Connect with us

Pará

MARABÁ: Defesa Civil divulga Plano de Contingência de Enchente dos Rios Tocantins e Itacaiúnas para 2020

Publicado

em

A Defesa Civil de Marabá divulgou esta semana, o Plano de Contingência de Enchente dos Rios Tocantins e Itacaiunas para 2020. O plano detalha qual a função de cada órgão, instituição e os nove pontos de abrigo que serão utilizados, em caso de enchente, conforme a necessidade.

“O Corpo de Bombeiros ajudará com caminhão, pessoal e confecções de abrigo. O Exército também, inclusive, com a parte fluvial no uso de lanchas. A Secretaria Municipal de Educação (Semed) comunica as escolas na questão de falta de alunos para ser avaliada e reposta as aulas. É um trabalho conjunto com as Secretarias de Meio Ambiente, Obras, Saúde, Segurança (Semma, Sevop, SMS, SMSI), Policial Militar, e a Secretaria de Assistência (Seaspac) ficará responsável pelas cestas básicas”, explica Jairo Milhomem, Coordenador da Defesa Civil do Município.

Na terça-feira, o nível dos rios é de 7,85 metros. “De 7,5 m até o 8,5 m já entramos nesse estado de atenção. Por isso decidimos juntar os órgãos e explicar como está o planejamento para esse ano”, destaca Jairo, ressaltando que o estado de alerta começa a partir dos 8,75 metros. “Normalmente a partir dos 10 metros é quando adentramos mais fundo com a prestação de socorro, resgate e ajuda humanitária”, disse.

Os nove abrigos previstos para serem utilizados são: Posto Montana, localizado na via marginal da Nova Marabá, Orla Sebastião Miranda, na área da escadaria Z-30 e espaço de quadra de esportes, Abrigo do Vale do Itacaiunas, Quadra de Esporte da Obra Kolping, no Bairro Belo Horizonte, Praça do Bairro São Félix, Bom Planalto, na Rua Guarani, e Independência, na Rua Soroso com Avenida Paraíso.

Cada abrigo deve conter água potável, coleta de lixo regular, quatro banheiros, sendo dois masculinos e dois femininos, o mesmo vale para os chuveiros. Além de espaço para lavanderia, secagem de roupas, fornecimento de energia elétrica e reservatório de água com capacidade de 5 mil litros. Os abrigos serão terão quatro metros de comprimento por quatro de largura.

As pessoas serão alocadas para se manterem os mais próximos do seu local de origem. “Em caso de necessidade, o Posto Montana, por exemplo, será composto na maior parte pelo pessoal da Folha 33, mas também podemos levar pessoal da Folha 35. Cidade Nova é um núcleo que está bem assistido de abrigos”, comenta Jairo.

Entre os critérios do planejamento para a ativação de um abrigo estão a confirmação do alerta, necessidade de realocação de pessoas e a verificação das áreas atingidas e ver no cadastro de abrigos qual é o mais adequado. Em seguida é preciso consultar se o número de pessoas atingidas pode ser alocado em um único abrigo ou se será necessário mais de um, identificar o meio de transporte e as rotas a serem utilizadas para a retirada destas pessoas e, depois, acionar os gestores do abrigo a ser mobilizado, conforme cadastro já existente.

Ao todo os abrigos suportam aproximadamente 770 famílias, em torno de 3080 pessoas. (Osvaldo Henriques/Fotos: Paulo Sérgio dos Santos)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

Obras na PA-150 na região de Carajás avançam com implantação de serviços de sinalização

Publicado

em

Seguem em ritmo acelerado as obras de restauração e reconstrução de trechos da PA-150, no sudeste do Pará. Umas das dez frentes de trabalho da Secretaria de Estado de Transportes (Setran) se concentra no município de Nova Ipixuna, executando serviços de sinalização de trânsito em 40 quilômetros. A previsão é que a rodovia seja entregue totalmente recuperada até o fim de outubro.

Além da restauração do trecho de mais de 60 quilômetros, o restante da rodovia – que tem mais de 300 quilômetros de extensão – recebe serviços de conservação e manutenção. Um dos maiores investimentos na infraestrutura rodoviária do Estado, a recuperação da PA-150 fortalecerá a economia, pois a pista liga a Região Metropolitana de Belém e o Porto da Vila do Conde às regiões do sul e sudeste do Pará.

A recuperação da PA-150 vai melhorar o escoamento da produção de todo o Estado, principalmente da produção agropastoril e mineral, segmentos econômicos de maior expressão nas cidades a que a rodovia dá acesso, que são: Breu Branco, Ipixuna do Pará, Goianésia do Pará, Jacundá, Marabá, Moju, Nova Ipixuna e Tailândia. 

Segundo o titular da Setranm Pádua Andrade, a obra segue acelerada para cumprir o novo cronograma de entrega.”As equipes trabalham nessa reta final 24 horas, garantindo a entrega no prazo e uma via com pavimento de qualidade e maior segurança aos motoristas”, diz.

Para evitar o desgaste prematuro do asfalto, a Setran instalou balanças de pesagem de veículos. Uma delas fica no km 122 da rodovia, no sentido Tailândia-Moju. Um pátio definitivo será implantado no Distrito de Morada Nova, na Vila Sarandi, no km 5,5, em Marabá. A fiscalização conta ainda com apoio do Departamento de Trânsito do Estado (Detran) e da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), 24 horas a partir do próximo mês. (Kátia Aguiar)

Continue lendo

Pará

Governo do Pará pagará metade do 13º salário dos servidores estaduais em outubro

Publicado

em

Pelo segundo ano consecutivo, o governo do Pará vai adiantar o pagamento da metade do 13º salário dos servidores ativos estaduais. O pagamento ocorrerá no início do mês de outubro. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (17) pela Secretaria de Estado de Planejamento e Administração (Seplad) demonstrando, mais uma vez, o esforço da atual gestão em manter o pagamento em dia dos salários do funcionalismo público.

“Nos dias 6 e 7 de outubro iremos antecipar os primeiros 50% do 13º. Ao todo, 100 mil servidores ativos serão beneficiados e a economia terá a injeção de R$340 milhões para ajudar na geração de renda, emprego e desenvolvimento econômico do Estado. A medida já havia sido feita no ano passado pela primeira vez na história, e agora vamos manter essa antecipação”, exaltou o governador do Pará, Helder Barbalho.

O adiantamento só se tornou possível por conta da política de equilíbrio fiscal adotada pela atual gestão. “O Governo vem sempre trabalhando por resultados em todas as áreas. Reflexo disso também são os bons indicadores da arrecadação estadual e o controle de gastos públicos, tornando possível o adiantamento”, ressaltou Hana Ghassan, titular da Seplad.

“Mesmo com a pandemia, a receita própria do Pará está em crescimento. Os efeitos, na receita estadual, foram muito menores do que em outros Estados. Em julho, o ICMS  do Pará registrou um crescimento  real de 12,9%, na comparação com o mesmo mês de 2019. Além de pagar em dia os servidores, o governo estadual pode manter o programa de investimento do Estado, ajudando a manter a construção civil em atividade e economia aquecida. No primeiro semestre deste ano, o Pará investiu 7% das receitas correntes líquidas (RCL) no  investimento próprio, o que equivale a R$ 928 milhões. Foi o Estado que  mais investiu com recursos próprios. No ano passado, o investimento foi 5% da RCL,  já no primeiro semestre de 2020 foi 7%”, explicou René de Oliveira e Sousa Júnior.

Continue lendo

Pará

MARABÁ: Com apoio de 9 partidos Tião Miranda vai buscar reeleição

Publicado

em

Com apoio de PDT, DEM, PSDB, Cidadania, Republicanos, PC do B, PT e Solidariedade, o PSD confirmou nesta quarta, 16, por meio de Convenção, o nome de Tião Miranda, como candidato a reeleição.

Tião Miranda fez durante o evento uma espécie de prestação de contas de tudo o que já executou em três anos e nove meses de governo e lembrou que quando assumiu o “barco estava naufragando”, mas ele calafetou e embarcação, recuperou e agora quer continuar cuidando para que continue a navegar.

Continue lendo
publicidade Bronze