Connect with us

Maranhão

MARANHÃO: Governo esclarece relocação de comunidades devido refinaria

Publicado

em

matranhaoFoi realizada, na quarta-feira, 30, a reunião entre a Secretaria de Estado da Indústria e Comércio (Sinc) e a Defensoria Pública do Maranhão, com a comunidade de posseiros residentes na área onde será implantada a Refinaria Premium da Petrobras.

O objetivo do encontro foi detalhar e esclarecer as dúvidas sobre o processo de relocação das famílias da área do empreendimento, a ser instalado no município de Bacabeira, a 60 quilômetros de São Luís.

A reunião teve a participação da defensora pública, Ana Flávia Melo; do prefeito de Rosário, Marconi Bimba; do secretário de Administração de Bacabeira, Francisco Moura; e do diretor do Departamento de Meio Ambiente, José Ribamar Pinheiro Júnior.

Programa de reassentamento

Na ocasião, foi apresentado pelo superintendente de Política e Infraestrutura Industriais da Sinc, Deusdedith Soares Evangelista, o programa de reassentamento para os moradores das comunidades Salva Terra I, Salva Terra II, Pode Ser e Piquí, que residem na área desapropriada pelo estado para a implantação da Refinaria.

“Não vamos relocar as famílias de maneira imposta, mas da forma como deve ser, que é discutindo as propostas com a comunidade”, afirmou Desdedith.

A defensora pública, Ana Flávia Melo, também explicou às comunidades o que significa uma desapropriação e os direitos dos moradores. Para o lavrador, Alexandro da Conceição Almeida, do povoado Salva Terra, a reunião foi muito boa.

“Achei importante essa conversa com a comunidade para nós tirarmos nossas conclusões”, disse. Membro da família Botentuit, José Ribamar também considerou muito interessante. “Esclareceu muitas coisas para a comunidade”, observou.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Maranhão

ESTREITO: Orla corre risco de desmoronamento

Publicado

em

A Defesa Civil informou que há riscos de desmoronamento em partes da estrutura da Orla, na cidade de Estreito, na região Tocantina maranhense, que faz divisa com o Bico do Papagaio.

A Prefeitura solicitou que a população não ultrapasse as áreas interditadas que estão identificadas com as fitas zebradas.

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Marginais estão saqueando casas alagadas

Publicado

em

Famílias da cidade de Imperatriz, na região Tocantina, sul do Maranhão, que faz divisa com o Bico do Papagaio, em São Miguel, além de passagem por sérias dificuldades por conta da enchente do Rio Tocantins, estão sendo vítimas de criminosos que estão saqueando as casas durante a madrugada.

Os marginais estão roubando telhas e fiação elétrica das residências.

A Polícia Militar de Imperatriz deflagrou a “Operação Anfibius” para caçar os delinquentes. A operação, que irá ocorrer até a normalização do nível do Rio Tocantins, com patrulhamento nas áreas alagadas com utilização de carros e lanchas.

Continue lendo

Maranhão

Técnico de enfermagem é suspeito de furtar medicamentos da rede pública no Maranhão

Publicado

em

Um técnico de enfermagem, pertencente a Rede Municipal de Saúde de Santa Luzia, a 294 km de São Luís, foi preso na tarde de domingo (16) suspeito de furtar medicamentos do hospital do município. A prisão foi realizada pela Polícia Militar (PM) após denúncia anônima.

A PM foi informada que o técnico de enfermagem, de 46 anos, que não teve a sua identidade revelada, aproveitava os plantões de fim de semana para praticar os furtos. A polícia revistou o carro do funcionário e no local foram encontrados alguns medicamentos do hospital público.

A polícia apreendeu frascos, de pelo menos, oito tipos de medicamentos. Além disso, foi encontrada uma carteira de identidade com a foto dele e o nome de outro homem. Também havia com ele um bloco de receita de controle especial, que fica sob responsabilidade do diretor do hospital e que somente o diretor deveria liberar esse documento.

Os policiais ainda apreenderam também carimbos em nome de dois médicos. O técnico de enfermagem foi apresentado na delegacia de Polícia Civil de Santa Inês.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze