- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
quarta-feira, 06 / julho / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

Maranhão bate recorde em cobertura vacinal contra aftosa

Mais Lidas

O secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Pesca, Cláudio Azevedo, e o diretor geral da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Maranhão (Aged), Fernando Lima, anunciaram em entrevista coletiva, nesta terça-feira (5), no auditório da Aged, os resultados oficiais da primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa no Maranhão.

A cobertura vacinal no estado alcançou 96,59% dos 7,2 milhões de gados bovino e bubalino, a maior em 10 anos. “Isso se deve à prioridade do Governo do Estado em erradicar a aftosa no Maranhão e ao empenho dos criadores. Estamos comemorando esses números, já que eles contribuirão, em dezembro, para a conquista da classificação de zona livre da febre aftosa com a vacinação”, afirmou o secretário Cláudio Azevedo.

Em 2011, a primeira etapa aconteceu de 1º a 31 de maio, prorrogada até 15 de junho, com prazo de comprovação da vacina até o último dia 27. De acordo com o levantamento realizado pelas unidades regionais da Aged, todos os municípios maranhenses apresentaram aumento no índice de vacinação. Em Zé Doca, o índice de vacinação, estimado em 70%, chegou a 94%. Em Açailândia, foi registrada cobertura de 99,85%.

O diretor geral da Aged, Fernando Lima, detalhou as estratégias no combate à aftosa no estado. “Coletamos os índices das últimas quatro campanhas e direcionamos uma estratégia para as áreas onde os números foram menores. Além disso, antecipamos a divulgação da campanha chamando os criadores para que vacinassem seus gados, propomos aos servidores e funcionários da Aged condições de se engajarem em campo e promovemos programas e palestras junto às comunidades. O resultado foi esse, um índice excelente em níveis local e nacional”, explicou.

Até o primeiro semestre de 2012, o estado deve receber ainda o reconhecimento internacional por meio da Organização Internacional de Epsotias (OIE) para comercializar carne com os principais mercados mundiais.

O presidente da Associação de Criadores do Maranhão (Ascem), Marco Túlio Dominici, comemorou a novidade. “Hoje é um dia festivo. Graças ao empenho da iniciativa privada, nós, criadores, aliados ao Governo do Estado, estaremos livres da aftosa. Para 2012, temos a convicção que exportaremos, pela primeira vez, nossos animais via Porto do Itaqui”, destacou.

Também participaram da coletiva o coordenador do Programa Estadual de Combate à Febre Aftosa, Robson Claro, e o presidente do Fundo de Desenvolvimento da Pecuária, Osvaldo Serra.

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias