Connect with us

Maranhão

IMPERATRIZ: CAEMA despeja esgoto in natura em leitos de riachos e córregos

Publicado

em

Comissão composta por membros das equipes das secretarias de Infraestrutura e Serviços, Sinfra, e a de Planejamento Urbano, Seplu, realizaram na manhã desta terça-feira, 23, fiscalização dos serviços públicos de abastecimento de água e esgotamento sanitários prestados pela Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão, Caema, em Imperatriz.

Prefeito Assis Ramos instituiu a comissão através da Portaria nº 134, de 18 de janeiro de 2021.

O engenheiro civil Carlos Elpídio, da Sinfra, explica que uma das funções da comissão “é visitar locais onde o contrato esteja sendo executado, registrando pontos críticos encontrado, datando, assinando e colhendo a assinatura de proposto da contratada para instruir procedimento visando possível sanção contratual”.

“Nós flagramos o despejo de esgoto in natura no riacho Santa Teresa, proveniente da Estação Elevatória de Esgoto da Rua Floriano Peixoto, na Nova Imperatriz, e no riacho do Meio, pela Estação Elevatória da Rua Dom Pedro I, no Bacuri”, assinala ele, que pontua que será exigido o cumprimento dos planos de saneamento por parte da prestadora de serviços, a Caema.

O secretário Zigomar Filho, da Infraestrutura, vê com preocupação o grave problema de despejo de esgoto in natura nos riachos que cortam a cidade, fato comprovado durante visita técnica da comissão. “Vamos notificar a Caema para que possa resolver essa situação, pois é um crime ambiental”, frisa.

Ele ressalta que “é uma preocupação do prefeito Assis Ramos melhorar o sistema de saneamento básico, evitando que esgoto in natura sejam despejados nos rios, riachos e córregos de Imperatriz”. “Esse tipo de esgoto gera uma contaminação em alto grau, prejudica o meio ambiente”, afirma.

O secretário de Planejamento Urbano, Alessandro Pereira, constatou durante fiscalização que nem energia elétrica possui a Estação Elevatória de Esgoto da Rua Floriano Peixoto, na Nova Imperatriz, deixando de fazer o bombeamento do esgoto in natura para outro local. “Todo esgoto é lançado no riacho Santa Teresa e, posteriormente, no Rio Tocantins trazendo um prejuízo muito grande para a população. Esse é um crime ambiental”, concluiu.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Maranhão

AÇAILÂNDIA: Salário de servidores municipais será pago nesta segunda, 2

Publicado

em

A Prefeitura de Açailândia, na região Tocantina, através da Secretaria de Economia e Finanças, anunciou, a liberação da folha salarial dos servidores municipais referente ao mês de julho, que será paga na segunda, dia 2.

O pagamento aquece a economia local e assegura aos servidores o poder de compra.

Continue lendo

Maranhão

Navio é colocado em quarentena após tripulante testar para a Covid-19 no Maranhão

Publicado

em

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou nesta quinta-feira (29) que monitora a tripulação a tripulação do navio ‘MV Pipit Arrow’, após um dos tripulantes testar positivo para a Covid-19. A embarcação está atracada em uma área de fundeio na Baía de São Marcos, no litoral de São Luís.

O navio, que tem bandeira do Panamá, saiu da Bahia e chegou a São Luís em 19 de julho. Após a notificação suspeita do caso, a Anvisa foi notificada e determinou o isolamento do tripulante e a embarcação foi colocada em quarentena.

O nome e a nacionalidade do homem não foi identificada. Até o momento, não foi confirmado se o tripulante foi infectado com algum tipo de variante do novo coronavírus.

Continue lendo

Maranhão

ITINGA DO MARANHÃO: Conselho Tutelar precisa passar por melhorias

Publicado

em

O promotor de justiça Tiago Quintanilha Nogueira, que responde pela Promotoria de Justiça de Itinga do Maranhão, inspecionou, na terça-feira, 27, o Conselho Tutelar da cidade. Acompanharam a vistoria secretária de Assistência Social de Açailândia, Arly Brenda Lima Franco Jardim, conselheiros tutelares, integrantes do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, incluindo a presidente Maria Valdirene Fernandes da Costa.

Na ocasião, foi constatado que o prédio do Conselho necessita de algumas melhorias, assim como o veículo pertencente ao referido órgão.

Foi discutida também a efetivação do Plano Municipal da Primeira Infância no Município, plano intersetorial que visa ao atendimento aos direitos das crianças na primeira infância (até os seis anos de idade) no âmbito do município, cuja elaboração é recomendada pelo Marco Legal da Primeira Infância (Lei 13.257/2016).

Outro tema tratado foi a implantação do Sipia no Conselho Tutelar, sistema nacional de registro e tratamento de informações sobre a garantia e defesa dos direitos fundamentais preconizados no Estatuto da Criança e do Adolescente.

Igualmente foi abordado o treinamento dos integrantes da rede de proteção acerca da escuta especializada, procedimento de entrevista previsto na Lei Federal n. 13.431/17, sobre possível situação de violência contra criança ou adolescente, no intuito de garantir a proteção e o cuidado da vítima.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze