Connect with us

Maranhão

IMPERATRIZ: Blitz educativa chama atenção para prevenção ao suicídio e valorização da vida

Publicado

em

Para comemorar o Dia D da prevenção ao suicídio, os servidores da Prefeitura de Imperatriz realizaram blitz educativa para chamar atenção sobre os cuidados com a saúde mental. O ato ocorreu na manhã desta terça-feira, 10, na avenida Dorgival Pinheiro de Sousa, no Centro da cidade. Rua lotada com pessoas vestidas de amarelo, quem passava recebia laços, panfletos e cartazes, com o objetivo de chamar atenção de quem passava pela região.

A proposta da iniciativa foi chamar atenção das pessoas para a prevenção do suicídio e valorização da vida. A escolha do local também foi estratégica pois a Avenida Dorgival é uma das movimentadas de Imperatriz. São centenas de pessoas que passam por lá diariamente, o que possibilita impactar o maior número de cidadãos para disseminar a importância dos cuidados com a saúde mental. Os aprendizes do Centro de Integração Escola-Empresa, Ciee, também participaram com os demais servidores da saúde.

O secretário de saúde, Alair Firmiano, esteve panfletando e conversando com quem passava pela blitz. “Hoje é o Dia D de prevenção ao suicídio. Nós temos campanha durante todo o ano para prevenir o suicídio. E no Setembro Amarelo nós intensificamos as ações, nas ruas, escolas, faculdades, rodas de conversa, e com panfletagem no sentido de informar as pessoas que não conhecem os sinais e sintomas”, afirma.

Alair também reforça os locais de atendimento disponibilizados pela Prefeitura. “Todas as pessoas que sentirem necessidade, podem procurar os Centro de Atenção Psicossocial, CAPS, ou alguma Unidade Básica de Saúde, UBS, que será atendido e encaminhado”. A proposta da rede de saúde mental é contribuir com a redução do número de suicídio na cidade.

“O objetivo hoje maior é sensibilizar a população para o combate ao suicídio. A maioria dos casos de suicídio podem ser evitados, papel dos profissionais de saúde e de toda a sociedade. Como? Informando, sem preconceito, conversando e acompanhando para o tratamento”, conclui Kátia Carvalho, coordenadora da rede de saúde mental do município.

O coordenador administrativo da rede de saúde mental, Patrício da Silva, participou da atividade e estava contente com a realização da blitz. “As pessoas que estão aqui hoje ajudando, escolheram participar. A gente tenta sensibilizar toda a sociedade para que possam escolher abraçar essa causa, e trabalhar em prol da promoção da saúde”.

Sobre o CAPS

A rede de saúde mental conta com o CAPS AD e III, no Complexo de Saúde no bairro Parque Anhanguera; CAPS Infantil, na rua Itamar Guará, bairro Três Poderes; e o Ambulatório de Saúde Mental, localizado na rua Amazonas, Centro. Além das UBS’s espalhadas por todos os bairros da cidade. (Regilson Borges)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Maranhão

IMPERATRIZ: Decretos que tratam de medidas de prevenção ao novo coronavírus são prorrogados

Publicado

em

Prefeitura de Imperatriz publicou nesta segunda-feira, 01, documento que prorroga até dia 06 de abril os termos estabelecidos nos decretos municipais nº 19/2020; 21/2020; 23/2020 e 24/2020, que tratam das iniciativas emergenciais de enfrentamento ao novo coronavírus, Covid-19. As medidas tratam de ações restritivas e procedimentos temporários que visam a prevenção do contágio da doença no município. 

Também fica estabelecido que as secretarias e órgãos municipais podem emitir portarias de acordo com suas demandas e necessidades. Os departamentos poderão especificar as medidas administrativas que sejam necessárias para implantar e identificar a execução de suas atividades, para o cumprimento do decreto.

De acordo com o prefeito Assis Ramos, a prorrogação foi decidida no sentido de minimizar o quadro de possíveis contaminações na população. “Estamos tentando conter um cenário de contaminação em massa. É um momento de crise, então as tomadas de decisões sobre flexibilizar ou endurecer as medidas são avaliadas constantemente, juntamente com os profissionais da saúde, associações comerciais e da indústria”, explicou. 

Ainda segundo o gestor, setores de serviços essenciais vão continuar atuando, seguindo as precauções sanitárias estabelecidas, como farmácias, supermercados, oficinas mecânicas, lojas de materiais de construção e entre outros indispensáveis. Para conferir o decreto, acesse: AQUI

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Cresce o número de denúncias de violência contra a mulher

Publicado

em

O Brasil já deu importantes passos para combater a violência contra a mulher. Infelizmente, mesmo com a Lei Maria da Penha e o aumento da rede de enfrentamento, o número de notificações de violência contra a mulher em Imperatriz cresceu mais de 50 % comparado ao mesmo mês do ano passado, 2019. 

Os dados são do Centro de Referência de Atendimento à Mulher – CRAM, serviço da Secretaria Municipal de Políticas para Mulher – SMPM, por meio de oficio recebido dos serviços da Rede de Atendimento, Delegacia Especializada da Mulher, Vara da Mulher, Ministério Público, Defensoria Pública e Central de Inquéritos e Custódia.

De janeiro até março deste ano, foram 190 denúncias e 61 só nos últimos 30 dias. “Tivemos um crescimento maior se comparado ao mesmo mês do ano passado, porém ficamos mais encorajadas por saber que mais mulheres estão buscando por ajuda, o que já é um grande passo para a mudança, mesmo é uma situação tão triste”, explica a secretária Edna Ventura. 

O crescimento do número de denúncias é resultado da ampliação da divulgação dos canais de denúncias. Essa é a avaliação que faz a coordenadora do CRAM Sueli Barbosa, que destaca também, o trabalho da rede de enfrentamento que diariamente se mobiliza para informar e orientar mulheres e sociedade em geral. 

“É uma luta diária, e agora devido à pandemia do novo coronavírus e o confinamento, infelizmente, a violência contra a mulher pode aumentar em nossa cidade, por isso toda nossa equipe está intensificando os canais de denúncias e apoio, como também prestando informações e orientações às mulheres que buscam por socorro”, afirma Sueli.

Ainda segundo a coordenadora, todos os atendimentos e serviços de apoio às mulheres em situação de violência, estão funcionando normalmente, porém atendendo as recomendações sanitárias para a não proliferação do Covid-19. Este serviço está sendo realizado por meio tele atendimento. 

“O isolamento social não justifica violência contra mulher. É preciso denunciar e nós estamos de plantão para atender qualquer ocorrência. Vale ressaltar também que a Casa Abrigo está recebendo essas mulheres”, informa Edna.  

Segundo dados da Sociedade Mundial de Vitimologia 23% das mulheres brasileiras sofre algum tipo de violência. Cerca de 70% destas acontecem dentro de casa, sendo que o agressor é o próprio marido ou companheiro, tornando o Brasil um dos países que mais pratica violência doméstica contra mulher.  

Denúncias podem ser feitas pelos seguintes números: (99) 99193-1717 / 99123-4638 / 99204-7925. É disponibilizado também em todo território nacional o 180 em casos de violência doméstica contra mulheres e o 190 da Polícia Militar.

Continue lendo

Maranhão

Sobe para 62 casos confirmados de coronavírus no MA

Publicado

em

Subiu para 62 o número de casos confirmados do novo coronavírus no Maranhão, segundo informações divulgadas pelo governador Flávio Dino, nesta quarta-feira (1º), por meio de uma rede social. O último boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) apontava um total de 754 casos monitorados e 1.247 casos descartados. Seis maranhenses diagnosticados com a doença conseguiram se recuperar.

Nas redes sociais, Flávio Dino chamou atenção para as medidas preventivas tomadas no estado. “Estamos enfrentando um inimigo grave e real: o coronavírus. Próximo boletim da Secretaria de Saúde vai registrar crescimento de casos. Reforço o apelo por medidas preventivas. Dependemos da consciência e engajamento de todos para evitar mortes e sofrimentos”, publicou.

Segundo o boletim mais recente da SES, 31 pacientes com Covid-19 continuam sendo monitorados por equipes do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS). Dos casos, três estão internados em um hospital particular da capital e dois em um da rede estadual de saúde.

Continue lendo
publicidade