Connect with us

Maranhão

MARANHÃO: Aged e Sagrima mobilizam criadores da Baixada Maranhense

Publicado

em

Nesta terça-feira (29), a segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa no estado completa 15 dias de mobilização dos criadores de bovinos e bubalinos. Até 14 de dezembro, o Governo do Estado espera contabilizar uma cobertura vacinal superior a 96,59%, registrada na primeira etapa da campanha, realizada nos meses de maio e junho.

Responsáveis pela coordenação da campanha e mobilização dos criadores maranhenses, a Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima) e seu órgão vinculado, a Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Maranhão (Aged), tem realizado uma série de eventos no interior do estado, sobretudo em municípios com maior número de rebanhos e com registros de menores índices de vacinação na primeira etapa da campanha.

No fim de semana, as instituições realizaram um Dia de Campo no município de Vitória do Mearim, para mobilizar os criadores da Região da Baixada Maranhense. “A Baixada Maranhense é uma região que sempre nos preocupa durante a campanha por ser uma área que sofre com alagamentos, o que dificulta sobremaneira o trabalho de vacinação do rebanho”, explica o Diretor Geral da Aged, Fernando Lima.

O evento de mobilização foi na Fazenda Ingaí, de propriedade do criador de bovinos e bubalinos, Raimundo Nonato Correa, com programação teórica – com palestras sobre a importância da vacinação e os impactos econômicos que a febre aftosa causa; e atividades práticas como demonstração de vacinação dos animais, a forma correta de armazenar, vacinar e de higienizar a pistola, orientadas pela veterinária do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Elisangela Coutinho Machado.

Campanha

De acordo com a chefe da Unidade Veterinária Local (UVL), da Regional da Aged em Arari, Jucielly  Campos de Oliveira, os criadores tem procurado com bastante frequência os escritórios da Aged na região para a comprovação da vacinação dos seus rebanhos. Em Vitória do Mearim, as três casas credenciadas para comercialização das vacinas contabilizam um bom número de vendas. “Durante a campanha, os ficais da Aged visitam diariamente as casas de vendas de vacinas, verificando a temperatura de acondicionamento e conservação das vacinas que devem estar entre 2 e 8 graus centígrados. Verificam, também, o estoque para que não faltem vacinas para os produtores”, explicou Jucielly Oliveira.

As casas de vendas de vacinas, aliás, são um termômetro de como está evoluindo a campanha nos municípios. Em Vitória do Mearim, até o dia 24, já haviam sido vendidas 8.660 doses de vacinas, 44% do estoque total do comércio da região, calculado em 19.660 doses.

Parciais

A partir desta terça-feira (29), a Aged deve divulgar os resultados parciais de vacinação e comprovação, na primeira quinzena da campanha. De acordo com Jucielly Oliveira, até a quinta-feira (24), 2.476 cabeças de bovinos e bubalinos haviam sido comprovadas no escritório local da Aged. O número corresponde a 8,50% do total do rebanho contabilizado no município, que é de 29.138 cabeças.

Em Arari, onde os estoques de algumas lojas que comercializam as doses de vacinas estão zerados, aguardando renovação, foram comprovadas, até a quarta-feira (23), as vacinações de apenas 683 animais – 1,48% do rebanho local. O município tem o maior rebanho da região, com 46.299 cabeças de bovinos e bubalinos, e já foram vendidas quase sete mil doses da vacina na cidade.

“Os números parecem desanimadores se considerarmos apenas o índice de comprovação, mas se compararmos com os números de doses de vacinas já vendidas avaliamos que a campanha segue em ritmo normal na região. Tradicionalmente, os criadores maranhenses costumam comprar as vacinas e comprovar as vacinações na segunda quinzena de campanha, sobretudo porque sabem que, mesmo após o término do período de vacinação – que se encerra no dia 14 de dezembro – terão mais 15 dias para comprovar que vacinaram seus rebanhos em um dos escritórios da Aged. Ou seja, mesmo quem vacinar o rebanho apenas no último dia de campanha, terá até 30 de dezembro para prestar contas com a Aged”, ressaltou Fernando Lima.

Inadimplentes

Mesmo assim, destacou o diretor, a Aged realizará, até o final da campanha, uma série de ações de mobilização dos criadores para garantir a vacinação e a comprovação junto aos seus escritórios. Ele lembrou que, sem a comprovação da vacinação durante a campanha, os animais serão impedidos de transitarem no estado, porque o criador inadimplente não conseguirá emitir a Guia de Trânsito Animal (GTA), documento exigido, também, para autorização de abates em matadouros municipais. “A cobrança da GTA reforça positivamente a campanha e estimula os criadores a cumprirem seu dever”, acredita o presidente da Associação dos criadores de Vitória do Mearim, Sergio Amorim.

Um bom exemplo a ser seguido é o do criador Realdo Bianchin Viero, que há 30 anos criando gado no Maranhão, não deixou de vacinar seu rebanho um único ano. Ele possui animais com mais de 20 anos, e que são vacinados por ele próprio – como faz questão de ressaltar – duas vezes por ano. “Vivo no Maranhão há 32 anos e acredito que dando o bom exemplo, estou incentivando os colegas criadores a fazerem o mesmo”, disse.

“O importante é manter a campanha neste ritmo otimista, não apenas na Baixada, mas em todos os municípios maranhenses – mesmo onde exista apenas uma única cabeça de gado. Assim, o resultado desejado de ver nosso estado livre da aftosa será um sonho definitivamente realizado”, acredita Fernando Lima.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Maranhão

IMPERATRIZ: UEMASUL segue com dois concursos públicos com 20 vagas para curso de Medicina

Publicado

em

Estão abertos dois concursos públicos com oferta de 20 vagas para atender o curso de Medicina, do Centro de Ciências da Saúde (CCS) da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UEMASUL), campus Imperatriz, objetos do Edital nº 01/2021 – GR/UEMASUL e do Edital nº 02/2021 – GR/UEMASUL.

O primeiro Edital, aberto até o dia 30 de dezembro de 2021, oferta 13 vagas para Professor Adjunto, com regime de trabalho de 40 horas semanais, tendo como pré-requisitos a graduação em Medicina, com Residência e Doutorado em áreas afins, com experiência profissional na área de atuação ou em docência.

O segundo Edital, com inscrições até dia 03 de janeiro de 2022, disponibiliza sete vagas para Professor Adjunto, com regime de trabalho de 40 horas semanais para as áreas e subáreas: Enfermagem, com as subáreas Obstetrícia e Saúde Pública; Fisioterapia; Farmácia; Ciências Biológicas, com as subáreas Morfologia e Fisiologia; Psicologia, com subárea Ensino e Aprendizagem e Educação (para graduados em Pedagogia).

Encerrados os períodos de inscrição para Professor Adjunto dos dois editais e não havendo candidatos inscritos, os editais serão reabertos com inscrição para Professor Assistente, que tem como pré-requisitos a graduação na área específica, com Residência e Mestrado em áreas afins. Só haverá inscrição para o cargo de Professor Assistente na inexistência de inscrição para o cargo de Professor Adjunto.

Os dois concursos são coordenados pelo Centro de Ciências da Saúde (CCS), campus Imperatriz, sob a orientação da Coordenação de Acesso ao Ensino Superior (CAES) e acompanhamento e supervisão da Comissão de Concursos da UEMASUL. Todas as informações, incluindo o calendário das etapas dos concursos estão disponíveis nos Editais, que podem ser acessados no sítio institucional da UEMASUL.

A seleção constará de prova escrita de conhecimentos, com leitura pública, de caráter eliminatório e classificatório; prova didática, de caráter eliminatório e classificatório e prova de Títulos, de caráter classificatório. 

O requerimento de inscrição deve ser protocolado no Protocolo Geral da UEMASUL, campus Imperatriz, localizado na Rua Godofredo Viana, 1300, Centro, das 8h às 12 horas e das 14h às 18 horas, acompanhado dos documentos obrigatórios, paginados e autenticados, do Currículo Lattes devidamente comprovado e comprovante de pagamento da taxa de inscrição.

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Fiscalização de vagas prioritárias de idosos, pessoas com deficiência e carga e descarga é intensificada

Publicado

em

Estacionar em vagas prioritárias destinadas às pessoas com deficiência e idosos é considerado infração de natureza gravíssima com multa no valor de R$ 293,47, além da perda de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O alerta é do coordenador-geral de Trânsito, Hodislan Maciel, que afirma a intensificação de ações de fiscalizações em vagas prioritárias em Imperatriz.

Segundo ele, os motoristas flagrados nestes locais, sem a devida autorização, podem ainda responder medida administrativa com a remoção do veículo, que somente será liberado após a regularização junto à Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Setran). “É preciso mais conscientização dos condutores para que respeitem a importância dessas vagas para quem tem direito a elas”, pontou.

Ele observa que devido ao final de ano aumentou o número de veículos em circulação no setor comercial, inclusive de outras cidades e estados, ocupando indevidamente vagas prioritárias destinadas aos idosos, pessoas com deficiência, carga e descarga de mercadorias. “Nós seguiremos intensificando as fiscalizações dessas vagas, inclusive em áreas de shoppings e supermercados”, garantiu.

Hodislan Maciel ressalta ainda que, além da fiscalização dos agentes de trânsito, haverá o suporte do sistema de videomonitoramento da Setran para identificar os veículos que estejam desrespeitando essa norma prevista no Código de Trânsito Brasileiro, CTB. “Nossas equipes realizam patrulhamento viário em todos esses locais para verificar o cumprimento das vagas prioritárias”, concluiu.

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Superintendência de Iluminação pública agiliza atendimento via call center, aplicativo e presencial na Sinfra

Publicado

em

O superintendente de Iluminação Pública, Francisco Vaz, assinala que nova empresa Cosampa realiza, em ritmo acelerado, trabalho de manutenção corretiva e preventiva do sistema de iluminação pública de ruas e avenidas dos bairros e povoados do município de Imperatriz. “Nós estamos trabalhando na recuperação de luminárias apagadas, inclusive com pronto-atendimento à população através do call center 0800 006 1636, 24 horas, sete dias por semana”, destaca.

Segundo ele, o suporte ao atendimento de manutenção também pode ser feito através do aplicativo Cidade Iluminada, ou presencialmente na Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sinfra), junto à Superintendência de Iluminação Pública (SIP), situada na rua “Y”, no bairro Nova Imperatriz.

“Nós registramos mais de 250 atendimentos somente neste primeiro dia de funcionamento do call center, onde dispomos de quatro equipes trabalhando em ritmo acelerado na substituição de lâmpadas queimadas e/ou danificadas nas vias de Imperatriz”, garantiu ele.

Francisco Vaz assinala que estão sendo feitos cerca de 60 atendimentos diariamente pelas equipes de manutenção devendo, em pouco tempo, suprir a demanda da população na reposição de lâmpadas queimadas, contribuindo para melhoria da segurança pública, evitando a escuridão e vias totalmente iluminadas.

O superintendente disse ainda que técnicos iniciaram a montagem da decoração natalina em vários órgãos, instituições e vias públicas preparando a cidade para o clima natalino e de ano novo em Imperatriz.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze