- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
quarta-feira, 18 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

Maranhão é segundo em ranking de cheques sem fundos

Mais Lidas

O percentual de cheques devolvidos (2ª devolução) por falta de fundos em relação ao total de compensados cresceu em julho. De acordo com o Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos, foram devolvidos, em todo o país, 1,99% dos cheques compensados em julho, contra 1,93% em junho. Em julho de 2010, por sua vez, houve 1,74% de devoluções.

Na relação entre os acumulados, também, houve elevação no percentual de cheques sem fundos. De janeiro a julho deste ano foram 1,94% de devoluções, ante os 1,86% verificados em igual período de 2010.

Segundo os economistas da Serasa Experian, o aumento da incidência de cheques devolvidos por falta de fundos em julho frente a junho decorre das vendas parceladas com cheque pré-datado no Dia dos Namorados. Os juros altos, em razão da política monetária restritiva para controle da inflação, estimularam a volta dos parcelamentos no pré-datado.

Como as datas comemorativas do varejo, nos primeiros sete meses do ano, tiveram bom desempenho de vendas, houve, também, um uso mais intensivo desse instrumento no período. Por essa razão, aumentaram os cheques sem fundos, ainda, no acumulado de janeiro a julho de 2011.

Nos Estados e regiões

De janeiro a julho, Roraima foi o Estado com o maior percentual de cheques devolvidos (11,95%), seguido pelo Maranhão, com 9,07%. São Paulo, por sua vez, foi o Estado de menor percentual (1,47%). Entre as regiões, a Norte foi a com maior percentual de devolução de cheques nos sete primeiros meses de 2011, com 4,08%. Na outra ponta do ranking está a Sudeste, com 1,58%. |iMirante|

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias