Connect with us

Maranhão

MARANHÃO: Deputado mostra carta de pai desesperado com falta de medicamentos do governo

Publicado

em

ma2O líder do Bloco de Oposição na Assembleia Legislativa, deputado Edivaldo Holanda (PTC) ocupou nessa, quinta-feira, 12, a tribuna da Casa para tornar público o teor de uma carta-denúncia, encaminhada pelo pai de uma menina de sete anos de idade, cuja saúde está seriamente prejudicada pela falta de remédios na Farmácia Estadual de Medicamentos (Feme).

De posse de uma carta, Edivaldo Holanda denuncia que o pai de família está desesperado, sem saber o que fazer, para conseguir dinheiro para comprar os medicamentos, de uso contínuo, de sua filha de apenas 7 anos, que para sobreviver precisa, urgentemente, dos medicamentos fornecidos, gratuitamente, pela Feme.

Para Holanda, isto é um absurdo, pois ele descobriu, por meio de funcionários da própria Secretaria de Estado da Saúde (SES), que existe a verba para a compra dos remédios e o pior aconteceu: várias ampolas da medicação Lupron (usado pela menina) foram para o lixo por causa da validade vencida.

Holanda acha que é hora da Assembleia tomar uma posição com relação ao assunto. Ele sugere que a Casa convoque a coordenadora do setor de Assistência Farmacêutica da Feme, Maria Helena, para ela esclarecer porque está faltando medicamento, por que as ampolas de Lupron foram parar no lixo e qual a previsão da normalidade no fornecimento do remédio.

“É triste ver que a governadora Roseana Sarney (PMDB) está promovendo uma mídia caríssima, para fazer o seu culto pessoal, a ponto do Ministério Público ter que ingressar em juízo para barrar esta farra, e constatar que pessoas estão morrendo pela falta de medicamentos que devem ser distribuídos, obrigatoriamente, pelo governo do Estado”, lamenta Edivaldo.

Requerimento

Recentemente o deputado protocolou requerimento na Mesa Diretora da Assembleia, já encaminhado pela Mesa Diretora ao secretário de estado da Saúde, Ricardo Murad, solicitando informações para resolver o grave problema da falta de medicamentos especiais.

Holanda quer saber o seguinte: quantos pacientes portadores da puberdade precoce existem cadastrados na SES; se há o medicamento Lupron em quantidade suficiente para atender a demanda mensal, e qual o estoque de Azatioprina, Micofenolato Sódico, Micofenolato Mofetil, Ciclosporina e Sirolimo da Feme.

A Carta-denúncia

A carta diz o seguinte: “Senhores deputados, venho através desta implorar e ao mesmo tempo denunciar o que vem acontecendo na Farmácia Estadual de Medicamentos. Minha filha tem sete anos de idade e faz tratamento, pois ela tem puberdade precoce, todos os meses ela toma uma medicação via muscular de nome Lupron.

Na quarta-feira passada, a menina teria que tomar uma dose do medicamento, mas para a minha surpresa a medicação está em falta, fazendo com que a minha filha corra o sério risco de ficar menstruada e pasmem, com apenas sete anos de idade.

No dia 10, pedi, através de uma distribuidora o medicamento Lupron, no valor de R$ 472. Será que no próximo mês vou ter que comprar de novo o medicamento? E as pessoas que não tem condições financeiras de adquirir a medicação, o que fazer?

Assinado, um pai aflito”.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Maranhão

IMPERATRIZ: Policial que matou médico é preso

Publicado

em

A Polícia Militar do estado do Maranhão, executou no começo da noite desta terça, 27, a prisão do policial, Adonias Sadda, acusado de matar na madrugada desta segunda, 26, em uma festa do setor Beira Rio, na cidade de Imperatriz, na região Tocantina, Maranhão, o médico Bruno Calaça Barbosa, de 24 anos.

A informação foi oficializada, diretamente pelo secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, “Informo que o soldado Adonias Sadda acaba de ser preso na cidade de Imperatriz. Nesse momento, ele está sendo conduzido para a Delegacia Regional”

Sadda estava escondido em uma casa no bairro Bacuri, próximo ao Colégio Militar Tiradentes, na residência do seu advogado.

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: PM suspeito de matar médico em festa continua foragido

Publicado

em

Policial militar Adonias Sadda segue foragido

O policial militar, Adonias Sadda, principal suspeito de matar o médico Bruno Calaça Barbosa, 24 anos, em uma festa na cidade de Imperatriz, na região Tocantina, estado do Maranhão, na madrugada de segunda, 26, continua foragido.

Segundo o delegado, Praxíteles Martins, as testemunhas estão sendo ouvidas e diligências realizadas para capturar Adonias. Ainda conforme o delegado, outras pessoas envolvidas no delito, serão ouvidas.

O corpo do médico foi levado para velório e sepultamento em Porto Nacional, região central do estado do Tocantins.

Continue lendo

Maranhão

AÇAILÂNDIA: Assinada ordem de serviço para o Centro de Referência da Juventude

Publicado

em

O ato aconteceu na manhã desta terça, 27, no gabinete da Prefeitura Municipal, onde o Governo do Estado, através das secretarias de Educação (SEDUC) e Juventude (SEEJUV), em parceria com a Prefeitura de Açailândia, e o prefeito Aluísio Sousa, assinaram a Ordem de Serviço para a construção do Centro de Referência da Juventude na Região Tocantina.

O Centro de Referência será implantado na Vila Ildemar no complexo já existente, Baianão. Após a reforma serão implantados equipamentos que atenderão à toda a juventude da região tocantina.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze