Connect with us

Maranhão

IMPERATRIZ: Confira a nova tabela de preços para usuários de mototáxis

Publicado

em

A falta de padronização no valor cobrado nas corridas do serviço de mototáxi em Imperatriz, agora poderá ser fiscalizada pelos usuários e denunciada à Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes – Setran. As reclamações serão recepcionadas pelo disque-trânsito (99) 99198-6082.

O coordenador de Transportes da Setran, Alcione Bueno, explicou que o Sindicato dos Mototaxistas procurou o órgão de trânsito para ajudá-los na padronização das tarifas pagas pelos usuários do serviço de mototáxi em Imperatriz. “Em reunião com o Sindicato, a Setran decidiu que irá cobrar dos permissionários que seja feita a cobrança da taxa, de acordo com o Decreto Municipal”, disse.

Ele orienta os usuários que, em caso de reclamações, deverá anotar o número de identificação do mototaxista e, posteriormente, acionar o disque-trânsito para que providências sejam adotadas junto ao permissionário. A penalidade pode ser a suspensão ou até a exclusão da pessoa de prestar o serviço à sociedade. “A padronização do preço da corrida é muito importante para os usuários, será por meio dela que a pessoa irá chamar o serviço e já saberá quando será cobrado ao destinado solicitado”, detalha.

Edinaldo Carvalho, diretor do Sindicato dos Mototaxistas de Imperatriz, observa que “há muito tempo essa padronização das corridas tem sido reivindicada pelos usuários em Imperatriz”. “Temos uma lei municipal votada, em 2012, na Câmara de Vereadores, que regulamenta essa cobrança, porém nunca foi colocada em prática”, cita. “O Sindicato resolveu procurar o prefeito Assis Ramos para viabilizar o cumprimento desta tabela. Sabemos que nosso gestor municipal por meio de Decreto já publicou a tabela no Diário Oficial, regulamentando a padronização da tabela das corridas do serviço de mototáxi”, disse.

Segundo ele, a tabela prevê a cobrança de quatro valores, sendo que, a mais barata será R$ 6,00, linha que abrange da Avenida Bernardo Sayão a Rua Henrique Dias, e da Rua Sergipe a XV de Novembro, setor Beira Rio.

Do Centro aos bairros da Caema, São José do Egito, Bacuri, Parque Anhanguera, Parque do Buriti, Cinco Irmãos, Vereda Tropical, Jardim Cristo Rei e Nova Imperatriz pagarão R$ 7,00.

Já do Centro para os bairros Vila Redenção I, Vila Lobão, Santa Inês, Santa Rita, Boca da Mata, Novo Horizonte, Jardim São Luís, Vila Nova, Jardim Oriental e Vilinha, o usuário pagará R$ 8,00.

Edinaldo Carvalho explica ainda que a linha de R$ 10,00 sairá do Centro para os bairros Jardim Tropical, Vila Redenção II, Parque das Estrelas, Parque das Palmeiras, Parque Alvorada I e II, Conjunto Vitória, Habitar Brasil, Vila Fiquene, Airton Senna, Santa Lúcia, IFMA, Planalto, São José, Imigrantes, Vila Macedo, Ouro Verde, Bom Sucesso, Santo Amaro, Vila Ipiranga, Vila Cafeteira, João Castelo, Parque Amazonas, Mutirão, Brasil Novo e Expoimp. (Gil Carvalho)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Maranhão

IMPERATRIZ: Previdência pode ser municipalizada

Publicado

em

O prefeito Assis ramos (DEM), disse a vereadores nesta terça, 26, que pretende criar a Previdência Própria dos servidores municipais, que hoje é feita através do INSS e segundo o gestor, oneraria demais os cofres municipais. Ainda segundo o prefeito, 90% são concursados hoje na prefeitura e sendo criada a aposentadoria própria, pode ser gerada uma economia anual em torno de 5% da arrecadação bruta.  

“Com isso iremos ganhar muito na qualidade do serviço previdenciário, que hoje não funciona a contento, nem atende as necessidades dos servidores. Petrolina e Timon são exemplos que deram certo. Essa mudança também traz grandes vantagens aos concursados, que podem se aposentar com seu salário integral, além da gigantesca economia ao município”, afirmou Assis Ramos.  

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: 1.660 imperatrizenses já receberam primeira dose da CoronaVac

Publicado

em

Visando garantir a imunização destes trabalhadores que fazem parte do grupo prioritário da 1º fase, mas que não compareceram no seu local de trabalho no dia em que a equipe esteve atendendo, Prefeitura vai realizar dois dias de vacinação (quarta, 27 e quinta-feira, 28), das 14h às 17h, na sede da Secretaria Municipal de Saúde, Semus. 

Na quarta-feira, 27, serão vacinados faltosos do: Hospital de Campanha, Santa Mônica, Unimed, Socorrão, Socorrinho, UPAs Municipal e Estadual e ambulatórios (Milton Lopes e Vila Nova). Na quinta-feira, 28: Macrorregional e Materno Infantil. 

“Daremos uma segunda chance aos profissionais da linha de frente que não puderam comparecer quando estivemos nas instituições. Já entramos em contato com as unidades informando. Após esse momento, vamos dar continuidade à campanha vacinando os demais trabalhadores da saúde e outros grupos prioritários. Está previsto a chegada de um segundo lote de vacina ainda esta semana” , explicou a secretária Mariana Jales. 

Ela ressalta que até o momento já foram aplicadas 1.660 doses em Imperatriz. Foram imunizados profissionais da saúde e idosos institucionalizados (que moram em asilos) e que novas estratégias devem ser definidas para iniciar vacinação dos demais profissionais e das pessoas inclusas no grupo das comorbidades, como os pacientes oncológicos e renais crônicos (que fazem hemodiálise).

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Feirinha do Bacuri passa por reforma e modernização

Publicado

em

Após duas décadas de espera, o Mercado da Feirinha do Bacuri passa por importante reforma e modernização. Objetivo é melhorar as instalações elétricas, hidráulicas e sanitárias, para proporcionar mais conforto aos trabalhadores e consumidores. Ação foi iniciada em setembro de 2020, pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Sinfra.

Assim que finalizada, obra beneficiará trabalhadores, consumidores e também toda a comunidade da região. O empreendimento é executado em três etapas, por se tratar de uma estrutura dividia em três blocos. Ao finalizar a obra em uma parte, logo a equipe da Sinfra passa a trabalhar na seguinte, para que as atividades do local não sejam suspensas por completo.

Dessa forma, os feirantes que atuam no primeiro bloco, no qual se deu o início da reforma e modernização, foram realocados para outros boxes vazios, localizados ainda dentro do Mercado do Bacuri. Por conta da pandemia do Novo Coronavírus, Covid-19, houve um atraso na obra em decorrência do isolamento social e do desabastecimento de materiais de construção, mas as atividades comerciais no espaço seguem normalizadas.

A Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Produção, Seaap, é a responsável pela administração dos mercados municipais. O secretário da Seaap, Valdir Torres, explica que apesar do pequeno atraso na obra, os trabalhadores da feira não foram prejudicados. “Nenhum feirante deixou de exercer suas atividades na Feirinha do Bacuri. O feirante pode não estar utilizando o box que costumeiramente era dele, mas está utilizando, temporariamente, um espaço dentro do prédio”, disse.

Continue lendo
publicidade Bronze