Connect with us

Maranhão

Maranhão dá início à vacinação contra coronavírus no estado

Publicado

em

O Maranhão deu início na noite desta segunda-feira (18) à vacinação contra o coronavírus no estado. Os primeiros vacinados foram cinco pessoas recebidas pelo governador Flávio Dino no Palácio dos Leões.

A técnica em enfermagem Egle Martins foi a primeira, em meio a muitos aplausos. Ela relembrou os momentos difíceis e sofridos, mas acrescentou ser “gratificante ter a oportunidade de ajudar o próximo, que é o bem maior que temos que fazer”.

Para Flávio Dino, esta “é uma grandiosa conquista, um grande passo, mesmo que falte muito. Mesmo que os raios de sol ainda despontem muito tênues no horizonte, eles existem”.

“Demos um grande passo. Tenho um oásis de alegria num imenso vale de lágrimas”, acrescentou o governador, fazendo uma referência às vítimas recentes em Manaus e ressaltando a importância do SUS (Sistema Único de Saúde).

Emocionado, o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, que foi buscar a vacina em São Paulo, agradeceu a todos os profissionais da saúde “que nos permitiram chegar aqui”. Para ele, a vacina “é um mecanismo seguro e eficaz que vai nos permitir vencer a doença”.

As vacinas foram produzidas pelo Instituto Butantan e enviadas ao Maranhão pelo Ministério da Saúde. Foram enviadas 164.240 doses nesta etapa, sendo duas para cada pessoa.

Para continuar existindo

As outras quatro pessoas vacinadas durante o evento no Palácio dos Leões foram a médica infectologista Conceição de Maria Pedroso e Silva de Azevedo, a enfermeira Sônia Maria Carvalho de Matos, o fisioterapeuta Henrique Lott Carvalho Novaes Sobrinho e a indígena da Aldeia Arariboia Fabiana Guajajara.

Tanto os profissionais da saúde quanto os indígenas estão incluídos nesta primeira etapa de vacinação.

A indígena Fabiana Guajajara cantou uma música no dialeto tupi em referência ao momento da imunização. “Vacinar é preciso para continuar existindo”, afirmou.

“A gente vê o SUS se agigantando, mostrando que é capaz para absorver todo esse atendimento. Hoje eu tenho um respeito muito maior pelo SUS”, disse a médica infectologista Conceição Pedroso.

Para o fisioterapeuta Henrique Lott, “um fio de esperança vem com essa vacina, o que vem agregar ainda mais a tantas lutas que nós, profissionais da saúde, fizemos. E valorizar os entes queridos que já perderam as vidas por causa do coronavírus”.

A enfermeira Sônia Matos ressalta que a vacina “é de suma importância” após tantas perdas de vidas. “Peço para todos se vacinarem”.

A distribuição

As primeiras vacinas chegaram ao Maranhão na noite desta segunda por avião, que pousou no aeroporto internacional de São Luís

Agora, as doses serão transportadas para todos os municípios do Maranhão por três aviões, três helicópteros e 30 automóveis, a partir das 7h desta terça-feira (19).

O responsável pela distribuição dentro do estado é o Governo do Maranhão. Aos municípios cabe aplicar as vacinas. E o governo federal é o responsável por fornecer a vacina.

A estimativa é que a vacina esteja em todas as cidades do Maranhão até quarta-feira (20). São 2.124 salas de vacinação em todo o estado, sendo possível ampliar para 2.500.

Todo o transporte é acompanhado de escolta policial. A movimentação acontece em conjunto com o Corpo de Bombeiros, a Polícia Civil e o Centro Tático Aéreo.

Públicos

Nesta primeira etapa, são vacinados os grupos determinados pelo Ministério da Saúde. Existem três fases nesta etapa. Na primeira fase, são trabalhadores de saúde; pessoas de 75 anos ou mais; pessoas de 60 anos ou mais em asilos; população em situação de rua; população indígena, povos e comunidades tradicionais ribeirinhas e quilombolas.

Na segunda fase, são os idosos de 60 a 74 anos. Na terceira fase, são pessoas com diabetes mellitus; hipertensão arterial grave; doença pulmonar obstrutiva crônica; doença renal; doenças cardiovasculares e cerebrovasculares; indivíduos transplantados de órgão sólido; anemia falciforme; câncer; e obesidade grave, com Índice de Massa Corporal igual ou maior que 40 (IMC≥40).

A estimativa é de 1,75 milhão de pessoas nesta primeira etapa, ainda sem data prevista para terminar. Os demais serão vacinados após essa fase, em cronograma também a ser definido pelo Ministério da Saúde.

Agulhas e seringas

Desde o fim de semana, o Governo Maranhão também está entregando 4 milhões de seringas e agulhas para os municípios usarem na primeira fase da vacinação. E uma nova leva está sendo comprada.

“A prefeitura de São Luís já nos pediu no domingo que entregássemos seringas, agulhas e luvas. Faremos isso para a prefeitura de São Luís e todas aquelas que estão nos pedindo”, afirmou o governador.

Contraindicações

A vacina não é indicada para pessoas com menos de 18 anos, gestantes e quem tenha reação anafilática confirmada a qualquer componente da vacina.

Prevenção

A máscara, o distanciamento e a higiene das mãos continuam fundamentais para o combate à doença. Isso tudo só será deixado de lado quando toda a população estiver vacinada.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Maranhão

ALCÂNTARA: Município atinge 100% da população adulta imunizada contra a Covid-19

Publicado

em

Alcântara é a primeira cidade do país a atingir a totalidade da vacinação de sua população adulta contra a Covid-19. Para comemorar o alcance, evento foi realizado no município, nesta quarta-feira (16), na Praça da Matriz. Na ocasião, o governador Flávio Dino parabenizou os esforços dos profissionais da saúde e da população. O Maranhão já se destacava entre os estados com melhor desempenho no combate à Covid-19, e agora, Alcântara possui o melhor índice de vacinação do país. Foram cerca de 15 mil pessoas imunizadas com a primeira dose no município.

A marca histórica de 100% de vacinação dos adultos na cidade foi possível com reforço da iniciativa do Arraial da Vacinação, criado pelo Governo do Estado, para acelerar a imunização contra a doença. O arraial, que iniciou em Paço do Lumiar, se estende a outras cidades do Maranhão, tornando mais ágil e acessível a vacina contra a Covid-19 aos públicos prioritários. 

“A primeira dose alcançando toda a população de Alcântara. A segunda dose, tenho certeza que terá o mesmo êxito. Teremos ainda uma premiação, que será um sorteio, no Estado inteiro, para todas as pessoas se animarem a cumprir o itinerário completo da vacinação. Alcântara hoje entra para a história do combate à pandemia no Maranhão e no Brasil. É a primeira cidade brasileira que completa a primeira dose em toda a população adulta. Vamos avançar na segunda dose e também, em outras cidades do Maranhão”, frisou o governador Flávio Dino. 

O governador destacou que o Arraial da Vacinação prossegue até dia 30 de junho, para que outros municípios tenham o êxito de Alcântara. “Tivemos oferta para toda a população vacinável adulta, segundo o Plano Nacional de Imunização. E o Arraial prossegue, sempre com esse espírito de mutirão e união. O Governo do Estado apoiando a prefeitura de Alcântara, e outras prefeituras, para que alcancem idêntica conquista”, enfatizou Flávio Dino.

O secretário de Estado de Saúde (SES), Carlos Lula ressaltou que “fomos atrás de toda a população, em povoado, quilombo, para vacinar toda a população adulta e não deixar ninguém sem imunizar”. Para garantir o alcance da imunização no município, a SES destacou equipes da Força Estadual de Saúde do Maranhão (Fesma). São enfermeiros, aplicadores e digitadores que, em conjunto com os profissionais municipais, colaboraram para o avanço do processo de vacinação.

O prefeito de Alcântara, Willian Guimarães da Silva, enfatizou a sorte do município com o êxito. “Estamos em um dia de sorte. Alcântara vive um momento privilegiado, de agradecimento à Deus, à população e, principalmente, às equipes de saúde. Assim, dizemos ao Maranhão e ao Brasil que Alcântara é a primeira cidade a vencer a primeira etapa no combate à Covid-19, com 100% de vacinação”, frisou o prefeito. 

“É um orgulho e agora uma emoção, uma conquista muito grande para nós alcanterenses, que estávamos lutando todo o tempo. Eu, que sou coreira e vim de um quilombo, agradeço muito por essa vacina ter chegado e sermos o primeiro município a ter toda a população vacinada. Para aquelas pessoas que estão com medo de se vacinar, que venham, não tenham medo, pois essa é a única forma de combater este vírus”, disse a coreira do quilombo Só Assim, Élida Raquel Diniz. 

A aposentada Maria da Natividade alerta que “a vacina é necessária, pois essa doença não é brincadeira, é um perigo e precisamos vacinar, sem medo, pois é para nossa saúde, para nossa família e para que todos que amamos ao nosso redor”. 

Alcântara possui 22.112 habitantes. O município é caracterizado pela grande presença de quilombolas, um dos grupos prioritários da campanha de vacinação contra a Covid-19. O município possui a média de 204 comunidades quilombolas, onde vivem mais de 3,3 mil famílias. 

Presentes ao evento, os secretários de Estado de Comunicação Social (Secom), Ricardo Capelli; de Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid), Márcio Jerry; do presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema), Othelino Neto; do deputado estadual, Roberto Costa; e autoridades locais.

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Carreata abre programação de combate ao trabalho infantil

Publicado

em

O Dia Mundial de Combate à Exploração do Trabalho Infantil em Imperatriz foi marcado por carreata realizada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, na manhã de sábado,12. As avenidas Getúlio Vargas, Dorgival Pinheiro, Santa Tereza, entre outras ruas do centro da cidade, compuseram o percurso. Participaram do momento todos os órgãos da Rede de proteção à criança e ao adolescente como Conselho Tutelar, programas da Sedes, CMDCA e outros. Ao final, foi entregue café individual aos participantes. As atividades não se limitam apenas ao dia 12, mas seguem até o próximo dia 30 e alcançam também a zona rural da cidade.

A data foi instituída pela Organização Internacional do Trabalho no ano de 2002, para conscientizar sociedade em geral, trabalhadores, empregadores e governos de todo o mundo contra o trabalho infantil. Janaína Ramos, secretária da Sedes, faz o alerta: “Os dados de trabalho infantil são alarmantes, sabemos que a própria pandemia tem contribuído para isso. Precisamos unir forças para combater esta prática!”.

De fato, o que apontam as manchetes de vários jornais brasileiros e órgãos de apoio à infância e adolescência, é que esta exploração voltou a crescer no mundo. Informações do site da Unicef mostram que 160 milhões de crianças e adolescentes são vitimas da prática mundialmente. O mesmo site informa que, no Brasil, antes da pandemia, já havia mais de 1,7 milhão de crianças e adolescentes nessa situação, e até 2022 o quadro tende a piorar, potencializado com a pandemia da Covid-19.

A articuladora do Selo Unicef na Sedes, Milaelly Santos, explica que “serão realizadas neste mês, ações especiais voltadas ao combate desta prática, cujo tema deste ano é “Dignidade é dignidade, não se negocia”. Moradores da zona rural também estão incluídos no público das atividades, para que o máximo de pessoas tomem conhecimento e apoiem a causa”, disse.

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Prefeitura prorroga decreto que flexibilizou atividades

Publicado

em

A Prefeitura de Imperatriz prorrogou na sexta-feira (11), a vigência do decreto nº 034 de 05 de maio, que determinou flexibilizações de atividades em Imperatriz. O documento nº 041 é válido até o dia 22 de junho de 2021, quando novas medidas serão tomadas ou novamente prorrogadas.

A redação do artigo 1º do decreto diz: “Ficam prorrogadas até o dia 26 de Junho de 2021 as medidas restritivas de prevenção ao coronavírus, já previstas no decreto nº 034 de 5 de junho de 2021”. Documento na íntegra está disponível no Diário Oficial do Município na edição de sexta-feira, 11 de junho, em: http://www.diariooficial.imperatriz.ma.gov.br/edicoes

A obrigação do uso de máscaras, bem como o distanciamento social, em qualquer situação e lugar e todos os protocolos sanitários definidos pelos órgãos competentes estão mantidos. A Prefeitura pode rever esse decreto, para medidas necessárias em decorrência de fatos supervenientes. As avalições quanto à situação dos números da Covid-19 em Imperatriz são realizadas diariamente e, se a estabilidade continuar, as restrições também serão amenizadas como sempre tem sido feito. Caso a situação seja ao contrário, as restrições aumentam também. De acordo com os últimos boletins, está existindo estabilidade em Imperatriz e por isso o prefeito Assis Ramos definiu por prorrogar por mais 11 dias o decreto anterior.

Além disso, ações de controle e verificação para cumprimento das medidas restritivas de combate à pandemia continuam. As fiscalizações são feitas dia e noite, todos os dias por órgãos da Prefeitura: Guarda Municipal, Secretaria de Trânsito, Vigilância Sanitária, Defesa Civil, Meio Ambiente, Secretaria de Governo, Polícia Militar, Sefazgo, Planejamento Urbano, entre outros.

Em caso de denúncias por aglomeração ou descumprimento das medidas sanitárias, a população pode ligar para a Guarda Municipal (99) 99120-7328; Vigilância Sanitária (99) 99138-2781; Ouvidoria (99) 99100-7184 ou no 190 da Polícia Militar. 

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze