Profissionais da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), DMTU (Departamento Municipal de Trânsito e Transporte Urbano) e Secretaria de Assistência Social Proteção e Assuntos Comunitários (Seaspac) participaram do II Comando de Saúde, promovido pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Marabá. A ação aconteceu na sexta-feira (9), no Posto Ferroviário localizado no Distrito Industrial, às margens da BR 155. A SMS recebeu o convite da PRF, onde disponibilizou dezoito profissionais para atuar na ação. O II Comando de Saúde tem como objetivo verificar a saúde do caminhoneiro.

Na ocasião, os agentes da PRF abordavam os caminhoneiros e levavam até o local da ação. Para o inspetor da Polícia Rodoviária Federal, M. Campelo, coordenador do evento, o caminhoneiro tem de andar com a saúde boa.

Entre os serviços oferecidos pela Secretaria Municipal de Saúde para os caminhoneiros estão aferição de pressão, testes rápidos de HIV e hepatite e ainda vacina contra hepatite, h1n1 e tríplice viral. Na concepção da coordenação do Extramuros (SMS) Cyntia Pombo,  o trabalho dos profissionais dentro da ação promove atendimentos às pessoas que na maioria das vezes estão em áreas descobertas.

 “O extramuros tenta abraçar essa população levando ações até ela com profissionais fazendo o acompanhamento”, complementou Cyntia Pombo, acrescentando que para este tipo de serviço, médicos, enfermeiros, nutricionistas, psicólogos são enviados para realizar os atendimentos.

Além de atendimento com profissionais da saúde, os caminhoneiros também receberam orientações, por meio de palestras ministradas por agentes do Departamento Municipal de Trânsito e Transporte Urbano (DMTU), onde foi abordado o uso do celular enquanto dirige. De acordo com o Antônio Lacerda, do Departamento de Educação para o Trânsito, ao falar ao telefone enquanto dirige, o condutor pode perder entre 25 e 30 por cento do reflexo. “O celular é a terceira maior causa de acidentes no país”, advertiuo agente.

A Seaspac, por meio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), enviou uma equipe de profissionais para o II Comando. Orientações e palestras abordaram o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes. Nas palavras de Regilene Silva, coordenadora do CREAS, os caminhoneiros são grandes parceiros e por meio deles o assunto pode ser difundido e combatido nas estradas do país. 

 A ação foi bem vista por quem foi ao local, a exemplo de Dayvid Silva, de 36 anos. Ele trabalha há 12 anos como caminhoneiro e destaca a importância da ação, uma vez que, os profissionais quase não têm tempo de parar e cuidar da saúde. “O motorista que roda nas estradas geralmente não tem tempo e uma ação dessas o cara para, a fim de fazer os exames, por isso é muito importante”.A ação também foi acompanhada por Eurico Tadeus Ribeiro, presidente Sindicado dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens no Estado do Pará, que avaliou como positivo os serviços realizados. “Isso é prevenção de acidentes. O motorista não tem tempo para fazer um exame e isso é feito na rodovia e é bastante importante”, afirmou o sindicalista.

Além de Marabá, o II Comando acontecerá em Paragominas e Santarém. Outra intenção da Policia Rodoviária é levantar estatística de como está a saúde do caminhoneiro.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.