Connect with us

Bico do Papagaio

Inquérito sobre Peste Suína Clássica em municípios do Bico terminou nesta terça, 29

Publicado

em

Enceram nesta terça-feira, 29, as colheitas do inquérito soroepidemiológico da Peste Suína Clássica (PSC). Os testes ocorreram em 11 municípios limítrofes aos estados que fazem parte da zona não livre da PSC. Também está sendo finalizado o monitoramento da doença em animais de granjas comerciais. O inquérito teve início no último dia 9.

A responsável técnica pelo Programa Estadual de Sanidade Suídea, Regina Gonçalves Barbosa, disse que os trabalhos de colheitas nos animais foram concluídos dentro do prazo previsto. “Durante estes 20 dias as equipes de campo estiveram nas propriedades realizando colheitas para a PSC e também monitorando as granjas comerciais. E embora tivéssemos um número alto de amostras foi possível realizar o trabalho dentro do calendário previsto pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa)” destacou.

O próximo passo do inquérito é o envio das amostras para um laboratório oficial do Mapa que fará a análise e posteriormente o envio dos resultados aos estados que participam do inquérito, sendo eles: Tocantins, Acre, Bahia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Sergipe.

Participaram do inquérito os municípios de: Aguiarnópolis, Araguatins, Augustinópolis, Buriti, Esperantina, Itaguatins, Praia Norte, São Miguel, São Sebastião, Tocantinópolis e Xambioá.

PSC na pauta do Fórum

Com o objetivo de controlar a PSC em estados onde houve o surgimento da doença e proteger os estados limítrofes, o Fórum Nacional de Executores de Sanidade Agropecuária (Fonesa) reúne extraordinariamente nesta quinta-feira, 31, na sede da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB), em Salvador (BA) para debater medidas de controle da doença.

O presidente da Agência de Defesa Agropecuaria do Tocantins (Adapec), Alberto Mendes da Rocha que representará o Estado na reunião, ressaltou que o encontro demonstra o compromisso dos órgãos de defesa, no controle da doença no país e com o segmento comercial de suínos que movimenta boa parte da economia dos estados. “Na reunião vamos também apresentar as ações de monitoramento da PSC que estamos realizando nas fronteiras do nosso estado,” pontuou Alberto.

Na pauta da reunião estão temas como: Epidemiologia da PSC; situação da doença no país; plano de erradicação da PSC; metodologia e resultados das forças tarefa que atuaram no controle da doença nos estados do Ceará, Piuaí e Alagoas; ações dos estados da zona livre limítrofes a zona não livre da PSC, caso do Tocantins e a elaboração de ata propositiva do Fonesa estabelecendo compromissos para o auxílio aos estados afetados ou sob risco.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Justiça Federal determina que Incra publique portaria de demarcação de território quilombola na Ilha de São Vicente

Publicado

em

A pedido Ministério Público Federal (MPF) a Justiça Federal determinou que, no prazo de 30 dias, o Incra (Instituto Nacional De Colonização e Reforma Agrária) publique a portaria de demarcação do território quilombola da Ilha de São Vicente, localizado no município de Araguatins, no Bico do Papagaio. A decisão foi proferida na última segunda-feira (25).

A Ilha de São Vicente foi reconhecida como território quilombola em 2010, mas a falta de regularização faz com que o local sofra constantemente com invasões e brigas territoriais. Atualmente moram na região 48 famílias quilombolas e 25 ocupantes não-quilombolas, desprovidos dos respectivos títulos de propriedade.

Para o MPF, a omissão administrativa do Incra representa lesão à integridade da posse e da propriedade do grupo tradicional, em contrariedade à Constituição Federal, comprometendo o estabelecimento da identidade cultural dos quilombolas e o exercício de atividades econômicas sobre a terra, além de fomentar a ocorrência de conflitos.

Apesar do longo prazo, desde o início do reconhecimento, a finalização do processo de regularização da terra não poderá ser feita agora devido às restrições de contato social impostas pela pandemia da covid-19, por isso a Justiça Federal determinou inicialmente apenas a publicação da portaria, pois não requer o deslocamento de servidores ao local. Para o procurador da República Thales Coelho “a publicação da portaria representa uma vitória para a comunidade, pois é a retomada do processo que já está na fase final, além de representar mais segurança para as famílias”.

A decisão prevê ainda multa R$ 500 por dia de atraso na publicação da portaria.

Íntegra da ação
Íntegra da decisão

Continue lendo

Bico do Papagaio

AUGUSTINÓPOLIS: Chega a 40 pessoas que contraíram a Covid-19. Metade está curada

Publicado

em

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Sanitizações continuam acontecendo

Publicado

em

Durante esta semana, mais ações de sanitização aconteceram em Araguatins, município do Bico do Papagaio. A ação é do Governo do Tocantins, por meio do Corpo de Bombeiros Militar e defesa Civil, no enfrentamento ao Covid-19.

A sanitização, determinada pelo governador Mauro Carlesse, visa higienizar locais onde circulam um grande número de pessoas e desta forma eliminar não só o vírus Sars-CoV-2, mas também bactérias e fungos presentes nesses locais.

Estão sento sanitizados, rodoviária, feira, agências bancárias, pontos de ônibus, entre outros.  A higienização ajuda a impedir que o vírus circule, quebrando com isso a contaminação comunitária nesses locais, tornando possível e mais segura a entrada das pessoas nesses espaços públicos.

Continue lendo
publicidade