- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
sexta-feira, 01 / julho / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

MARANHÃO: Cozinha Comunitária beneficiará mais de 4 mil famílias em comunidades quilombolas de Alcântara

Mais Lidas

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (Sedagro) implantará na comunidade quilombola Marudá e entorno, em Alcântara, o Projeto de Cozinha Comunitária, que beneficiará diretamente 4.195 famílias e 13.280 indiretamente.

A implantação do projeto foi discutida na sexta-feira (4), durante seminário realizado em Alcântara, com a participação de representantes da Sedagro, Secretaria Extraordinária de Estado de Igualdade Racial (Seir), do Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), Prefeitura Municipal e quilombolas da comunidade Marudá.

O Cozinha Comunitária a ser implantado no Maranhão é fruto de convênio celebrado entre o MDS e a Sedagro. Em Marudá, está na fase de elaboração do Projeto Básico e Arquitetônico. O ministério e o Governo do Estado vão investir recursos da ordem de R$ 450 mil.

De acordo com o técnico da Sedagro, Emílio Velloso, as metas do Projeto Cozinha Comunitária são garantir o acesso de famílias em situação de vulnerabilidade social e insegurança alimentar grave à alimentação de qualidade. Nesse contexto, está prevista a produção e distribuição da quantidade mínima de 100 refeições saudáveis diariamente, a um preço acessível de R$ 0,80 (oitenta centavos), privilegiando a produção local.

É também meta do projeto ampliar o atendimento aos beneficiários da Rede de Proteção Social em situação de insegurança alimentar, por meio da oferta de refeições saudáveis; e ainda potencializar e estimular a produção agropecuária na comunidade quilombola de Marudá e em seu entorno, criando oportunidade de emprego e geração de renda para as famílias.

Além da apresentação do projeto técnico da Cozinha Comunitária de Marudá, pela Sedagro, fez parte da programação do seminário palestra sobre a sensibilização e acordo de convivência da comunidade, ministrada por técnicos da Secretaria Municipal de Assistência Social.

Já a Seir debateu a importância da reparação dos direitos das comunidades quilombolas na questão ética/racial, enquanto a  Secretaria Municipal de Agricultura de Alcântara discutiu importância da agricultura familiar na produção de alimentos para o projeto Cozinha Comunitária. Finalizando, o MDS deu orientações para o sucesso do projeto e apresentou experiências exitosas de outros estados.

Seis Projetos de Cozinha Comunitária estão em implantação no Brasil, no Norte de Minas Gerais (2), Pará (1), Pernambuco (1), Bahia (1) e Maranhão (1).

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias