Na tarde deste sábado, 26, equipes das Secretarias de Saúde e de Desenvolvimento Social realizaram atendimentos aos venezuelanos, que encontram-se abrigados na sede da Funai, em Imperatriz. 

Na oferta de ações de saúde e assistência social, foi constatado que quatro famílias recebem o benefício Bolsa Família, conseguido ainda na cidade de Belém-PA, por onde passaram. Também foi constatado que uma das imigrantes, gestante, precisa iniciar o pré-natal e que uma das crianças foi diagnosticada com hérnia testicular. 

De acordo com a secretária da Sedes, Janaína Ramos “a Prefeitura, através da Sedes e também da Semus, tem prestado apoio aos venezuelanos que encontram-se na cidade. O Centro Pop está em constante abastecimento, com kits de higiene pessoal, alimentos, roupas, entre outros, para dar suporte a eles. Mas, alguns optaram mesmo por não permanecer no Centro”, disse. 

Ela acrescenta que, além disso, um serviço de acolhimento provisório será providenciado para abrigar as mulheres e crianças nos próximos dias. E lembra que, não há nenhum tipo de repasse destinado a esta finalidade. É importante ressaltar que, como qualquer outro órgão, assim como a Funai, a Sedes também tem suas limitações, mas reiteram que nunca se omitiu a atendê-los.

A coordenadora da Atenção Básica, Sormanne Branco detalhou que “uma equipe de enfermeiros, psicólogo e assistente social realizaram consultas. E nesta terça-feira, 29, foram realizadas as consultas médicas e vacinação, contra o sarampo, por exemplo”, informou. (Sara Batalha)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.