Connect with us

Pará

MARABÁ: Inicia terraplanagem da 2º etapa das obras de extensão da Orla

Publicado

em

Na manhã desta quinta-feira (22), foi dado início ao processo de terraplanagem da segunda etapa da obra de extensão da Orla do Bairro Francisco Coelho, conhecido como Cabelo Seco. Durante a madrugada, os caminhões da Secretaria de Viação e Obras Públicas levaram piçarra ao local e, logo cedo, as máquinas iniciaram os trabalhos.

A obra faz parte de um conjunto de obras, que estão melhorando a vida do bairro pioneiro do nosso município. A construção do novo Núcleo de Educação Infantil Irmã Deodoro já está bem avançada, com a finalização do processo de cobertura. Após a conclusão dessa obra o antigo prédio será demolido. “Brevemente iremos unir também a creche, que fica na ponta. Já estamos construindo esse novo espaço mais amplo e climatizado, que fica na Avenida 5 de abril. Assim que ficar pronto, também iremos demolir e aumentar mais ainda a área de estacionamento, integrando a orla do cabelo seco”, explica Fábio.

Morador da região desde 1945, o aposentado Raimundo Coelho de Souza, 76 anos, conhecido como Xengo, comemora as mudanças que estão chegando. “Está ficando muito bom, vai trazer mais segurança. Tinha a ribanceira, dava problemas nas casas, fizeram as mudanças. É todo um processo que está ajudando os moradores da região. Aumenta a estrutura, aumenta a segurança, aumenta a movimentação e a animação aqui do bairro”, celebra.

A orla já é o local mais movimentado e procurado pelos visitantes da nossa cidade. O ponto é considerado por muitos como o mais bonito da orla, onde acontece o encontro dos rios, A expectativa é de que a obra impulsione ainda mais o turismo no principal cartão postal da cidade. Aumentando os pontos movimentados da orla,  fazendo ela ser melhor aproveitada em todo seu contorno .

Maria Lucinete Coelho, 51 anos, nasceu no bairro onde passou sua vida toda. Hoje divide a casa com outras nove pessoas, entre filhos, netos e noras. Ela também trabalha no local. A noite vende carne na chapa, em frente a sua residência e vê a expectativa crescer com o avançar das etapas da obra. “Vai melhorar o turismo, aumentar nossas vendas, aumentar a qualidade de vida. Melhorou a região toda e a tendência é melhorar ainda mais, estão de parabéns”, comemora.

Além do turismo, Fábio Moreira também ressalta outros pontos que devem ser valorizados, após a conclusão das obras. “A maioria das pessoas ali são pioneiras. Pessoas que vivem ali há muito tempo. Vai dar uma revigorada em um bairro que ficava em fim de rota. Quem entrava, saia pelo mesmo caminho. Agora avança a iluminação, segurança, turismo, valorização dos imóveis”, conclui.

A expectativa é que essa etapa de terraplanagem dure em torno de 15 dias. (Osvaldo Henriques / Fotos: Aline Nascimento)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

Pará vai dar CNH para jovens de baixa renda de forma gratuita

Publicado

em

Com o objetivo de formar, qualificar e habilitar jovens de baixa renda como condutores de veículos automotores, de forma gratuita, o Governo do Estado do Pará, por meio do Departamento de Trânsito do Estado (Detran), anunciou no último mês de junho a criação do Programa Social CNH Pai D’égua, voltado especialmente para a inclusão social e geração de emprego. E, nesta sexta-feira (17), será publicado no Diário Oficial o edital do programa, coordenado pelo Detran, que usará recursos próprios para a sua realização.

As inscrições vão começar na próxima terça-feira (21) e serão feitas exclusivamente pelo site do Detran, na opção “CNH Pai D’égua”, até o dia 30 de setembro. A relação final dos selecionados também será divulgada pelo site do órgão, no dia 4 de outubro.

“Esse é um momento especial. Foram dois meses de planejamento, desde o lançamento do programa, e agora a população já poderá se inscrever para tirar a sua habilitação de forma gratuita. Com isso, o Detran amplia seu raio de ação. Além de proteger as pessoas no trânsito, dando educação, sinalização e fiscalização, o órgão passa a auxiliar nessa agenda social, onde muitos precisam da CNH para se inserir no mercado de trabalho e não têm condições financeiras”, diz o diretor geral do Detran, Marcelo Guedes.

Serão disponibilizadas, neste primeiro momento, cinco mil vagas para atender todo o Estado do Pará, divididas em três mil vagas para a “CNH Metropolitana” (que contempla Belém, Ananindeua, Marituba, Benevides, Santa Bárbara e Santa Izabel do Pará)  e duas mil vagas para a “CNH Interior” (demais municípios). Serão reservadas 10% das vagas à obtenção da CNH Especial para Pessoas com Deficiência (PcD); 30% preferencialmente para mulheres; e 30% para estudantes entre 18 e 25 anos, desde que tenham concluído o ensino médio, com certificado ou declaração que comprove a sua escolaridade, emitido pela Secretaria de Estado da Educação do Pará (Seduc) ou equivalente. 

As categorias disponibilizadas aos candidatos são: primeira CNH categoria A ou B; adição das categorias A ou B; e mudança para categoria D, sendo que a quantidade de inscrições, por modalidade, é de 50% para a obtenção da primeira CNH; 25% para adição das categorias A ou B; e 25% para mudança para de categoria B para D.

Para ser beneficiado pelo programa, o candidato deve cumprir os seguintes requisitos: ter 18 (dezoito) anos de idade completos na data do requerimento; ser penalmente imputável; estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico); possuir curso fundamental comprovado por meio de certificado ou declaração emitida pela Secretaria de Estado da Educação, ou equivalente em outra Unidade Federativa; ter domicílio no Estado do Pará; não ter sofrido, nos 12 (doze) meses que antecedem a inscrição no programa, penalidades decorrentes de infrações de trânsito de natureza grave/gravíssima, ou não ser reincidente, no mesmo período, em infração média, da qual não caibam mais recursos na esfera administrativa; não ter sofrido, nos cinco anos que antecedem a inscrição no programa, condenações judiciais decorrentes de condutas praticadas no trânsito, estabelecidas em lei própria e da qual não caibam mais recursos; possuir Carteira de Identidade ou equivalente; estar inscrito no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF); e possuir Certidão Negativa de Antecedentes Criminais emitida pela Polícia Civil do Pará.  

MATRÍCULA – Após a publicação da lista com os selecionados, o candidato à habilitação terá o prazo de cinco de outubro a 12 de novembro para realizar sua matrícula e abertura do processo no Renach (Registro Nacional de Carteira de Habilitação). Esse procedimento será realizado obrigatoriamente de forma presencial nas unidades do Detran, não sendo permitido que o procedimento seja realizado via internet ou através de procuração. Se o prazo não for respeitado ou faltar alguma documentação, o candidato será desclassificado. Todas as demais regras podem ser observadas no edital. (Eduardo Vilaça)

Continue lendo

Pará

PALESTINA: Moradores devem protestar contra a Equatorial este final de semana

Publicado

em

Moradores do município de Palestina, na região de Carajás, Pará, estão organizando para o próximo sábado, 18, uma manifestação contra a empresa de energia elétrica Equatorial, pelos péssimos serviços prestados pela concessionária e o descaso com clientes.

Conforme os organizadores, todos os dias o fornecimento de energia vem sendo suspenso, sem nenhum tipo de justificativa, fato que tem prejudicado comerciantes, empresário, órgãos públicos e sociedade em geral.

O grupo pretende fazer um bloqueio parcial na rodovia Transamazônica, no trevo de acesso à cidade, a partir das 16h,

Continue lendo

Pará

Pará recebe nesta quarta-feira quase 40 mil doses de vacina contra a Covid-19

Publicado

em

Chegou a Belém, na tarde desta quarta-feira (15), a 81º remessa de vacinas contra a Covid-19, enviada pelo Ministério da Saúde. São mais 39.780 mil doses da Pfizer. Com mais essa remessa, o Pará totaliza agora 9.561.580 milhões de doses de imunizantes recebidos e destinados à população paraense, das quais, 3.338.590 são da CoronaVac/Sinovac; 3.806.550 da Oxford/AstraZeneca; 2.277.990 da Pfizer e 138.450 da Janssen.

De acordo com o secretário de Saúde do Pará, Rômulo Rodovalho, com mais remessa, o Estado segue avançando na imunização dos paraenses. “Nesse sentido, o Governo do Estado tem se esforçado para fazer a distribuição das doses de forma rápida e segura. Por isso, pedimos sempre que todos façam a sua parte e fiquem atentos aos calendários de vacinação dos municípios e não percam a oportunidade de se vacinar”, ressalta. 

A Sespa recomenda que as vacinas dessa remessa sejam utilizadas para a primeira dose de imunização de jovens entre 12 e 17 anos e o reforço para idosos com mais de 70 anos, imunodeficientes e transplantados. O calendário de aplicação das doses é definido e divulgado pelas Secretarias Municipais de Saúde. 

A equipe técnica da Sespa já trabalha no planejamento de distribuição e logística de entrega das doses aos Centros Regionais de Saúde. Desde a chegada da primeira remessa ao Estado, o envio está sendo feito por vias terrestre, aérea e fluvial, com o apoio da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup). As estratégias de aplicação serão definidas pelas Secretarias Municipais de Saúde. 

Até às 12 horas desta quarta-feira (15), o Pará já havia aplicado 6.989.161 milhões doses de vacina contra a Covid-19. Desse total, 4.288.118 milhões foram primeiras doses e 2.701.043 milhões correspondem à segunda dose dos imunizantes.

As informações sobre a vacinação são fornecidas pelas Secretarias Municipais de Saúde. A população pode acompanhar o andamento da campanha em todo o Estado na página do Vacinômetro. (Mozart Lira)

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze