Connect with us

Maranhão

MA seleciona profissionais pelo ‘Mais Médicos para o Brasil’

Publicado

em

Mais 40 médicos serão convocados pelo Governo do Maranhão, para atuar nas unidades de saúde em atendimento a casos de coronavírus. Estes profissionais vão contribuir para manter os atendimentos na rede estadual neste momento de pandemia e garantir o acolhimento aos que necessitarem. Paralelamente, o Governo instituiu o programa ‘Reembolso Saúde’ para profissionais que estão na linha de frente dos casos.

Os profissionais serão convocados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). A contratação passa por análise documental e atendimento ao edital do Ministério da Saúde. É preciso formalizar requerimento e declaração por escrito, comunicando que atende diretamente pacientes da Covid-19 e, por isso, não pode retornar para casa em virtude do risco de exposição de sua família. Cópias da identificação do profissional da saúde e contrato de hospedagem também serão solicitados.

O contrato vai durar até que o Governo Federal cumpra, conforme determina o seletivo feito, ou a extinção do estado de calamidade pública. Caso necessário, mais médicos serão chamados até o alcance das 65 vagas disponibilizadas ao Maranhão pelo programa federal.  

“O Governo do Maranhão não tem medido esforços para combate ao novo coronavírus no Estado. Reforçamos medidas preventivas e estamos trabalhando para ampliar a assistência hospitalar, aumentando o número de leitos e reforçando o quadro de profissionais nas nossas unidades, que são imprescindíveis nesta luta”, destaca o titular da SES, Carlos Lula.

A necessidade de mais profissionais também se dá pelo avanço da doença e consequente abertura de novos leitos no Estado. O Maranhão aguardava 170 profissionais da área, fruto de edital do Ministério da Saúde, lançado em março, o que não houve. Por essa falta, o Poder Executivo Estadual autorizou, por meio de Medida Provisória, a contratação de profissionais de Medicina já selecionados pela União.

O decreto do Governo do Estado tem base em Portaria n° 188, de 03 de fevereiro, do Ministério da Saúde, que declara emergência em saúde pública de importância nacional, em decorrência do novo coronavírus. Da mesma forma, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou estado de pandemia da doença, o que exige esforço conjunto de todo o sistema de saúde para identificar ocorrências e adotar medidas devidas.

Já o programa ‘Reembolso Saúde’ consiste em garantir hospedagem – em hotéis, apart-hotel e similares – aos profissionais de saúde da rede estadual e àqueles que trabalham diretamente na realização de exames de detecção, e que, por esta razão, estejam impossibilitados de retornar às suas casas. 

O Governo irá reembolsar custos de até R$ 2 mil mensais, mediante apresentação do contrato de hospedagem e declaração atualizada da continuidade de uso do serviço. A iniciativa pretende evitar exposição dos familiares destes profissionais ao risco de infecção pelo vírus.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Maranhão

IMPERATRIZ: Covid-19 tem letalidade de 4,6%. Cerca de 2.406 pacientes já tiveram a doença

Publicado

em

Com 152 novas notificações registradas neste quinta-feira, 04 de junho de 2020, Imperatriz atualiza para 2.406 casos confirmados em laboratório. O número representa 5.5% do total de casos registrados no estado (43.313). Desses 26.589 casos que continuam ativos, 459 estão em Imperatriz, o que representa 1.7% dos casos ativos em todo o Maranhão.

Desde o início da pandemia, a cidade registrou um total de 113 óbitos. Sendo 13 foram registrados nos sistemas de informação oficiais da Secretaria de Estado da Saúde nas últimas 48h. 

Ocupação de leitos
Até às 18h de hoje, a ocupação de leitos no Macro Regional era:

  • Leitos Clínicos: 8ocupados – 92,12% de ocupação;
  • Leitos de UTI: 14 ocupados –  75,93% de ocupação;

No Hospital Regional Materno Infantil:

  • Não disponibilizou boletim no dia 04/06/2020.

No Hospital Municipal de Campanha Covid-19:

  • Leitos Clínicos: 25 ocupados – 51% de ocupação;
  • Leitos de UTI: 8 ocupados – 80% de ocupação. 

Na esfera privada, a ocupação de leitos no ​​​​​​Hospital Unimed é:

  • Leitos Clínicos: 23 ocupados – 58.9% de ocupação;
  • Leitos de UTI: 14 ocupados – 100% de ocupação. 

No Hospital Santa Mônica:

  • Leitos Clínicos: 18 ocupados – 78.2% de ocupação;
  • Leitos de UTI: 10 ocupados – 83% de ocupação. 
Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Live do “Caneta Azul” bate Cláudia Leitte e Paula Fernandes

Publicado

em

Live “Caneta Azul” conquistou o primeiro lugar entre os vídeos em alta no YouTube com mais de 1,5 milhão de views, ultrapassando as visualizações de Claudia Leitte, com 1,2 milhão, e Paula Fernandes,com quase 1 milhão. 

Dono do hit que estourou no Brasil em 2019, Manoel Gomes transmitiu live show, durante mais de quatro horas, no último domingo, 31. Para o ao vivo, o sertanejo contou com participações – virtuais – de convidados, entre eles o humorista Tirullipa.

Após o sucesso da live, o cantor publicou novo vídeo no YouTube agradecendo  a todos que assistiram e também aos novos inscritos.

Natural de Balsas, no interior do Maranhão, Manoel Gomes escreveu a canção “Caneta Azul” para homenagear a sua inseparável caneta. O sucesso ganhou versões de Simone & Simaria, Wesley Safadão e até de Neymar.

O show foi realizado e transmitido direto de Imperatriz, no sul do Maranhão.

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Grupo capturado na Vila Lobão, comercializaria drogas no Bico

Publicado

em

A Polícia Civil do Tocantins, por meio da 2ª Divisão Especializada de Repressão ao Crime Organizado (DEIC) de Araguatins, efetuou nessa segunda-feira, 1º de junho, a prisão em flagrante de três indivíduos suspeitos de tráfico interestadual de drogas na cidade de Imperatriz (MA).

Segundo o titular da 2ª DEIC, delegado Thyago Bustorff, as investigações apontaram que parte da droga seria comercializada no extremo norte do Tocantins e que, após troca de informações com as forças de segurança de Goiás, foi possível identificar um dos suspeitos e modus operandi da associação criminosa.

Conforme apurado pela autoridade policial, a droga era enviada por meio de serviços postais e empresas de transporte, chegando na cidade de Imperatriz, onde posteriormente era comercializada.

Na posse dos suspeitos, foi encontrado aproximadamente dois quilos de maconha, R$ 2.400, quatro munições de calibre 32, além de invólucros que são utilizados para separação do entorpecente.

Os suspeitos presos foram encaminhados para a Penitenciária Regional de Imperatriz, onde ficarão à disposição da Justiça maranhense. (Com informações da SSP-TO/Foto: ImperatrizOnline)

Continue lendo
publicidade