- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
domingo, 07 / agosto / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

MARANHÃO: Governadora se reúne com investidores da Suzano Papel e Celulose

Mais Lidas

A governadora Roseana Sarney recebeu em audiência, nesta quinta-feira, 29, no Palácio dos Leões, o presidente do Grupo Suzano Papel e Celulose, Antônio Maciel Neto, e diretores da empresa, acompanhados do secretário de Estado de Indústria e Comércio, Maurício Macedo. Na ocasião, eles apresentaram o cronograma de etapas de trabalho para implantação de uma unidade do Grupo no Maranhão.

Segundo o secretário Maurício Macedo, o projeto é estruturante para a economia maranhense, especialmente para a região Sul, que vai ganhar uma fábrica de celulose. “Na próxima semana, o Estudo de Impacto Ambiental para a construção da fábrica deverá ser entregue, enquanto os EIAs da parte florestal já estão sendo analisados”, revelou.

Ele disse que o processo de licenciamento da fábrica deve ser iniciado na segunda quinzena de maio para ser concluído até o mês de setembro. “É um importante empreendimento, não apenas para economia, mas também para a área social, com a geração de emprego e renda, dentro de uma nova modalidade de cultura que é de florestas plantadas”, destacou.

O presidente do Grupo Suzano Papel e Celulose, Antônio Maciel Neto, revelou que o cronograma de trabalho para a implantação da fábrica está caminhando dentro do esperado. “Essa reunião com a governadora é para discutirmos pontos do projeto, como a infraestrutura e outros detalhes”, ressaltou.

A fábrica do Maranhão será uma das três novas unidades a serem instaladas no país. “Serão destinados R$ 4 bilhões e gerados seis mil empregos somente na fase de construção da fábrica, que deve durar dois anos”, anunciou. “Estamos falando de 40 mil pessoas trabalhando no empreendimento, de uma forma ou de outra, 11 mil diretamente e os demais de maneira indireta. Temos tido o apoio direto do Governo do Estado nesse projeto, com expectativa de iniciarmos a produção na segunda etapa de 2013”, acrescentou Antonio Maciel.

A fábrica de celulose do Maranhão terá capacidade de produção de 1,3 milhão de toneladas de celulose/ano. O projeto todo abrange 130 mil hectares de eucalipto, nas áreas de Imperatriz, Porto Franco e Açailândia (onde já existem florestas disponíveis, devendo usar mudas do projeto Vale Florestar, adquirada pela empresa).

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias