Connect with us

Maranhão

MARANHÃO: Investimentos provocam crescimento de participação na venda de energia eólico

Publicado

em

A Bioenergy, que está investindo R$ 6 bilhões no Maranhão para a geração de 1.400 MW, teve boa participação em leilão realizado nesta terça-feira (20) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), e conseguiu fechar a venda de energia de duas usinas, que juntas correspondem a uma capacidade instalada de 57,6 MW.

Foram arrematadas as plantas Morro dos Ventos I e II, que participaram do leilão em caráter liminar e integram o conjunto do parque eólico de 50 usinas que a Bioenergy pretende instalar nos municípios de Tutóia e Paulino Neves, no litoral leste do estado. Cada uma das usinas arrematadas receberá investimento de R$ 105.970.000,00 em sua instalação.

Para o secretário de Minas e Energia, Ricardo Guterres, o resultado do leilão mostra o interesse de investidores como a Bioenergy em se instalar no estado, apostando no potencial eólico maranhense. “O potencial do Maranhão só se fortalece com a realização desse leilão”, declarou.

Ricardo Guterres disse que a instalação do parque eólico é uma etapa importante no processo de diversificação da matriz energética do estado, que já dispõe de geração hidrelétrica e térmica. “É importante ressaltar que esse empreendimento da Bioenergy é sustentável, pois irá gerar energia limpa”, afirmou o secretário.

De acordo com os investidores, o parque eólico está previsto para ocorrer em três fases, sendo a última em 2015. A área total da Bioenergy para a instalação do empreendimento nos dois municípios maranhenses é de 20 mil hectares O potencial de ventos foi o fator principal que atraiu os investidores para o estado.

A Bioenergy é uma empresa especializada em projetos eólicos com forte atuação no Nordeste do Brasil, possuindo parques eólicos nos estados da Paraíba e Rio Grande do Norte e, há três anos, estuda o potencial dos ventos no Maranhão.

Construção de parque eólico terá início em 2012

A construção do primeiro parque eólico do Maranhão será iniciada em 2012 nos municípios de Tutóia e Paulino Neves. A informação é do presidente da Bioenergy, empresa pioneira em energia limpa no Brasil, após contratação de 57.6 MW de energia eólica no leilão A-5, realizado nesta terça-feira (20), pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Com a venda durante o leilão, somada a contratações no mercado livre de energia, a Bioenergy dá a partida na implantação de 230 MW até 2014, com investimentos da ordem de R$ 900 milhões.

As obras serão iniciadas no primeiro semestre de 2012, de acordo com o presidente da empresa, Sérgio Marques. De início serão gerados cerca de 300 empregos diretos. No pico da obra, previsto para 2013 e 2014, a geração de emprego alcançará um total de dois mil diretos nos dois municípios onde será instalado o empreendimento.

“Agora a Bioenergy vai começar a construir o parque eólico do Maranhão. Então, o que era projeto, agora vai tornar-se empreendimento”, afirmou Sérgio Marques, ressaltando que o projeto da empresa é de alta qualidade, fruto de um amplo trabalho de pesquisa no Maranhão.

Para o secretário de Estado do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Mauricio Macedo, o anúncio da construção do primeiro parque eólico do Maranhão é mais uma grande conquista para o setor energético no estado.

 “O Maranhão está sendo muito atrativo para os investidores no setor de geração de energia pelo seu grande potencial. A prova é a decisão da Bioenergy em implantar seu projeto no nosso estado que certamente será um grande produtor de energia limpa. Já temos hoje hidrelétrica em operação, termelétricas, incluindo a gás natural, e agora estamos entrando no segmento de energia eólica que é uma energia totalmente limpa”, observou Macedo.

A empresa inscreveu mais 24 parques eólicos para o leilão A-3 que será realizado em março de 2012.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Maranhão

Navio é colocado em quarentena após tripulante testar para a Covid-19 no Maranhão

Publicado

em

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou nesta quinta-feira (29) que monitora a tripulação a tripulação do navio ‘MV Pipit Arrow’, após um dos tripulantes testar positivo para a Covid-19. A embarcação está atracada em uma área de fundeio na Baía de São Marcos, no litoral de São Luís.

O navio, que tem bandeira do Panamá, saiu da Bahia e chegou a São Luís em 19 de julho. Após a notificação suspeita do caso, a Anvisa foi notificada e determinou o isolamento do tripulante e a embarcação foi colocada em quarentena.

O nome e a nacionalidade do homem não foi identificada. Até o momento, não foi confirmado se o tripulante foi infectado com algum tipo de variante do novo coronavírus.

Continue lendo

Maranhão

ITINGA DO MARANHÃO: Conselho Tutelar precisa passar por melhorias

Publicado

em

O promotor de justiça Tiago Quintanilha Nogueira, que responde pela Promotoria de Justiça de Itinga do Maranhão, inspecionou, na terça-feira, 27, o Conselho Tutelar da cidade. Acompanharam a vistoria secretária de Assistência Social de Açailândia, Arly Brenda Lima Franco Jardim, conselheiros tutelares, integrantes do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, incluindo a presidente Maria Valdirene Fernandes da Costa.

Na ocasião, foi constatado que o prédio do Conselho necessita de algumas melhorias, assim como o veículo pertencente ao referido órgão.

Foi discutida também a efetivação do Plano Municipal da Primeira Infância no Município, plano intersetorial que visa ao atendimento aos direitos das crianças na primeira infância (até os seis anos de idade) no âmbito do município, cuja elaboração é recomendada pelo Marco Legal da Primeira Infância (Lei 13.257/2016).

Outro tema tratado foi a implantação do Sipia no Conselho Tutelar, sistema nacional de registro e tratamento de informações sobre a garantia e defesa dos direitos fundamentais preconizados no Estatuto da Criança e do Adolescente.

Igualmente foi abordado o treinamento dos integrantes da rede de proteção acerca da escuta especializada, procedimento de entrevista previsto na Lei Federal n. 13.431/17, sobre possível situação de violência contra criança ou adolescente, no intuito de garantir a proteção e o cuidado da vítima.

Continue lendo

Maranhão

AÇAILÂNDIA: Instalada sala de depoimento especial para crianças e adolescentes

Publicado

em

Após procedimento do Ministério Público do Maranhão, por meio do titular da 2ª Promotoria de Justiça Cível de Açailândia, com atribuição na Infância e Juventude, Tiago Quintanilha Nogueira, foi instalado no Fórum da Comarca de Açailândia uma sala de depoimento especial para crianças e adolescentes vítimas ou testemunhas de violência.

A sala está apta para uso. Um curso sobre depoimento especial para as servidoras do setor psicossocial (psicóloga e assistente social) está agendado para o próximo mês de setembro, conforme ofício enviado ao promotor de justiça Tiago Quintanilha Nogueira pelo juiz Frederico Feitosa de Oliveira, diretor do Fórum de Açailândia.

De acordo com o promotor de justiça, a Lei Federal nº 13.431/2017 alterou a dinâmica da forma de colheita da prova testemunhal junto a crianças e adolescentes vítimas ou testemunhas de violência, por reconhecer que estes não podem sofrer a denominada “vitimização secundária” ou “revitimização”, decorrente de entraves ou falta de profissionalismo no atendimento prestado por órgãos de proteção. “O depoimento especial procura imprimir maior qualidade e celeridade na tramitação dos feitos, quer perante a autoridade policial, quer perante a autoridade judiciária”, completou Tiago Quintanilha.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze