Connect with us

Pará

Inquérito apura circunstâncias de acidente na Alça Viária

Publicado

em

O delegado Luiz Roberto Nicário, titular da Polícia Civil em Acará, nordeste do Estado, instaurou inquérito policial para apurar as circunstâncias do acidente de trânsito ocorrido na Alça Viária, no início da noite de terça-feira (24), envolvendo um micro-ônibus da Prefeitura de Tailândia e uma carreta. No total, nove pessoas morreram e cerca de dez ficaram feridas.

O delegado ouviu na noite de terça-feira o depoimento do motorista do veículo, Carlos Alberto Loureiro da Silva, na sede da Seccional Urbana de Marituba, na Região Metropolitana de Belém (RMB). Nesta quarta-feira (25), Luiz Roberto Nicácio esteve no Centro de Perícias Científicas Renato Chaves para dar andamento às requisições de exames de necrópsia dos corpos. O delegado também solicitou exames de dosagem alcoólica e toxicológico para o motorista.

Ainda durante o dia, o delegado esteve no Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência, em Ananindeua, na RMB, para tentar ouvir os relatos dos sobreviventes do acidente que estão internados na unidade de saúde. Devido ao estado debilitado das pessoas, no entanto, o policial ficou de retornar outro dia ao local, assim que a equipe médica der alta aos pacientes.

O delegado ressalta que vai aguardar os resultados das perícias, inclusive no micro-ônibus, onde será verificado o topógrafo – equipamento medidor da velocidade – e a franagem na pista, para se saber em que velocidade estava o veículo no momento da colisão. “Vamos aguardar os resultados dos exames periciais para saber se indiciamos ou não o condutor por homicídio culposo”, explica.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

Assista o Conexão Rural deste final de semana – Dias 16 e 17

Publicado

em

Continue lendo

Pará

PARAUAPEBAS: Município e ANM assinam nesta quarta-feira Termo de Cooperação para regularização de mineradoras

Publicado

em

Buscando soluções que viabilizem empreendimentos minerários legalizados e sustentáveis, será assinado nesta quarta-feira, 13, o Termo de Cooperação Técnica entre a Prefeitura de Parauapebas e a Agência Nacional de Mineração (ANM).

O evento será realizado no Hotel Vale dos Carajás, às 18h.

Em 22 de setembro a Prefeitura apresentou junto à ANM um documento com um plano de trabalho para indicar o interesse do município em firmar a parceria.


De acordo com o documento, o município coloca à disposição da ANM a equipe técnica da Secretaria Municipal de Mineração, Energia, Ciência e Tecnologia para contribuir com os processos de fiscalização da Contribuição Financeira por Exploração Mineral (Cfem) e de atividades de extração mineral, além de apoio em Processos Minerais.

“Segundo o cadastro da ANM, até dezembro de 2020, o município de Parauapebas registrava 761 Processos Minerais em todas as suas fases, desde requerimento até a autorização de lavra, representados por 197 pessoas físicas e jurídicas, com indicação de 29 substâncias minerais”, detalha o documento.

O município de Parauapebas tem longa experiência na fiscalização da Cfem, especialmente pelo trabalho desenvolvido desde 2007 em conjunto com o então Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), hoje ANM. Graças a essa sinergia, foram realizadas denúncias quanto à prática de preços externos da Vale S.A, que resultou no Processo de Cobrança nº 951.438/2009 e rendeu mais de meio bilhão de reais por meio da Execução Fiscal 0006181-37.2010.4.01.390.

Continue lendo

Pará

PARAUAPEBAS: Gilson Fernandes pode ser um dos nomes de Bolsonaro para federal

Publicado

em

O nome do líder dos pequenos mineradores, Gilson Fernandes, vem ganhando força no meio bolsonarista na região de Carajás, para disputar uma cadeira de deputado federal em 2022.

Gilson está a frente da Federação Brasileira da Mineração e da Cooperativa Brasileira da Mineração, e vem desde 2015 ganhando protagonismo nas pautas conservadoras e políticas alinhadas ao presidente Bolsonaro.

Gilson tem se mantido reservado quanto a possibilidade de aceitar disputar uma cadeira de deputado federal, mas vem sendo incentivado por correligionários do setor mineral e conservador da região de Carajás.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze