- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
sexta-feira, 20 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

MARANHÃO: Assalto a agência do Banco do Brasil de Barra do Corda é frustrado

Mais Lidas

Os momentos de terror de componentes da família do gerente do Banco do Brasil da cidade de Barra do Corda, acabaram ainda na manhã desta quinta-feira (30).

O filho do gerente Hélio Vieira Cruz, identificado apenas como Weverton, foi libertado junto com mais outros membros da família, a esposa de Weverton, a filha do casal, de pouco mais de um ano, um primo dele e a babá, fato ocorrido na Estrada do Arroz, logo depois da entrada de acesso ao balneário Imbiral.

Os cinco haviam sido sequestrados por volta das 8h da manhã desta quinta-feira, por três elementos que chegaram na casa de Weverton, quando ele e a esposa estavam saindo, para levar a filha ao médico.

O filho de Hélio foi obrigado a ligar para o pai e dizer para hospedar dois amigos dele em Barra do Corda. Quando os supostos amigos chegaram na casa do gerente em Barra do Corda, ele desconfiou, fechou a porta e subiu para o andar superior. Em seguida, ligou para a Polícia Militar em Barra do Corda, que fez diligências mas não conseguiram prender os acusados.

Foi dado o alarme aqui em Imperatriz, a Polícia Militar entrou em campo, e por isso os sequestrados que estavam no veículo Chevrolet Astra (placa NHD-8052 Imperatriz) sob a mira das armas de dois bandidos, foram liberados. Os bandidos, fugiram no veículo Fiat Idea, cor prata e até o início da noite de ontem, ainda não tinham sido localizados e presos. Os depoimentos das vítimas devem acontecer hoje. O gerente Hélio Vieira Cruz viajou ainda ontem para Imperatriz. Hélio Cruz era o gerente da agência da Bernardo Sayão do Banco do Brasil. Ele foi transferido há poucos meses para a gerência de Barra do Corda.

“Sapatinho”

O bando que segundo o comandante do 3º BPM, Aldimar Zanoni, é composto por oito assaltantes, na verdade tentou aplicar o modus operandi de assaltos a bancos, conhecido por “sapatinho”.

Nessa ação criminosa os bandidos fazem inicialmente a rotina do gerente, em seguida tomam ele e a família como reféns, na noite anterior e no dia seguinte, enquanto uns ficam com a família em um cativeiro, os demais vão para o banco com o gerente e roubam o dinheiro. (O Progresso)

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias