data da entrevista. O Tocantins apresentou o menor percentual da Região Norte e situou-se abaixo da média nacional (81,3%).

A proporção de mulheres tocantinenses de 50 a 69 anos que haviam feito mamografia há menos de dois anos foi de aproximadamente 44,2%, em 2019. Os dados mostram que esse indicador também ficou abaixo da média nacional (58,3%), por outro lado, foi o segundo melhor da Região Norte, perdendo apenas para o Amazonas (51,5%).

Em 2019, no Tocantins, 81,1% das mulheres de 15 a 49 anos que eram sexualmente ativas disseram usar algum método de esterilização para evitar filhos. Esse foi o maior percentual da Região Norte e superou a média nacional (80,5%). A pesquisa aponta que a utilização de métodos contraceptivos aumenta conforme a faixa etária. Entre as tocantinenses mais novas, de 15 a 24 anos, o percentual era de 73,2%; para as mulheres entre 25 e 34 anos, 82,2% e para o grupo mais velho, de 35 anos ou mais, 85,8%.

Quanto aos métodos contraceptivos utilizados, o levantamento apurou que 31,5% das mulheres tocantinenses sexualmente ativas tinham feito a laqueadura ou contavam com a vasectomia do parceiro; 7,9% usavam a injeção; 35,5%, pílula anticoncepcional e 19,2%, camisinha masculina.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

ARAGUAÍNA: Segunda dose da vacina Pfizer contra a covid-19 é antecipada

Publicado

em

A Prefeitura de Araguaína informou que a partir desta quinta-feira, 23, os moradores que tomaram a primeira dose do imunizante contra a covid-19 do laboratório da Pfizer estão sendo beneficiados com a antecipação de 12 para 8 semanas na aplicação da segunda dose.

“Estamos seguindo uma orientação do Ministério da Saúde para aplicação da segunda dose da Pfizer. Essa alteração trará para o Município agilidade na imunização completa da nossa população, devido ao prazo que foi reduzido para 60 dias. Além disso, teremos uma melhor e mais rápida cobertura vacinal da comunidade”, afirmou a diretora de Imunização, Samilla Braga.

Dados da Secretaria Municipal da Saúde apontam que 61.706 moradores receberam a primeira dose da Pfizer, desses 8.871 tomaram a segunda. Com a mudança, 52.835 pessoas serão beneficiadas e vão poder concluir seu esquema vacinal quatro semanas antes do prazo inicial indicado.

Outros imunizantes
Além dessa medida, o Município já estava antecipando a aplicação da segunda dose para a população que tomou o imunizante da Astrazeneca, pois os moradores podem comparecer em um dos locais de vacinação para receber a segunda dose em um intervalo de 80 a 90 dias.  

Já a conclusão do esquema vacinal com o imunizante Coronavac segue sem alteração, com o intervalo de 28 dias entre a primeira e segunda doses.

Locais de vacinação
A população que recebeu a primeira dose deve ficar atenta a data do retorno que está marcada no verso do cartão de vacina. Além de apresentar a carteirinha, é necessário o documento de identificação com foto e CPF.

A vacinação contra a covid-19 é disponibilizada de segunda a sexta-feira no Ginásio Poliesportivo Pedro Quaresma, na Via Lago, e nas UBS Araguaína Sul, UBS JK, UBS Manoel Maria (Setor Cimba), UBS Palmeiras do Norte (Setor São Miguel) e a UBS Dr. Raimundo (Setor Maracanã), com horário de atendimento das 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30, além da UBS Dr. Francisco (Vila Aliança), das 7 às 18 horas. (Giovanna Hermice / Foto: Marcos Sandes)

Continue lendo

Tocantins

Sebrae Tocantins abre vaga para área de Tecnologia da Informação

Publicado

em

O Sebrae Tocantins abriu processo seletivo para uma vaga de Analista I, na área de Tecnologia da Informação. A seleção é para ingresso imediato e o candidato selecionado irá atuar no Sebrae em Palmas, com carga horária de 40 horas semanais. Com salário de R$ R$ 3.870,50, mais benefícios, interessados devem se inscrever até 28 de setembro, no link  https://bit.ly/3CeLXxc

A inscrição para o seletivo custa R$ 80,00 (oitenta reais) e os candidatos precisam ter graduação completa em um dos seguintes cursos: Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Ciência da Computação, Engenharia da Computação, Engenharia de Software, Gestão da Tecnologia da Informação, Redes de Computadores, Sistemas de Informação ou outros cursos correlatos à área, com diploma reconhecido pelo Ministério da Educação.  

A seleção será executada pela Fundação de Apoio à Pesquisa, Tecnologia e Cultura (FAPETEC), instituição contratada pelo Sebrae Tocantins para esse fim. As etapas serão realizadas de forma remota e presencial em três fases: Prova Objetiva e Discursiva; Análise Curricular e Documental; e Entrevista Individual por Competências.  

O contrato é regido pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), e, além do salário, inclui os seguintes benefícios fixos: Assistência Médico Hospitalar, Plano de Previdência Privada, Seguro de Vida em Grupo, Vale-Transporte, Auxílio Alimentação no valor de R$ 1.285,00 e Auxílio Educação (com regras específicas).

De acordo com a gerente do Sebrae, Vera Braga, é importante que os candidatos leiam todos os pontos do Comunicado de Seleção “atentando-se, principalmente, aos documentos comprobatórios exigidos e as datas e prazos expressos no cronograma”.

Entre os requisitos, é preciso comprovar experiência de no mínimo seis meses como profissional de nível superior em atividades de administração de banco de dados e sistemas e elaboração e implementação de sistemas e/ou banco de dados. (Assessoria de Imprensa do Sebrae Tocantins)

Continue lendo

Tocantins

Araguaína organiza evento para prefeitos do Tocantins sobre fundos de desenvolvimento da educação

Publicado

em

default

Araguaína vai sediar nesta segunda-feira, 27, um evento de capacitação direcionado a prefeitos e vice-prefeitos das 139 prefeituras do Tocantins. O “Melhorias na Educação – atendimento aos prefeitos do Tocantins” está sendo organizado em parceria com a Bancada Federal do Tocantins no Congresso Nacional e contará com a presença do ministro da Educação, Milton Ribeiro, e do presidente do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), Marcelo Ponte.

O objetivo do encontro é sanar pendências e esclarecer sobre possíveis impedimentos dos Municípios para o repasse de recursos destinados à educação. Durante o dia, os líderes municipais poderão realizar encontros individuais com técnicos do FNDE e do MEC (Ministério da Educação) que irão auxiliar no desbloqueio de recursos, tornando os Municípios aptos para firmar convênios na área da educação.

“Muitas conquistas da nossa gestão só foram possíveis com a captação de recursos, inclusive da educação e hoje temos a honra de sediar esse grande encontro que poderá ajudar todas as prefeituras do Estado, além de receber nosso ministro da Educação, o presidente do FNDE na nossa cidade. Araguaína mudou muito nos últimos anos também com investimentos na educação e esse tipo de esforço transforma todo a cidade”, afirmou o prefeito de Araguaína, Wagner Rodrigues.

Atendimentos e palestras
O evento será direcionado aos gestores municipais, os atendimentos e as palestras serão realizadas no auditório do UNITPAC (Centro Universitário Tocantinense Presidente Antônio Carlos), a partir das 8h30. Segundo o coordenador da Bancada Federal no Congresso Nacional, o deputado federal Tiago Dimas, a intenção é aproximar ainda mais os municípios do Governo Federal.

“A função de um congressista federal não é apenas destinar emendas e trabalhar no Legislativo. Nós somos o caminho para que os municípios tenham acesso ao governo federal e, com essa realização, estamos ajudando diretamente todos os municípios do Estado e trabalhando pelo futuro das nossas crianças e jovens”, explicou o deputado federal Tiago Dimas.

Desde 2019, a Bancada Federal já destinou R$ 118 milhões para a educação pública do Tocantins por meio de emendas impositivas coletivas, além de recursos de emendas individuais impositivas de cada um dos 11 parlamentares que representam o Estado.

Visita do ministro
Durante a passagem por Araguaína, o ministro Milton Ribeiro irá visitar o Centro de Ciência e Saúde da UFNT (Universidade Federal do Norte do Tocantins) em Araguaína, a Escola de Medicina Veterinária e Zootecnia da UFNT e a Clínica-Escola Mundo Autista, a terceira clínica-escola do Brasil especializada em atendimento de pacientes com o espectro autista, que oferece serviços de neuropediatrapsiquiatria, fonoaudiologia, fisioterapia e odontologia.

Em caso de dúvidas, é possível entrar em contato pelo telefone (61) 3215-5269. Os prefeitos e gestores municipais deverão confirmar a presença no encontro pelo link: https://bit.ly/2ZhkEUy

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze