Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO) realiza audiência pública extraordinária para debater políticas públicas para o desenvolvimento de atividades turísticas no Brasil e seus desdobramentos no Orçamento Geral da União (OGU) para 2020, em virtude da aprovação do Requerimento nº 22/2019/CMO. \r\rMesa: \rministro de Estado do Turismo interino, Daniel Nepomuceno; \rmembro da CMO, senadora Kátia Abreu (PDT-TO) – em pronunciamento; \rdiretor-presidente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Carlos Melles; \rex-ministro do Turismo, Vinicius Lages.\r\rFoto: Roque de Sá/Agência Senado

A senadora Kátia Abreu (PDT) apresentou nesta terça-feira (15), na Comissão Mista de Orçamento, o Plano Anual do Turismo, com previsão de R$ 17,2 bilhões em financiamento para a área em todo o Brasil. A parlamentar, que é a relatora setorial do Turismo para o Orçamento Federal em 2020, comparou a proposta com o Plano Safra da Agricultura, por meio do qual anualmente os produtores já sabem o volume e os juros que contarão ao longo do ano safra.

O aumento proposto por Kátia Abreu viria de três fontes: a primeira é o incremento no valor disponibilizado pelos bancos, dos atuais R$ 4 bilhões para R$ 16 bilhões. A segunda fonte seria ampliação do recurso geral da União de R$ 250 milhões para R$ 600 milhões. A terceira fonte viria do Sistema S, (Senai, Sesc, Sebrae, Senac, Senar, Sescoop e Sest) que poderia incrementar em R$ 600 milhões. Com esses recursos, o setor seria capaz de gerar cerca de 1 milhão de empregos diretos, indiretos e induzidos.

Segundo Kátia Abreu, hoje o Turismo é responsável por 8% do PIB Nacional, e 7,5% dos empregos, ou seja, quase 6,8 milhões de brasileiros. A senadora também chamou a atenção para o crescimento do PIB do Turismo em 2018, que foi de 3,4%, enquanto o PIB brasileiro cresceu 1,1%.

“Deus já foi muito generoso com o Brasil nos dando belezas naturais como praias, rios e lagos fantásticos. Precisamos é de investimento em infraestrutura para ampliar cada vez mais o setor no país”, ressaltou.

Após a audiência, parlamentares e os funcionários do Congresso Nacional puderam experimentar o sabor típico do Tocantins. A senadora promoveu uma degustação de pratos de chambari. Foram servidos ragu de chambari, risoto de chambari e o chambari tradicional.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.