Connect with us

Maranhão

Mais um “picareta” é preso pela Polícia de Imperatriz

Publicado

em

Policiais civis prenderam nessa terça-feira (26) o paulista Leandro Roberto Carnicer Morais, 34 anos, que também responde pelo nome de Yacob Abravanel, o qual é acusado de quatro crimes, sendo três do Código Penal Brasileiro e um de uma lei especial.

Leandro Roberto foi preso no interior do Instituto de Psicanálise Clínica Freudiana, localizada na Rua João Lisboa, 1174, no centro de Imperatriz. Os policiais, comandados pelos delegados Arthur Bardhal e Vital Rodrigues de Carvalho, chegaram no momento em que, passando-se por psicanalista e usando o nome de Yacob Abravanel, Leandro Roberto Carnicer atendia a um cliente. Ele também atendia em uma clínica denominada de “Clínica do Coração e do Trabalhador”.

Segundo o delegado Vital Rodrigues de Carvalho, titular da Regional de Polícia Civil de Açailândia, onde as investigações começaram, tudo isso foi feito por Leandro Roberto sem que ele tenha qualquer formação superior em medicina.

A Polícia Civil começou a investigar a vida de Leandro Roberto quando ele disse ser gerente do “Lars Hotel”, em Açailândia, em um evento naquela cidade. Como o delegado conhece a gerente do hotel, estranhou que Leandro Roberto, usando o nome de Yacob Abravanel, fosse o representante.

Foi descoberto durante as investigações que Leandro Roberto se passava por clínico e era entrosado em outras instituições.

No veículo Hyundai CRV, preto, placa LSR-2065 Rio de Janeiro, apreendido pela polícia, foram encontrados distintivo de delegado da Polícia Civil de São Paulo, uma camisa também da Polícia Civil daquela estado, carteiras de instituições diversas, cartões e receitas. Foram apreendidos também joias, dois DVDs em que aparece Leandro Roberto como o rabino Yacob Abravanel, uma Bíblia e até um símbolo da maçonaria. O veículo Hyundai possui um serviço de rádio e até sirenes como as usadas em carros de polícia.

Crimes – Segundo o delegado Arthur Bardhal, Leandro Roberto Carnicer Morais, ou Yacob Abravanel, cometeu quatro crimes: falsidade ideológica, por estar usando um nome que não é o seu e por estar se passando por psicanalista, previsto no artigo 299, do Código Penal Brasileiro; uso de símbolos da administração pública sem autorização, previsto no artigo 295, § 1º, item III do Código Penal Brasileiro; estelionato, em função dos golpes que vinha praticando na cidade, previsto no artigo 171, também do Código Penal Brasileiro; e crime das leis de telecomunicações, porque estava usando frequência de rádio sem autorização, previsto no artigo 183, da Lei 9.472/97.

Leandro Roberto foi autuado em flagrante delito e se encontra à disposição da Justiça na Delegacia Regional. (O Progresso)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Maranhão

ESTREITO: Orla corre risco de desmoronamento

Publicado

em

A Defesa Civil informou que há riscos de desmoronamento em partes da estrutura da Orla, na cidade de Estreito, na região Tocantina maranhense, que faz divisa com o Bico do Papagaio.

A Prefeitura solicitou que a população não ultrapasse as áreas interditadas que estão identificadas com as fitas zebradas.

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Marginais estão saqueando casas alagadas

Publicado

em

Famílias da cidade de Imperatriz, na região Tocantina, sul do Maranhão, que faz divisa com o Bico do Papagaio, em São Miguel, além de passagem por sérias dificuldades por conta da enchente do Rio Tocantins, estão sendo vítimas de criminosos que estão saqueando as casas durante a madrugada.

Os marginais estão roubando telhas e fiação elétrica das residências.

A Polícia Militar de Imperatriz deflagrou a “Operação Anfibius” para caçar os delinquentes. A operação, que irá ocorrer até a normalização do nível do Rio Tocantins, com patrulhamento nas áreas alagadas com utilização de carros e lanchas.

Continue lendo

Maranhão

Técnico de enfermagem é suspeito de furtar medicamentos da rede pública no Maranhão

Publicado

em

Um técnico de enfermagem, pertencente a Rede Municipal de Saúde de Santa Luzia, a 294 km de São Luís, foi preso na tarde de domingo (16) suspeito de furtar medicamentos do hospital do município. A prisão foi realizada pela Polícia Militar (PM) após denúncia anônima.

A PM foi informada que o técnico de enfermagem, de 46 anos, que não teve a sua identidade revelada, aproveitava os plantões de fim de semana para praticar os furtos. A polícia revistou o carro do funcionário e no local foram encontrados alguns medicamentos do hospital público.

A polícia apreendeu frascos, de pelo menos, oito tipos de medicamentos. Além disso, foi encontrada uma carteira de identidade com a foto dele e o nome de outro homem. Também havia com ele um bloco de receita de controle especial, que fica sob responsabilidade do diretor do hospital e que somente o diretor deveria liberar esse documento.

Os policiais ainda apreenderam também carimbos em nome de dois médicos. O técnico de enfermagem foi apresentado na delegacia de Polícia Civil de Santa Inês.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze