- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
domingo, 07 / agosto / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

Líder do tráfico de drogas no oeste do Pará é preso em Oriximiná

Mais Lidas

Desdobramentos da operação “Conexão Iripixi”, da Polícia Civil, levaram à captura do homem apontado como o líder do esquema de tráfico de drogas nos municípios da região. Informações divulgadas nesta segunda-feira (29), dão conta de que Iranaldo Carvalho Gato, conhecido como “Iran”, é o responsável pela venda de drogas que tinha como base a cidade de Oriximiná, oeste do Pará, de onde ele distribuía entorpecentes enviados de Tabatinga (AM).

O irmão dele, Adenil Carvalho Gato, professor universitário, também foi preso na operação. Com eles, foram apreendidas 450 gramas de pasta base de cocaína em formato ainda não identificado, de coloração preta utilizada para camuflar o produto e dificultar a identificação.

A droga foi apreendida em um balneário utilizado pela quadrilha na região do Iripixi. A rota da droga na fronteira do Pará com o Amazonas apresentava passagens por Manaus e Parintins, e chegada em municípios paraenses do oeste, onde era recebida por comparsas da quadrilha sob comando do acusado. “Iran” era dono de loja de venda de roupas que, na verdade, servia de “fachada” para o tráfico de drogas. Era desse local que ele comandava os “negócios”.

Já Adenil atuava especificamente no tráfico de maconha prensada do mesmo tipo da apreendida, em Santarém, com um bando de Manaus comandado pelo traficante conhecido por “Capiroto”. A quadrilha foi presa pela Polícia Civil, na semana passada.

Outro envolvido com o bando, sobrinho dos irmãos presos, conseguiu fugir do município durante a operação. Ele atua como operador das entregas locais de drogas vindas do Amazonas. As substâncias eram distribuídas em embarcações na região com acompanhamento de membros da quadrilha.

Com a prisão de “Iran”, informa o delegado Jargel Guimarães, titular da Superintendência Regional da Polícia Civil no Baixo e Médio Amazonas, foi desarticulado um dos mais organizados grupos de criminosos do oeste paraense. Investigações mostram que o bando já atuava há um ano na região, onde era responsável em fornecer drogas em Oriximiná, Óbidos, Terra Santa e distrito de Porto Trombetas.

A droga é levada a outros municípios situados ao longo da Calha Norte pela rodovia estadual PA-254, que liga as cidades de Oriximiná, Óbidos, Curuá, Alenquer, Monte Alegre e Prainha. A região, salienta o delegado, passou a ser alvo de investigações sob comando do delegado Jardel Guimarães. A partir das informações, inquéritos foram instaurados sob presidência da delegada Andreza Alves.

“Ela, durante toda a fase operacional da operação, cujo início foi em setembro de 2009, conseguiu efetuar prisões de vários criminosos que operavam a venda das drogas, a distribuição das substâncias entre as bocas-de-fumo, a preparação de ‘cabeças’ para venda direta aos usuários, o processamento químico da pasta e da pedra de ‘óxi’, e o transporte desde o Amazonas até Oriximiná”, explica Jardel Guimarães. No início da operação, a Polícia Civil prendeu os criminosos conhecidos por “João”, “Jó-Jó”, “Melate” e “Filho do Cícero”. Com eles, entorpecentes foram apreendidos no momento em que praticavam a venda nas “bocas-de-fumo” da cidade.

Golpe no tráfico

Em janeiro deste ano, com a continuidade das investigações, foram presos “Gordo” e “Mengé” também por venda de drogas. A partir das prisões, os policiais civis deram continuidade a levantamentos e solicitação de mandados de busca e apreensão domiciliar. Na segunda grande operação, os policiais surpreenderam quase todos traficantes do segundo escalão da quadrilha comandada por “Iran”. Na ocasião, foram presos Clodoaldo (químico de drogas); Edil (distribuidor); Vitor (vendedor e apoio técnico do bando); Rogério e Jorginho. Um outro integrante do bando permanece foragido, mas com prisão decretada pela justiça.

Segundo o delegado Jardel Guimarães, as prisões correspondem a um golpe profundo nas estruturas do tráfico de drogas em Oriximiná. As prisões foram recebidas com satisfação e agradecimento por parte da população do município devido ao esforço da Polícia Civil. As investigações contaram com parceria do Poder Judiciário, do Ministério Público, da Polícia Militar, do Núcleo de Inteligência Policial (NIP), do Disque-Denúncia e população que cooperou, de forma decisiva, para sucesso das investigações e prisão da quadrilha de traficantes.

Ao todo, treze membros do grupo criminoso já estão presos e dois foragidos. Sob coordenação da delegada Andreza Alves, os trabalhos de campo contaram com a equipe formada por policiais da sede da Superintendência. O delegado Jardel salienta que a operação avança, em mais uma etapa, por determinação da Delegacia-Geral, sob direção do delegado Raimundo Benassuly, e da Diretoria de Polícia do Interior (DPI), sob comando do delegado Miguel Cunha.

“Avançamos além das estruturas mais visíveis do tráfico, as ‘bocas-de-fumo’, e estamos atingindo uma camada mais elevada das estruturas criminosas da região, desarticulando não somente a venda de entorpecentes como também o transporte, a preparação química e conexões com outros municípios do Oeste”, comemora Guimarães. (Walrimar Santos)

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias