- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
domingo, 10 / dezembro / 2023

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

MARABÁ: 43ª procissão do Círio leva cerca de 300 mil pessoas às ruas da cidade

Mais Lidas

Um mar de gente, essa é a expressão exata que pode descrever as ruas da cidade na manhã deste domingo, 15, durante a 43ª edição do Círio de Nossa Senhora de Nazaré, em Marabá.

A programação iniciou cedo, às 6h da manhã, com a missa, celebrada pelo bispo Dom Vital Corbellini. Logo após, a imagem foi colocada na berlinda, que seguiu pela Avenida Antônio Maia, na Marabá Pioneira.

Quem estava desde o início da programação e, que também participa desde a primeira edição do Círio, é Maria Costa Cavalcante, de 84 anos. Ela lembra que nas primeiras edições eram pouco mais de 50 participantes e detalha o que a manifestação simboliza para sua vida.

“O Círio significa a nossa salvação porque nós somos filhos de nossa mãe Maria Santíssima, a mulher que Deus confiou para ser mãe nossa. Já alcancei muitas graças, por isso estou aqui. Hoje, com 84 anos, firme e forte. Muita coragem, muita força, muita fé. O Senhor me ama, eu tenho certeza disso. Hoje estamos em milhares e eu estou aqui. Nossa mãe é poderosa e nos traz só coisa boa, assim nós acreditamos”, explica.

Na tradição católica, Maria é vista como intercessora perante Deus, por isso o grande número de pessoas que participam a fim de agradecer por uma graça alcançada.

Segurando uma casinha nas mãos, uma dessas pessoas era Islaine da Silva, de 27 anos, que trabalha como Coordenadora de Recursos Humanos na Secretaria Municipal de Viação e Obras Públicas de Marabá (Sevop).

Sua história com a procissão iniciou aos 13 anos acompanhando a mãe. No ano passado, fez um pedido: Ter a casa própria. Com a benção alcançada, retornou para agradecer.

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -

Últimas Notícias