Connect with us

Pará

MARABÁ: Pacientes recuperados enviam mensagens de apoio aos profissionais do Hospital Regional

Publicado

em

A batalha contra a Covid-19 no Hospital Regional do Sudeste do Pará Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, completou 1 ano na quarta-feira, 24. A unidade, que pertence ao Governo do Pará, prestou homenagens aos profissionais que estão na linha de frente de combate ao novo coronavírus que, na ocasião, também contou com apoio de pacientes recuperados da doença.

Com um mural repleto de mensagens em agradecimento, instalado pela Comissão de Humanização do Regional do Sudeste no corredor do hospital, os profissionais se emocionaram pelo carinho deixado por ex-pacientes, e até por familiares das pessoas recuperadas da Covid-19 na unidade.

Para o secretário de Saúde do Pará, Romulo Rodovalho, a iniciativa dos pacientes recuperados é um ato de gratidão pelo atendimento prestado. “Não deixa também de ser um exercício de otimismo para que continuem a atuar pela recuperação de outros pacientes ainda internados. Trata-se de uma conjunção de forças pelo bem-estar de todos os envolvidos”, destacou.

Valdejane Barros, assistente social e que está em contato diário com estes familiares, complementa que o reconhecimento do trabalho dos profissionais é reflexo do atendimento prestado por todos no hospital em busca da plena recuperação dos pacientes.

“Esse tipo de agradecimento fortalece ainda mais o trabalho que desenvolvemos, que é de sempre oferecer uma assistência humanizada e segura. Ficamos felizes com as homenagens e com todo carinho de nossos pacientes e seus familiares”, explicou.

Uma das mensagens no mural é o da autônoma Ligia Maria, que teve familiar atendido no HRSP. Com elogios e comparando os profissionais de saúde a heróis, sua mensagem destacou o respeito e admiração por quem luta diariamente pela vida.

“Agradeço de coração todo o atendimento prestado no HRSP, nunca duvidei da excelência do atendimento. Fomos muito bem recebidos e acolhidos, estarei todos os dias orando pelos profissionais desse hospital”, escreveu.

Para Paulino Santos, que recebeu alta após oito dias internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), sua recuperação só foi possível devido ao empenho e dedicação dos colaboradores.

Em sua mensagem, um agradecimento mais do que especial. “Agradeço de coração aos profissionais do hospital, que se dedicaram na minha recuperação. Obrigado a todos sem exceção por terem me ajudado a vencer essa doença”.

Já a médica Márcia Helena Casanova, que ficou internada 15 dias na UTI, ficou impressionada nesse período pelo tratamento humanizado que recebeu. Isso a motivou e deu forças para se recuperar da doença.

“Quando cheguei no hospital estava muito desanimada devido a doença, mas fui tão bem acolhida, que logo me senti entre amigos. Humanização no HRSP não é feita só na teoria, é feita na prática diariamente, o que me motivou a cada dia vencer essa doença terrível que já tirou tantas vidas”, comentou.

O HRSP conta hoje com 42 leitos exclusivos para pacientes dos casos mais graves do novo coronavírus, sendo 30 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e 12 de enfermaria.

Referência para 22 municípios do Estado, o Regional do Sudeste do Pará possui ao todo 115 leitos. A unidade já prestou assistência para cerca de 500 pacientes com a doença. O atendimento prestado pelo HRSP é 100% gratuito pelo SUS (Sistema Único de Saúde).  (Ederson Oliveira)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

Paragominas e Palmas empatam na Arena Verde

Publicado

em

Daylon marcou para o Paragominas, aos 24 minutos do primeiro tempo e aos 29, também da etapa inicial, Tchô empatou para o Palmas, a partida que terminou empatada por 1 a 1, na tarde deste domingo, no Estádio Arena Verde, em Paragominas. A partida foi válida pela nona rodada do Grupo 2 do Brasileiro da Série D.

SITUAÇÃO NO CAMPEONATO

Com o resultado, as equipes não avançam na competição. O Paragominas segue na sexta colocação com dez pontos, enquanto o Palmas permanece na sétima colocação com oito pontos.


O JOGO

A partida não foi movimentada até pouco mais da metade do primeiro tempo, quando as duas equipes buscaram e conseguiram fazer os gols. Mas no segundo tempo a partida caiu de produção, a marcação forte foi amarrando a partida e praticamente nenhuma chance clara foi criada. Apenas chutes sem muito perigo de fora da área.

PRÓXIMOS JOGOS

Na décima rodada, no próximo sábado (7), o Palmas recebe em casa, às 16 horas, no Estádio Nilton Santos, o último colocado da chave, o Tocantinópolis, que soma sete pontos. A partida ocorrerá no Estádio Nilton Santos, na capital tocantinense. É o clássico regional tocantinense.
Já o Paragominas recebe no domingo (8), o Juventude Samas (MA), às 16 horas, no Estádio Arena Verde, em Paragominas. (Futebol Interior / Foto: João Botelho)

Continue lendo

Pará

Em Belém, Remo vence CSA por 1 a 0

Publicado

em

O Remo bateu o CSA por 1 a 0 e ganhou justamente a posição do adversário na classificação da Série B. Assumiu neste domingo o 12° posto. No Baenão, em Belém, o único gol da partida saiu aos oito minutos do primeiro tempo, com o atacante Renan Gorne. O time alagoano perdeu a segunda consecutiva e volta para Maceió sob pressão.

O Remo abriu o placar logo na primeira chance. Erick Flores deu um drible desconcertante em Fabrício na área do CSA e serviu a Renan Gorne, que só teve o trabalho de empurrar para a rede, aos oito minutos. Aos 14, Gabriel lançou para Aylon, que finalizou com perigo, mas estava impedido. Não valeu o ataque do CSA. O jogo ficou morno e só esquentou aos 31, num chute colocado de Gabriel. Assustou o goleiro do Remo. Depois, o time alagoano rondou a área paraense, mas não foi efetivo.


O Remo teve a primeira oportunidade do segundo tempo. Lucas Tocantins, que havia acabado de entrar, passou fácil por Yuri e bateu por baixo. Thiago Rodrigues defendeu com dificuldades, com as pernas, e a zaga do CSA aliviou. Depois, o Remo passou a controlar mais o jogo. O técnico do CSA mexeu no ataque, mas o time continuou com enorme dificuldade para finalizar. Aos 29, Lucas Tocantins bateu cruzado, pela esquerda, e levou perigo ao gol do CSA. Aos 36, Dudu Beberibe acertou uma cabeçada na área do Remo e obrigou Vinícius a fazer uma boa defesa. Aos 38, Fabrício, do CSA, bateu falta com veneno e deu trabalho ao goleiro do Remo.

O Remo chegou a 19 pontos e fechou a 15ª rodada da Série B na 12ª colocação. Com 18, o CSA perdeu uma posição e caiu para o 13º lugar, com cinco pontos de vantagem para a zona do rebaixamento.

O CSA volta a jogar em Maceió no próximo sábado. Às 19h, recebe o Avaí no Estádio Rei Pelé. Antes, na sexta, o Remo faz outro jogo no Estádio Baenão, em Belém, desta vez contra o Operário-PR, às 16h. (Foto: Samara Miranda)

Continue lendo

Pará

Assista o Conexão Rural deste final de semana – Dias 31 e 1ª

Publicado

em

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze