- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
quinta-feira, 30 / junho / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

MARANHÃO: Investimentos provocam crescimento de participação na venda de energia eólico

Mais Lidas

A Bioenergy, que está investindo R$ 6 bilhões no Maranhão para a geração de 1.400 MW, teve boa participação em leilão realizado nesta terça-feira (20) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), e conseguiu fechar a venda de energia de duas usinas, que juntas correspondem a uma capacidade instalada de 57,6 MW.

Foram arrematadas as plantas Morro dos Ventos I e II, que participaram do leilão em caráter liminar e integram o conjunto do parque eólico de 50 usinas que a Bioenergy pretende instalar nos municípios de Tutóia e Paulino Neves, no litoral leste do estado. Cada uma das usinas arrematadas receberá investimento de R$ 105.970.000,00 em sua instalação.

Para o secretário de Minas e Energia, Ricardo Guterres, o resultado do leilão mostra o interesse de investidores como a Bioenergy em se instalar no estado, apostando no potencial eólico maranhense. “O potencial do Maranhão só se fortalece com a realização desse leilão”, declarou.

Ricardo Guterres disse que a instalação do parque eólico é uma etapa importante no processo de diversificação da matriz energética do estado, que já dispõe de geração hidrelétrica e térmica. “É importante ressaltar que esse empreendimento da Bioenergy é sustentável, pois irá gerar energia limpa”, afirmou o secretário.

De acordo com os investidores, o parque eólico está previsto para ocorrer em três fases, sendo a última em 2015. A área total da Bioenergy para a instalação do empreendimento nos dois municípios maranhenses é de 20 mil hectares O potencial de ventos foi o fator principal que atraiu os investidores para o estado.

A Bioenergy é uma empresa especializada em projetos eólicos com forte atuação no Nordeste do Brasil, possuindo parques eólicos nos estados da Paraíba e Rio Grande do Norte e, há três anos, estuda o potencial dos ventos no Maranhão.

Construção de parque eólico terá início em 2012

A construção do primeiro parque eólico do Maranhão será iniciada em 2012 nos municípios de Tutóia e Paulino Neves. A informação é do presidente da Bioenergy, empresa pioneira em energia limpa no Brasil, após contratação de 57.6 MW de energia eólica no leilão A-5, realizado nesta terça-feira (20), pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Com a venda durante o leilão, somada a contratações no mercado livre de energia, a Bioenergy dá a partida na implantação de 230 MW até 2014, com investimentos da ordem de R$ 900 milhões.

As obras serão iniciadas no primeiro semestre de 2012, de acordo com o presidente da empresa, Sérgio Marques. De início serão gerados cerca de 300 empregos diretos. No pico da obra, previsto para 2013 e 2014, a geração de emprego alcançará um total de dois mil diretos nos dois municípios onde será instalado o empreendimento.

“Agora a Bioenergy vai começar a construir o parque eólico do Maranhão. Então, o que era projeto, agora vai tornar-se empreendimento”, afirmou Sérgio Marques, ressaltando que o projeto da empresa é de alta qualidade, fruto de um amplo trabalho de pesquisa no Maranhão.

Para o secretário de Estado do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Mauricio Macedo, o anúncio da construção do primeiro parque eólico do Maranhão é mais uma grande conquista para o setor energético no estado.

 “O Maranhão está sendo muito atrativo para os investidores no setor de geração de energia pelo seu grande potencial. A prova é a decisão da Bioenergy em implantar seu projeto no nosso estado que certamente será um grande produtor de energia limpa. Já temos hoje hidrelétrica em operação, termelétricas, incluindo a gás natural, e agora estamos entrando no segmento de energia eólica que é uma energia totalmente limpa”, observou Macedo.

A empresa inscreveu mais 24 parques eólicos para o leilão A-3 que será realizado em março de 2012.

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias