Connect with us

Maranhão

MARANHÃO: Cesta básica em São Luís chega a R$ 190,18

Publicado

em

O valor da cesta básica em São Luís no mês de abril atingiu o valor de R$ 190,18. De acordo com os cálculos do Instituto de Estudos Socioeconômicos Cartográficos (Imesc), em relação ao mês de março, a cesta básica teve um acréscimo de R$ 1,16, o que equivale a uma variação de 0,61 %. O presidente do Imesc, Fernando Barreto, enumerou que os principais produtos que ocasionaram essa elevação foram o feijão com alta de 15,8%; leite, 6,1%; tomate, 5,6%; farinha, 5,5%; e açúcar com 1,7%.

De acordo com o levantamento do Imesc, o trabalhador que ganha um salário mínimo por mês compromete 37,3% de sua renda na aquisição dos 12 produtos que compõem a cesta básica: carne, leite, feijão, arroz, farinha, tomate, pão, café, banana, açúcar, óleo e manteiga e são necessárias 82 horas e 2 minutos de trabalho para a compra desses produtos levando-se em consideração uma jornada de trabalho de 220 horas mensais. Dessa forma, explica Barreto, “restam 62,7% do seu salário para outras despesas como habitação, vestuário, transporte, higiene e lazer”.

Em relação as 17 capitais em que o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio-Econômicos (Dieese) calcula a cesta básica, o presidente do Imesc informou que os valores foram em Porto Alegre (R$ 268,72), São Paulo (R$ 261,39), Rio de Janeiro (R$ 253,13), Vitória (R$ 244,07), Manaus (R$ 241,52), Florianópolis (R$ 239,67), Belo Horizonte (R$ 239,06), Curitiba (R$ 238,71), Brasília (R$ 237,76), Belém (R$ 227,04), Natal (R$ 223,22), Salvador (R$ 220,00), Recife (R$ 214,48), Goiânia (R$ 206,46), João Pessoa (R$ 203,86), Fortaleza (R$ 187,21) e Aracaju (R$ 184,97).

Dessas capitais, 16 tiveram aumento no valor da cesta básica. Os índices de elevação foram Natal (12,09%), Belo Horizonte (6,55%), Recife (6,17%), Salvador (5,41%), Rio de Janeiro (5,37%), Belém (5,25%), Vitória (5,10%), Porto Alegre (4,53%), Manaus (4,41%), Florianópolis (4,30%), João Pessoa (3,86%), Curitiba (3,20%), São Paulo (3,01%), Fortaleza (2,62%), Aracaju (1,80%) e Brasília (0,57%). Somente Goiânia registrou um decréscimo de -0,22%.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Maranhão

IMPERATRIZ: Imagem inusitada nas Quatro Bocas

Publicado

em

Nesta noite de sábado, 29, uma cena chamou atenção dos frequentadores da região das Quatro Bocas, na cidade de Imperatriz, na região Tocantina, no estado do Maranhão.

Uma mulher foi vista comendo panelada, uma comida tradicional da região, em trajes, digamos, bem à vontade. Depois de comer, a mulher embarcou em um mototáxi e foi embora.

Continue lendo

Maranhão

Flávio Dino solicita antecipação da campanha de vacinação da gripe no Maranhão

Publicado

em

Na última reunião do ano do Conselho Nacional da Amazônia Legal, nesta quinta-feira (26), o governador Flávio Dino solicitou ao presidente do Conselho e vice-presidente da República, Hamilton Mourão, que seja antecipada a campanha de vacinação da gripe (influenza). 

“No Maranhão começou o período de chuvas e as síndromes gripais começam a aparecer. É muito importante antecipar a vacina da gripe para proporcionar melhores condições operacionais no combate ao coronavírus e à influenza”, disse o governador. 

Meio Ambiente

Na reunião virtual, o governador divulgou ainda que em 2020, o Maranhão apresentou um menor número de queimadas, quando comparado com o ano anterior. “Agora, aqui no Maranhão, as queimadas começam fortemente a declinar. O nosso indicador de 2020 foi menor que o 2019 e ficou abaixo média histórica do Maranhão, no que se refere a queimadas, focos de incêndio”, disse o governador ao ressaltar a atuação do Governo do Estado por meio do Corpo de Bombeiros e secretarias do Meio Ambiente e Agricultura, em conjunto com produtores e agricultores de todo o estado. 

Outro tema abordado durante o encontro foi o Zoneamento Ecológico Econômico (ZEE). O Maranhão já concluiu todo o zoneamento do Bioma Amazônico e está em fase de execução do bioma Cerrado-Costeiro. “Até meados de 2021 teremos 100% do território com maranhense com o ZEE aprovado em lei na Assembleia Legislativa do Maranhão”, afirmou Dino. 

O governador questionou ainda sobre o repasse de recursos do Fundo da Amazônia e sugeriu a temática da bioeconomia, com maior sinergia entre setor público e o privado. “No Maranhão nós temos muitas possibilidades de arranjos produtivos significativos e ter um PPP da produção, da bioeconomia, seria uma boa oportunidade para geração de trabalho no estado”, finalizou o governador.

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Governo vistoria obras de pavimentação e reforma do prédio da AIL

Publicado

em

O titular da Secretaria de Estado Extraordinária da Região Tocantina (SEERT), Pastor Luiz Carlos Porto, vistoriou as obras realizadas pelo Governo do Estado na cidade de Imperatriz. Ele informou que após a pandemia do coronavírus (Covid-19) serão vistoriadas obras em outros municípios que estão na área de abrangência da SEERT.

No Parque São José, a principal reivindicação dos moradores era o asfaltamento do segmento da Rua Rui Barbosa, uma das principais artérias do bairro, que foi incluída no programa Mais Asfalto. Outra via beneficiada com as obras da gestão estadual é a Rua do Buritizal, no Parque das Palmeiras II. 

O secretário Luiz Carlos Porto explicou que várias ruas estão sendo beneficiadas, incluindo as vias em periferias. “O secretário de Infraestrutura, Clayton Noleto, vem realizando um grande trabalho”, afirmou.

AIL

Entre as obras vistoriadas pelo secretário Luiz Carlos Porto encontra-se a de restauração do prédio que abriga a Academia Imperatrizense de Letras (AIL), um dos mais suntuosos e antigos da cidade.

Por determinação do governador Flávio Dino, as obras continuam aceleradas, a expectativa é que o prédio seja entregue à população de Imperatriz até o dia 15 de dezembro.

Na companhia do presidente da AlL, Raimundo Trajano Neto, o secretário Luiz Carlos Porto tem acompanhado o trabalho dos operários, que seguem o projeto de reforma preservando a originalidade da bela arquitetura do prédio.

Aprovado pela unanimidade dos acadêmicos, a partir de sua reinauguração o prédio será nomeado como Paço da Cultura Sálvio Dino, em homenagem ao saudoso acadêmico Sálvio Dino, falecido recentemente.

Continue lendo
publicidade Bronze