Connect with us

Maranhão

MARANHÃO: Começa operação para retirada de navio com rachadura

Publicado

em

Técnicos do estaleiro que construiu o navio Vale Beijing já estão em São Luís para analisar a forma de consertar a rachadura no cargueiro. A operação de retirada do navio do porto de Ponta da Madeira começou agora há pouco.

O navio cargueiro Vale Beijing, que está atracado desde o domingo (4) com uma rachadura no casco no porto de Ponta da Madeira, em São Luís, não apresentou vazamento de óleo ou minério de ferro no mar, informou nesta terça-feira (6) o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis).

Segundo a Superintendência do instituto no Maranhão, o Comitê de Prevenção e Atendimento a Emergências Ambientais (Copaem), que esteve no terminal nesta segunda (5), “não observou derramamento de minério ou de combustível no mar”.

O navio fabricado pela empresa coreana STX Pan Ocean, um dos maiores graneleiros do mundo, apresentou problemas do domingo, quando era carregado com cerca de 360 mil toneladas de minério de ferro com destino ao porto de Rotterdam, na Europa.

Segundo a Capitania dos Portos do Maranhão, houve o que a princípio seria uma rachadura no casco, e o fato foi comunicado à Marinha. Desde então, o navio ficou atracado e técnicos avaliam a origem do problema.

De acordo com a Capitania dos Portos, o navio foi deslocado nesta terça do píer para uma área mais profunda e segura, a cerca de 9 km da costa, para que as primeiras inspeções tenham início. Por volta das 13h, equipes da capitania, engenheiros da Marinha e engenheiros da empresa fabricante do navio se dirigiram para o local para dar início à avaliação.

Conforme o Ibama, durante uma operação de carregamento de minério de ferro na madrugada de domingo (4), dois tanques de lastro romperam e a água do mar começou a entrar no interior desses dois tanques, comprometendo a estabilidade da embarcação.

A Vale informou na noite desta segunda que “está acompanhando” as tratativas entre a STX Pan Ocean, proprietária do navio Vale Beijing, o DNV, órgão classificador da embarcação e as autoridades responsáveis. A mineradora ainda não se manifestou sobre o incidente nesta terça.

A STX Pan Ocean tem um contrato de afretamento da embarcação com a mineradora brasileira. Na nota divulgada pela empresa, a Vale não esclareceu se as operações no terminal estão paradas ou se foram afetadas pelo problema com a embarcação. (iMirante)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Maranhão

ESTREITO: Orla corre risco de desmoronamento

Publicado

em

A Defesa Civil informou que há riscos de desmoronamento em partes da estrutura da Orla, na cidade de Estreito, na região Tocantina maranhense, que faz divisa com o Bico do Papagaio.

A Prefeitura solicitou que a população não ultrapasse as áreas interditadas que estão identificadas com as fitas zebradas.

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Marginais estão saqueando casas alagadas

Publicado

em

Famílias da cidade de Imperatriz, na região Tocantina, sul do Maranhão, que faz divisa com o Bico do Papagaio, em São Miguel, além de passagem por sérias dificuldades por conta da enchente do Rio Tocantins, estão sendo vítimas de criminosos que estão saqueando as casas durante a madrugada.

Os marginais estão roubando telhas e fiação elétrica das residências.

A Polícia Militar de Imperatriz deflagrou a “Operação Anfibius” para caçar os delinquentes. A operação, que irá ocorrer até a normalização do nível do Rio Tocantins, com patrulhamento nas áreas alagadas com utilização de carros e lanchas.

Continue lendo

Maranhão

Técnico de enfermagem é suspeito de furtar medicamentos da rede pública no Maranhão

Publicado

em

Um técnico de enfermagem, pertencente a Rede Municipal de Saúde de Santa Luzia, a 294 km de São Luís, foi preso na tarde de domingo (16) suspeito de furtar medicamentos do hospital do município. A prisão foi realizada pela Polícia Militar (PM) após denúncia anônima.

A PM foi informada que o técnico de enfermagem, de 46 anos, que não teve a sua identidade revelada, aproveitava os plantões de fim de semana para praticar os furtos. A polícia revistou o carro do funcionário e no local foram encontrados alguns medicamentos do hospital público.

A polícia apreendeu frascos, de pelo menos, oito tipos de medicamentos. Além disso, foi encontrada uma carteira de identidade com a foto dele e o nome de outro homem. Também havia com ele um bloco de receita de controle especial, que fica sob responsabilidade do diretor do hospital e que somente o diretor deveria liberar esse documento.

Os policiais ainda apreenderam também carimbos em nome de dois médicos. O técnico de enfermagem foi apresentado na delegacia de Polícia Civil de Santa Inês.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze