Connect with us

Tocantins

Idoso com Covid-19 morre em cadeira por falta de UTI no Tocantins

Publicado

em

A demora na transferência de pacientes com Covid-19 do interior do estado para hospitais de maior capacidade tem sido preocupante no Tocantins. O idoso Francisco Pereira, de 68 anos, passou as últimas horas de vida sentado em uma cadeira no hospital público de Pedro Afonso, com dificuldades de respirar. Depois de muitos dias aguardando, ele conseguiu um leito de UTI em Araguaína, mas na hora da transferência faltou uma ambulância. O idoso não resistiu. 

“Procuramos vaga para ele em Palmas, disseram que não tinha. Procuraram vaga para ele em Araguaína e também não conseguiu. Me falaram que iam fazer exame nos pulmões dele e aí disseram que tinha arrumado uma vaga em Araguaína, mas não tinha a UTI móvel, não tinha o carro para levar ele”, relatou o filho Edson Silva.

A Secretaria de Saúde informou que tem disponibilidade de leitos para casos moderados, leves e graves da Covid-19.

No estado, há outros relatos de demora na transferência. O idoso Manoel Rodrigues Costa, de 77 anos, passou cinco horas dentro de uma ambulância esperando por um leito no Hospital Regional de Porto Nacional, na região central do estado.

“É angustiante você ver um parente seu passando por uma situação tão difícil e você ver um sistema de saúde precário, um atendimento que deveria ser mais humanizado, deveria ter uma equipe pronta para receber até porque o hospital aqui é referência”, lamentou o sobrinho do idoso, Wellington Aires.

Mais de 80% dos casos de Covid-19 no Tocantins estão nas cidades do interior, e na maioria delas, não há leitos de UTI. A demora na transferência dos pacientes para as três únicas cidades que têm leitos de tratamento intensivo no estado, Palmas, Gurupi e Araguaína, preocupa a Defensoria Pública.

“Não é crível que depois de 120 dias de Pandemia, e com a experiência acumulada, nós ainda tenhamos demora no transporte de pacientes em estado grave. Tenhamos ainda burocracia para acessar vagas, as vezes ainda existentes, e na própria cidade onde está o paciente que aguarda atendimento em estado grave”, disse o defensor Sandro Ferreira.

Até quem está em Palmas enfrenta dificuldades para conseguir um leito de UTI. Esse foi o caso da dona Raimunda Sousa, de 76 anos, que ficou em uma UPA por cinco dias, aguardando transferência. Ela só conseguiu uma vaga na madrugada deste sábado (25).

“Nessa madrugada nós conseguimos fazer a transferência dela para um hospital com mais estrutura, mas ela ainda segue internada. Logo, logo, com fé em Deus, ela estará em casa”, disse a gerente de caixa Mayana Sousa.

Veja a nota da Secretaria Estadual de Saúde na íntegra

A Secretaria Estadual de Saúde esclarece que tem leitos disponíveis para o atendimento para os casos leves, moderados e graves com disponibilidade de 205 leitos clínicos e 93 leitos de UTI, com retaguarda dos 21 leitos de estabilização em unidades hospitalares com capacidade de atendimento de urgência e emergência em todas as 8 Regiões de Saúde do Estado para COVID-19.

• Leitos de UTI Adulto: 87
• Leitos de UTI Pediátricos: 06
Total: 93

• Leitos Clínicos Adulto: 192
• Leitos Clínicos Pediátricos: 13
Total: 205

• Leitos de Estabilização: 21

Os Hospitais Estaduais de Porte I prestam assistência aos pacientes que requerem cuidados classificados como casos leves. Os pacientes classificados moderados são referenciados aos Hospitais de Porte II ou Porte III e os casos classificados como graves são transferido às unidades hospitalares de Porte III que dispõem de unidades de terapia intensiva (UTI).

Estes Hospitais Estaduais estão localizados em 15 cidades do Estado, por isso, há situações em que pode ter necessidade de transferência do paciente em virtude das características das Regiões de Saúde que apresentam pontos extremos de distância acima de 200Km com baixa densidade populacional. O Estado tem dificuldades para contratar e assegurar a permanência de profissionais especializados.

No Estado apenas o município de Araguaína localizado ao Norte está ofertando leitos clínico para COVID-19.

O município de Palmas-Capital disponibiliza atendimentos básicos nas unidades básicas e UPAs da Capital. Não possui leitos de internação nem leitos de UTI COVID-19 para a sua população própria.

Até a data de 25/07/2020, a taxa de incidência no Tocantins é de 1.330,05 casos por 100 mil habitantes, tomando como referência os 20.920 casos confirmados, que representa o estado com a menor incidência dentre todos da região norte.

Leitos de UTI Covid-19 em Hospital Público
20 Leitos de UTI COVID-19 Adulto no HGP.
10 Leitos de UTI COVID-19 Adulto no Hospital Regional de Gurupi.
17 Leitos de UTI COVID-19 Adulto no Hospital Regional de Araguaína
10 Leitos de UTI COVID-19 Adulto no Hosp. Mun. de Araguaína.
06 Leitos de UTI COVID-19 Pediátrico no Hosp. Mun. de Araguaína.

Leitos de UTI Covid-19 em Hospital Privado Contratualizado pela SES-TO
10 Leitos de UTI COVID-19 Adulto no Hospital e Maternidade Dom Orione.
05 Leitos de UTI COVID-19 Adulto no Hosp. Palmas Medical (em Palmas)
05 Leitos de UTI COVID-19 Adulto no Hosp. Osvaldo Cruz (em Palmas)
10 Leitos de UTI COVID-19 Adulto no Hosp. Santa Tereza (em Palmas)

Leitos Clínicos Covid-19 em Hospital Público
Hospitais Estaduais de Porte I:
04 Leitos Clínicos Adulto em Alvorada.
06 Leitos Clínicos Adulto em Araguaçu.
02 Leitos Clínicos Adulto em Arraias.
06 Leitos Clínicos Adulto em Arapoema.
06 Leitos Clínicos Adulto em Xambioá.
08 Leitos Clínicos Adulto em Pedro Afonso.

Hospitais Estaduais de Porte II:
04 Leitos Clínicos Adulto em Dianópolis.
17 Leitos Clínicos Adulto em Porto Nacional.
01 Leito Clínico Adulto em no Tia Dedé.
01 Leito Clínico Pediátrico no Tia Dedé.
12 Leitos Clínicos Adulto em Miracema.
35 Leitos Clínicos Adulto em Paraíso.
16 Leitos Clínicos Adulto em Guaraí.
16 Leitos Clínicos Adulto em Augustinópolis.
03 Leitos Clínicos Pediátrico no Hospital Infantil de Palmas.


Hospitais Estaduais de Porte III:
15 Leitos Clínicos Adulto em Gurupi.
20 Leitos Clínicos Adulto no HGP.
01 Leito Clínico Adulto no Hospital e Maternidade Dona Regina.
01 Leito Clínico Pediátrico no Hospital e Maternidade Dona Regina.

Hospitais SUS em Araguaína:
05 Leitos Clínicos Adulto no Hospital e Maternidade Dom Orione.
10 Leitos Clínicos Adulto no HDT.
03 Leitos Clínicos Pediátricos no Hospital Mun. de Araguaína.

Leitos de Estabilização Covid-19 em Hospital Público
Hospitais Estaduais de Porte I:
02 Leitos de Estabilização em Alvorada.
02 Leitos de Estabilização em Araguaçu.
02 Leitos de Estabilização em Arapoema.
02 Leitos de Estabilização em Arraias.
02 Leitos de Estabilização em Xambioá.
01 Leitos de Estabilização em Pedro Afonso.

Hospitais Estaduais de Porte II:
02 Leitos de Estabilização em Dianópolis.
02 Leitos de Estabilização em Paraíso.
02 Leito de Estabilização em Guaraí.

Hospitais Estaduais de Porte III:
02 Leitos de Estabilização no HGP.
01 Leito de Estabilização em Gurupi.

(G1)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

PALMAS: Novo desligamento da Estação de Tratamento de Água e acontecerá na próxima semana

Publicado

em

default

Na próxima segunda-feira, 18/01, a BRK Ambiental dá sequência no cronograma da obra de ampliação e modernização da maior Estação de Tratamento de Água (ETA) do Tocantins, a ETA 006, que abastece 80% da população de Palmas. A retomada no cronograma acontece após a paralisação das intervenções em razão do período de fim de ano. Iniciada no ano passado, estas ações visam realizar as interligações de novas unidades do sistema de tratamento de água. As ações anteriores aconteceram em 6 e 13 de dezembro de 2020.

As obras de interligação serão realizadas a partir das 07h00 da manhã e finalizadas até as 19h00. A partir deste horário, a distribuição de água é reiniciada e o sistema entra em recuperação. Áreas mais baixas da cidade recebem água primeiro e, em seguida, partes mais altas. Toda a normalização do abastecimento deve acontecer durante a madrugada. A paralisação do abastecimento atingirá todos bairros do Plano Diretor e das regiões Norte e Sul. Os distritos de Buritirana, Taquaruçu e o Setor Jardim Taquari não serão afetados pela paralisação.

