Connect with us

Maranhão

MA realiza III Conferência Estadual de Promoção da Igualdade Racial até sexta-feira

Publicado

em

Com o objetivo de discutir políticas públicas de enfrentamento ao racismo, a Secretaria de Estado da Igualdade Racial, por meio do Conselho Estadual de Política de Igualdade Étnico-Racial (Ceirma), iniciou, nesta quarta-feira (14), a III Conferência Estadual de Promoção da Igualdade Racial (III Coepir). A solenidade de abertura, realizada no auditório do Centro Pedagógico Paulo Freire, na Universidade Federal do Maranhão (Ufma), teve a participação da ministra Luiza Bairros, titular da secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (Seppir), e da secretária de Igualdade Racial, Claudett Ribeiro. As atividades da conferência continuam até esta sexta-feira (16).

“Esse é o momento da participação e do controle social, em que as pessoas representam os movimentos e essa conferência tem um tom diferente, pois as prefeituras conseguiram realizar 43 conferências municipais envolvendo 67 municípios, e foram eleitos quase 250 delegados. Tudo isso, faz com que os três dias de encontro sejam momentos de cidadania”, ressaltou a secretária de Igualdade Racial, Claudett Ribeiro, que também é presidente do Ceirma. Ela lembrou que a realização da conferência cumpre preceitos da Constituição Federal, pois incorpora o princípio da participação popular direta na administração pública.

A ministra da Igualdade Racial, Luiza Bairros, contou que o Maranhão é o primeiro estado brasileiro a realizar a conferência. “As conferências estaduais são importantes no processo de organização da Conferência Nacional, pois são elas que criam condições para que o debate seja trazido para o lugar onde as pessoas vivem, principalmente este ano, em que estamos preocupados com a questão da democracia e do desenvolvimento, dois temas que dizem respeito aos processos de inclusão do negro no Brasil”.  Luiza Bairros lembrou ainda, que até o dia 30 deste mês serão realizadas mais 26 conferências estaduais.

A vice-presidente do Conselho Estadual de Política de Igualdade Étnico-Racial, Célia Cristina Pinto, informou que a programação da conferência contempla painéis e debates. “Durante as conferências a presença da sociedade civil é sempre importante, pois somos nós que vamos propor, dizer quais as necessidades e quais são as políticas que vão suprir essa necessidade. E nesta quinta e sexta temos os painéis temáticos sobre políticas de ações afirmativas, e vamos discutir propostas para serem levadas à conferência nacional”.

Para a conselheira e representante da sociedade civil, por meio do Centro de Cultura Negro Cosme, em Imperatriz, Maria Luiza Rodrigues, a discussão é fundamental tanto no âmbito municipal como estadual. “Fizemos a reunião ampliada tanto em Imperatriz como em Açailândia e foi um momento ímpar para nós. Viemos com 10 delegados dos dois municípios. A maioria das discussões é de iniciativa da sociedade civil, que está presente, cobrando que as políticas públicas sejam ampliadas para as populações negras e para as minorias”, afirmou Maria Luiza Rodrigues.

Também participaram da solenidade de abertura a secretária de Cultura, Olga Simão; militantes do movimento negro, quilombolas, dos povos indígenas, lideranças de comunidades de matriz africanas, ciganos e ribeirinhos, gestores públicos e representantes da sociedade civil.

Conferência

A III Coepir antecipa a realização da III Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial, que acontecerá no período de 5 a 7 de novembro, em Brasília, quando as questões referentes à política de igualdade racial de todo o território nacional serão colocadas em debate.

Para o Maranhão, a avaliação da Política de Promoção da Igualdade Racial é essencial, considerando que é o terceiro estado brasileiro com a maior população negra; possui em seu território grande número de comunidades remanescentes de quilombo, num total de 912. No estado registra-se ainda a existência de nove etnias indígenas e de povos ciganos em diversos municípios.

Antecedendo a III Coepir foram realizadas 43 conferências municipais, regionais e reuniões ampliadas no Maranhão, envolvendo pelo menos 67 municípios. Nas conferências municipais foram eleitos 234 delegados, entre representantes do poder público e da sociedade civil para participarem da III Conferência Estadual.

Programação

As discussões sobre a política de promoção da igualdade racial, continuam nesta quinta (15) e sexta-feira (16), no auditório do Centro Pedagógico Paulo Freire, da Universidade Federal do Maranhão (Ufma).

Na programação consta o painel para discussão dos quatro subtemas da conferência: “Estratégias para o desenvolvimento e o enfrentamento ao racismo”; “Políticas de Igualdade Racial no Brasil: avanços e desafios”; “Arranjos Institucionais para assegurar a sustentabilidade das políticas de igualdade racial – Sinapir (órgãos de promoção da igualdade racial, fórum de gestores, conselhos e ouvidorias)”, e “Participação política e controle social: igualdade racial nos espaços de decisão; mecanismo de participação da sociedade civil no monitoramento das políticas de igualdade racial”.

O painel tem com a participação do prof. Dr. Carlos Benedito da Silva; do prof. Dr. Aniceto Cantanhede; da representante do Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial (CNPIR), Walkíria de Souza Silva; e da coordenadora do Centro de Formação para a Cidadania Akoni, Lúcia Azevedo.

Ainda na programação, a apreciação das propostas levantadas nas conferências municipais, regionais e reuniões ampliadas para definição de quais serão submetidas à avaliação da plenária composta por delegados representando o poder público e a sociedade civil.

Na sexta-feira (16), será realizada a discussão em plenária e deliberação de propostas que serão encaminhadas para a III Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial, seguida pela eleição de delegados.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Maranhão

IMPERATRIZ: Sebastião Régis recebe Arrastão da Limpeza

Publicado

em

Nesta quinta-feira, 14, a Prefeitura de Imperatriz levou os trabalhos de limpeza urbana para o conjunto habitacional Sebastião Régis. Serviço executado pela Secretaria de Limpeza Pública, SLP, contempla os moradores com as ações de varrição manual, paliação de montes, roço das margens das vias, remoção de entulhos e pontas de lixo, entre outros. O mutirão Arrastão da Limpeza também é executado na BR-010, com foco nas entradas da cidade.

“Aproveitando o ensejo da inauguração da Escola Municipal Antônio Leite Andrade, intensificamos os trabalhos de limpeza urbana no Sebastião Régis. Mas as nossas equipes seguem com várias frentes de serviços em diversos pontos da cidade, para garantir que as ações da SLP contemplem o maior número de bairros possíveis. Um exemplo são as equipes de recolhimento de resíduos sólidos domiciliares, que hoje atuam em todos os bairros no sentido da Avenida Pedro Neiva De Santana”, ressalta Alan Johnes, secretário de Limpeza Pública.

As frentes de serviços responsáveis pela limpeza e manutenção das praças do município atuam na Jarbas Passarinho, Sagrada Família, Evangelho, Voz, Frei Damião, Calango, Vila Fiquene e Vila Cafeteira. Já os agentes da SLP que realizam o trabalho de remoção de entulhos e pontas de lixo, executam o trabalho na BR-010, nas ruas Sergipe e Dom Pedro II e no bairro Morada do Sol. Ainda na rua Sergipe e na BR-010, realizam o trabalho de poda e remoção de galharias e resíduos verdes.

O serviço de recolhimento de móveis velhos e outros bens inutilizáveis realizado pelo Cata Treco, cumpre cronograma na BR-010, Vila Fiquene, Vila Cafeteira, Vila Ipiranga, Recanto Universitário, Vila Nova, Morada do Sol, São José, Santa Rita, Asa Norte, Sebastião Régis, Nova Imperatriz e no Centro. O trabalho é executado mediante agendamento prévio e de acordo com a demanda da população. Para solicitar o serviço, a SLP disponibiliza o número de telefone (99) 99162-6101, de segunda à sexta-feira, das 8h às 18h.

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Equipes de tapa-buracos chegam ao residencial Sebastião Régis

Publicado

em

Equipes de tapa-buracos iniciaram nesta quinta-feira, 14, trabalho de recomposição asfáltica das avenidas José de Ribamar Cunha e Circular I, no residencial Sebastião Régis. Ação é realizada pela Prefeitura de Imperatriz, por intermédio da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos – Sinfra.

Pela manhã, o secretário Zigomar Filho verificou o andamento das frentes de serviços que reforçam a melhoria de acesso dos principais corredores de trânsito dos bairros de Imperatriz. “Nós começamos essa vistoria pelas vias do Sebastião Régis. Objetivo é ampliar o trabalho nestas próximas semanas”, garante.

Ele pontuou que equipes trabalham na recuperação da malha asfáltica da Avenida Jacob, via que interliga a BR-010 à Avenida Pedro Neiva de Santana, passando pelos bairros Jardim Tropical, Parque das Estrelas, Brasil Novo e Vila Redenção I. “É mais um importante corredor de trânsito que começa a ser recuperado pelas equipes da Sinfra”, completa.

Também começou a ser recuperada com tapa-buracos a Avenida Caiçara, na Vila Redenção I; Rua Leôncio Pires Dourado, no Bacuri, e a Rua Floriano Peixoto, no bairro Nova Imperatriz.

Marginais da BR-010

A recomposição asfáltica está sendo realizada ainda nas marginais da BR-010, perímetro urbano de Imperatriz, próximo ao DNER, acesso à Vilinha; Viaduto, no Entroncamento, e nas alças de acesso aos bairros Maranhão Novo e Vila Lobão, próximo à Tocauto. (Gil Carvalho)

Continue lendo

Maranhão

AÇAILÂNDIA: Quatro morrem em acidente da BR-222 em batida entre carreta e picape

Publicado

em

Na tarde deste sábado, 9, um policial militar identificado como Jailson Alcantara, de 40 anos, morreu após capotar uma picape no km 624 da BR-222 em Açailândia, na região sudoeste do Maranhão.

Além do policial, outras duas pessoas ficaram feridas no acidente e três morreram, sendo uma senhora de 42 anos; uma pré adolescente de 12 anos, natural de Imperatriz; e uma outra passageira que não foi identificada.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a causa do acidente foi uma carreta que teria entrado na contramão e colidido lateralmente com a picape, que perdeu o controle e capotou.

Continue lendo
publicidade Bronze