A gestão municipal de Imperatriz conseguiu um feito inédito na área social: alcançar a marca de 71,41% de percentual de beneficiados pelo Programa Bolsa Família acompanhados na saúde pela Atenção Básica do Município, maior número em nove anos. A meta para 2019, para este período, era de 62,00% de cobertura, a qual foi ultrapassada em quase 10%.

O acompanhamento só é possível se o beneficiário do Bolsa Família manter seu cadastro atualizado junto à Secretaria de Desenvolvimento Social, Sedes, para continuar a receber o benefício do Governo Federal. Dados relacionados à frequência escolar das crianças, bem como, relativos à saúde, nutrição dos assistidos e assistência social são necessários para que a família não perca o benefício. Neste ano,

Para a secretária da Sedes, Janaína Ramos, “este é mais um marco da gestão Assis Ramos na história da cidade. Trata-se de uma conquista, que é fruto de um trabalho em equipe. As secretarias de Saúde, Educação e de Desenvolvimento Social trabalham juntas para fornecer dados pertinentes dos beneficiários do programa Bolsa Família, para que não percam seus benefícios. Este trabalho em conjunto reflete em dados de cobertura de mais de 70% dos usuários assistidos pelo programa, em pleno acompanhamento de saúde, o que nos enche de orgulho”, destacou Janaína.

De acordo com Junison de Sousa, coordenador do Cadastro Único e do Programa Bolsa Família, “há nove anos o Município de Imperatriz não conseguia alcançar esse índice na Saúde. O Governo estabelece uma meta para o município alcançar, porém, Imperatriz sempre ficava muito abaixo do índice. Agora estamos próximos do índice nacional, que é de 75,55%. Esta é uma vitória muito grande, resultado da confiança e de todo o apoio da nossa secretária Janaína, do prefeito Assis Ramos e da equipe”, pontuou o coordenador.

A coordenadora municipal do Bolsa Família na Saúde, Juraciara Abreu explica que a última vez que um percentual semelhante foi atingido, foi por volta de 2010. “Desta vez, estamos muito felizes porque ultrapassamos em quase 10%, a meta estipulada pelo Governo Federal. Foram acompanhadas mais de 21 mil pessoas na Saúde, sendo que, mais de 9 mil eram crianças. Estes são dados apenas relacionados à Saúde. Isso significa dizer que o repasse de verbas será integral por parte do Governo Federal”, informou. (Sara Batalha/Foto: Edmara Silva)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.