Connect with us

Tocantins

Kátia Abreu se filia no PMDB

Publicado

em

Sem título

O ex-governador Marcelo Miranda (PMDB) abriu as portas de sua casa no início da noite desta quinta-feira, 3, para juntamente com seu grupo – os “Autênticos” – dar as boas vindas à senadora e presidente da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), Kátia Abreu. Ela se desfilou do PSD e aguarda o cumprimento do prazo de 48 horas para se filiar ao PMDB.

O ato estava marcado para ser realizado num hotel da capital, porém, de última hora, as lideranças políticas e imprensa já presentes foram informados para se dirigirem à residência do ex-governador.

Além dos membros do grupo de Marcelo no PMDB, compareceram para apoiar a senadora outros peemedebistas como o também ex-governador Carlos Gaguim e o empresário Benedito Farias; integrantes de outros partidos como os deputados estaduais Marcelo Lelis, presidente do PV, e Luana Ribeiro, representando o pai, o senador João Ribeiro – que preside a legenda no Tocantins; além de outros políticos como o suplemente de senador João Costa – advogado que defendeu Siqueira Campos (PSDB) na ação que resultou na cassação e Marcelo Miranda.

Do grupo dos autênticos, estiveram presentes nomes como Osvaldo Reis, Leomar Quintanilha, Josi Nunes, Eudoro Pedrosa, Moisés Avelino e Derval de Paiva.

Kátia Abreu agradeceu a acolhida. Ela se disse honrada com o que chamou de “convite dos amigos de Brasília” para que ingressasse no partido, porém, afirmou que esse convite “não teria valido de nada” sem o apoio do “PMDB autêntico do Tocantins”. Isso porque, segundo ela, a vida política “se faz na base” e a sua política é construída no Estado.

Por que o PMDB?

Segundo ela, a decisão de se filiar ao PMDB se deu depois de muitas discussões com os partidos de oposição, que “entenderam que seria um símbolo muito significativo” que ela e Marcelo Miranda estivessem juntos para, com os demais líderes, organizarem uma “ampla oposição” ao atual governo.

Crise com Coimbra
Kátia afirmou que não compreende a “agressão tão forte” e a rejeição por parte do deputado federal e presidente da legenda no Tocantins, Júnior Coimbra. Segundo a senadora, os dois nunca tiveram, antes, nenhum tipo de divergência. “Eu não quero ameaçá-lo. Eu não vou me candidatar à Executiva do partido. Apoiarei o grupo, claro que vou apoiar, mas eu estou completamente aberta para continuar tendo com ele o mesmo relacionamento que tivemos até outro dia”, afirmou. Sobre a crítica do parlamentar, que afirmou que ela é “desagregadora”, disse que “ninguém chega ao Senado Federal e a presidir a maior confederação do país, desagregando pessoas”.

Críticas a Eduardo

Em sua fala, a senadora não poupou críticas à atual gestão, especialmente ao secretário de Relações Institucionais, Eduardo Siqueira Campos (PSDB). Segundo ela, Siqueira foi eleito, mas quem governa o Estado é Eduardo. “Votei numa pessoa, mas quem governa é outra”, declarou, acrescentando: “Quem não foi eleito, mas que hoje governa, tem tido práticas inaceitáveis”.

Igeprev

Citando a situação do Instituto de Gestão Previdenciária do Tocantins (Igeprev), a senadora deu a entender que irregularidades foram cometidas e disse que o que tem sido anunciado é “apenas a ponta do iceberg”. Ela diz ter informações do Ministério da Previdência que dão conta de que o Estado já teria perdido mais de R$ 105 milhões “com as aplicações fraudulentas que ocorreram no Igeprev”. Em entrevista, a senadora chegou a dizer que, pelo histórico de Siqueira, não acredita que o governador autorizaria algum tipo de corrupção no Igeprev. “Essa é a minha opinião pessoal: Siqueira Campos jamais autorizaria ou concordaria com qualquer tipo de corrupção no Estado”, afirmou, acrescentado que não há nenhuma acusação à pessoa do governador. “Mas os culpados, nós vamos encontrar, pode ter certeza”, disse.

Boas vindas

O primeiro a dar boas vindas foi o deputado federal Osvaldo Reis – que do Tocantins foi o principal defensor da filiação da senadora. Em discurso, ele afirmou que o ingresso da senadora ao partido formaliza “o casamento da grande vitória em 2014”, aponta Marcelo, Kátia e João Ribeiro como os nomes para a majoritária. A fala de Reis floi repleta de críticas ao governo de Siqueira Campos e também ao presidente Júnior Coimbra – ferrenho opositor à filiação a senadora.

Segundo ele, o partido não está “excluindo” Júnior Coimbra, mas se o deputado quiser permanecer terá “que se enquadrar como emedebista”. O parlamentar chegou a dizer que o colega teria que “ir à praça e pedir perdão”.

Em entrevista ao CT, Gaguim disse que a senadora é “uma boa aquisição” para o PMDB. “Ela é uma senadora da República e é importante para o partido”, afirmou. Para ele, a disputa interna na sigla não terá impacto em 2014, quando avalia que o importante serão “as oposições unidas”.

Já a deputada estadual Josi Nunes declarou que a filiação da senadora é como “uma transfusão de sangue”, que vai dar força, oxigênio, motivação e energia para a militância. Para ela, o momento é de “olhar para o futuro”. “Questões do passado têm que servir de aprendizado. O foco são as eleições de 2014”, disse.

Marcelo Miranda

O ex-governador afirmou que o momento é de discutir um projeto novo para o Estado e que de eleições, se falará no ano que vem. “O momento agora é de discutir o que fazer, como fazer”, comentou. Ainda segundo o ex-governador, é necessário “somar”. Em seu discurso, Marcelo disse que recebeu ligação do vice-presidente da República, o presidente licenciado do PMDB, Michel Temer, pouco antes do anúncio e que tanto ele quanto a senadora ouviram de Temer que o vice-presidente está “feliz, satisfeito pelo término dessa novela quase sem fim”. (Portal CT)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
6 Comments

Tocantins

ARAGUAÍNA: Membros da ACIARA conhecem nova plataforma digital responsável pelo mapeamento via satélite da cidade

Publicado

em

O secretário da Fazenda, Tecnologia, Ciência e Inovação, Fabiano Souza, e membros de sua equipe técnica apresentaram na noite da última segunda-feira, 25, a membros da diretoria da Aciara (Associação Comercial e Industrial de Araguaína), a nova plataforma digital responsável pelo mapeamento via satélite de toda a cidade de Araguaína.
 
Por meio da plataforma, a Prefeitura agora conta com um mapeamento da cidade através de aerofotogrametria e perfilamento a laser, que gerou imagens digitais de alta resolução, obtidas por meio de aerolevantamento e o levantamento com fotos da fachada das edificações.
 
As informações em alta resolução obtidas por meio da plataforma possibilitam a atualização do cadastro imobiliário e informações essenciais em diversas áreas, como planejamento urbano, Defesa Civil, projeto e obras, meio ambiente, saúde e educação da cidade.
 
IPTU
O secretário explicou ainda que o trabalho de georreferenciamento está sendo utilizado para a atualização cadastral dos imóveis, considerando a valorização ou desvalorização da área construída. A ferramenta tornará a cobrança do IPTU (Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana) ainda mais precisa, garantindo uma tributação justa.
 
“Não alterou em nada o que foi feito nos anos anteriores. Não houve aumento de alíquota. O que alterou foi a verificação, por parte da Prefeitura, de que havia inconsistências na base de cálculos”, afirmou Fabiano Souza.
 
Os associados aproveitaram para sanar dúvidas relacionadas aos critérios para a concessão de descontos, alíquota, base de cálculo, entre outras. “A gente agradece à equipe da Prefeitura, que respeitosamente veio aqui nos comunicar destas inovações. Fiquei encantada com esse software, com esse modelo de gestão moderna, que vai trazer muita revolução e inovação para nossa cidade. Quando você tem informações, você consegue gerenciar”, afirmou a presidente da Aciara, Hélida Dantas. (Mara Santos / Fotos: Marcos Sandes)

Continue lendo

Tocantins

Tocantins passa dos 100 mil infectados com a Covid-19

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que nesta terça-feira, 26 de janeiro, foram contabilizados 605 novos casos confirmados para Covid-19.

Deste total, 128 foram registrados nas últimas 24 horas e o restante por exames coletados em dias anteriores e que tiveram seus resultados liberados na data de ontem.

Desta forma, hoje o Tocantins registra um total de 320.439 pessoas notificadas com a Covid-19 e acumula 100.204 casos confirmados da doença. Destes, 88.747 pacientes estão recuperados e 10.104 estão ainda ativos (em isolamento domiciliar ou hospitalar), além 1.353 óbitos.

Clique AQUI e veja o boletim completo.

Continue lendo

Tocantins

Mais 5.400 doses da CoronaVac chegam ao Tocantins

Publicado

em

O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), recebeu na madrugada desta terça-feira, 26, mais 5.400 doses da vacina Coronavac. Os imunizantes serão distribuídos, integralmente, aos 139 municípios.

O Secretário da SES, Dr. Edgar Tollini, explica que especificamente nesta remessa não serão feitas reservas técnicas “todas essas doses serão distribuídas, a partir de amanhã, às cidades, isto, a fim de favorecer a logística para os municípios”, o gestor complementa que “nós queremos otimizar a entrega destas vacinas ao grupo prioritário que será imunizado neste momento, assim fazemos um planejamento prévio para a entrega destes imunizantes”, afirmou.

As doses recebidas foram encaminhadas a Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (CEADI), em Palmas, onde será feita a conferência. A previsão é que algumas doses já sejam encaminhadas nesta quarta-feira, 27, ao Polo de Distribuição da Central Estadual de Imunização da região Norte do Tocantins, em Araguaína.

Vacinas adquiridas

O Tocantins recebeu em oito dias, 60.900 doses de vacinas para imunização contra a Covid-19, sendo 44.000 Coronavac 1; 11.500 Astra Zenica 2 (Índia) e 5.400 Coronavac 2. (Erlene Miranda)

Continue lendo
publicidade Bronze