A BRK Ambiental deu início à obra em 2019, um investimento de mais de R$ 28 milhões que irá tornar a capacidade de tratamento da estação duas vezes maior que a atual, beneficiando cerca de 80 mil famílias da Capital. Atualmente, a ETA 006 tem capacidade de produção de 750 litros de água tratada por segundo. Com a reforma, a estrutura poderá produzir até 1.500 litros por segundo. Além do objetivo de acompanhar o crescimento da população da capital nos próximos 40 anos, a ampliação visa também a modernização do tratamento, com a inclusão de equipamentos de medição instantânea de parâmetros de qualidade e acionamentos e visualizações remotas de várias etapas do processo de produção de água tratada.

Interrupções programadas

Para minimizar os impactos da interrupção do fornecimento de água, durante as obras de interligação das novas unidades do sistema de tratamento, as equipes da BRK Ambiental analisaram os dias com menor tendência de consumo e os horários que favorecem a recuperação do sistema após a intervenção. Desta vez, o trabalho será realizado na segunda-feira para diminuir a necessidade de interrupções sequenciais já que uma intervenção na rede elétrica que atende à unidade de tratamento de água também está programada pela Concessionária de energia para ser realizada no mesmo dia. 

Além disso, em razão da análise de consumo, os trabalhos vão ser iniciados no começo da manhã, com toda a população abastecida. A recuperação após o desabastecimento acontecerá durante a noite e madrugada. “Estamos trabalhando com uma grande quantidade de equipes na obra e com um cronograma que permitirá uma recuperação segura. Sempre contamos com a população para manter o consumo consciente no dia anterior e durante a realização da interrupção do abastecimento. Isso colabora muito para uma retomada tranquila. Quem possuir caixa d´água e mantiver o consumo ao mínimo necessário não terá maiores problemas”, destaca Sandra Leal, gerente de Operações em Palmas.

A recomendação é válida para o domingo (17), dia anterior à paralisação, e vem junto de outras recomendações. “Caso o cliente perceba qualquer alteração na água, após o retorno do abastecimento, é importante entrar em contato com a concessionária por meio dos nossos canais de atendimento”, pontua Sandra. Os clientes serão informados das interrupções por SMS, carro de som e comunicados em redes sociais. Para garantir o recebimento das mensagens, a concessionária reforça a importância de os clientes manterem seus cadastros atualizados. 

Qualquer dúvida durante as interrupções, o cliente também pode contatar a BRK Ambiental por meio do 0800 6440 195 ou ainda pelas redes sociais (Twitter, Facebook e Instagram). Caso precise de atendimento para outros serviços, o cliente também pode mandar uma mensagem de texto para o Whatsapp (11) 99988-0001, que é o serviço de atendimento mantido pela concessionária em razão da pandemia e funciona em horário comercial.

Tratamento de água

Na Estação de Tratamento de Água (ETA) a água passa por diversas etapas de tratamento até ser distribuída e chegar à torneira do cliente. O tratamento de água começa no gradeamento onde são retiradas folhas, galhos e outros materiais. Após essa etapa é realizada a floculação, onde as partículas de impurezas se juntam e são removidas. Na decantação as partículas que sobraram afundam, depois é feita a filtração, onde a água passa por filtros para a retirada de partículas menores. Também são adicionados cloro e flúor para garantir a desinfecção total da água e a prevenção da cárie dentária, respectivamente. Após essas etapas, a água é distribuída para os reservatórios.

Continue lendo

Tocantins

Tocantins se aproxima de 95 mil casos de Covid-19

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que nesta quinta-feira, 14 de janeiro, foram contabilizados 594 novos casos confirmados para Covid-19.

Deste total, 146 foram registrados nas últimas 24 horas e o restante por exames coletados em dias anteriores e que tiveram seus resultados liberados na data de ontem.

Desta forma, hoje o Tocantins registra um total de 305.703 pessoas notificadas com a Covid-19 e acumula 94.945 casos confirmados da doença. Destes, 84.733 pacientes estão recuperados e 8.918 estão ainda ativos (em isolamento domiciliar ou hospitalar), além de 1.294 óbitos.

Clique AQUI e veja o boletim completo.

Continue lendo

Tocantins

Tocantins chega a 93.895 infectados pela Covid-19

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que nesta terça-feira, 12 de janeiro, foram contabilizados 691 novos casos confirmados para Covid-19.

Deste total, 183 foram registrados nas últimas 24 horas e o restante por exames coletados em dias anteriores e que tiveram seus resultados liberados na data de ontem.

Desta forma, hoje o Tocantins registra um total de 301.877 pessoas notificadas com a Covid-19 e acumula 93.895 casos confirmados da doença. Destes, 83.918 pacientes estão recuperados e 8.699 estão ainda ativos (em isolamento domiciliar ou hospitalar), além de 1.278 óbitos.

Clique AQUI e veja o Boletim completo.

Continue lendo
publicidade Bronze